Cristais de Poços de Caldas


Interior da loja/fábrica Cristais São Marcos
        
     Sem dúvida o que mais gostei em Poços de Caldas foi ver os artesãos moldando o vidro para fazer vasos, flores, luminárias, bichinhos. Além das duas fábricas de cristais tipo murano (São Marcos e Cá d'Oro), há artesãos nas feiras e lojas menores da Av. João Pinheiro fazendo os bichinhos que são encantadores.




Cristais São Marcos: ao lado do shopping
e bem próximo à rodoviária.



       
       Nós visitamos a Cristais São Marcos, onde uma grande vitrine separa a loja da fábrica e é possível acompanhar todas as etapas da fabricação dos objetos decorativos.
Bichinhos na feira de artesanato da Praça dos Macacos,
 que acontece aos domingos.


          Os bichinhos são muito lindos! Dá vontade de trazer todos! Trouxe vários, inclusive para presentear, não trouxe mais porque minha mãe ficava ao meu lado repetindo que enfeites tão pequenos  e delicados dão trabalho para limpar. Ela estava certa, uma das minhas renas já perdeu os chifres.

       
         O preço dos bichinhos avulsos era 4 por R$10,00 e as famílias custavam entre R$9,00 e R$12,00 dependendo do lugar.

       Esses ficam aqui sobre o monitor de meu computador. Tem cisne, coruja, cachorro, pato, beija-flor e pinguim. Não são lindos?!

          Por conta de seus cristais, Poços de Cladas já foi cenário de uma novela da globo "Livre para Voar", que foi exibida em 1984. É... faz tempo!! Mas eu assisti...

      O vídeo abaixo mostra o processo de fabricação na Cristais São Marcos.
         



MSC Preziosa - índice de postagens

Vista do navio ancorado no Porto de Santos
Escadaria de cristais Swarovski
Preziosa Bar - Deck 5
     A quantidade de posts sobre o MSC Preziosa pode dar a impressão de que gostei mais desse navio que dos outros em que viajei (Zenith e Empress). Embora ele seja mesmo maravilhoso, a questão é bem mais simples, é que eu nem tinha ainda o blog quando fiz meu primeiro cruzeiro. Porém, por mais que escreva a respeito, há imagens do navio que dispensam descrições, por isso selecionei algumas para acompanhar o índice de postagens e vou intitular essa galeria de fotos de Navio Preziosa por ele mesmo.
Piscina de borda infinita na popa do navio


 Índice de postagens no blog:

- MSC Cruzeiros - Mitos e Verdades
- Sabores do MSC Preziosa
 
Parque aquático infantil
- Shows do MSC Preziosa
- Diário de Bordo do MSC Preziosa
- Pacotes de bebidas no Preziosa
- Uma semana sem internet
- Yacht Club do MSC Preziosa
- Ship Tour


Escalas:

                                                        - Ilha Grande
Mesa de jantar do The Golden Lobster
- Santos

Piscina com cobertura retrátil

Escada de pedras preciosas do Yacht Club




Restaurante Eataly


Show com as crianças

Apresentação dos garçons na Noite de Gala





Cassino

Filme: Meu passado me condena


         O filme é perfeito tanto para quem já fez algum cruzeiro,  e vai reconhecer as situações hilárias, quanto para quem está pensando em fazer o seu primeiro e quer ter uma ideia do que vai encontrar. Foi gravado no Costa Favolosa durante a travessia do Rio de Janeiro até a Europa, em março de 2013.

         Abaixo segue o trailler:


Outros parques de Orlando-Florida (fotos)


          Mais de um ano depois da viagem, reuni as melhores fotos e coloquei em dois álbuns: um de 'Parques da Disney' e um de 'Outros parques visitados', que compartilho abaixo em PDF. Hora de começar a pensar em organizar as fotos do MSC Preziosa...


Ship Tour - MSC Revela

       Nós fizemos o Ship Tour para conhecer os bastidores do MSC Preziosa e adoramos! É um passeio caro, são USD45,90 por pessoa para ver o que só a tripulação conhece, mas valeu muito o investimento.
         Começamos pelo Yacht Club, a parte mais exclusiva da embarcação, onde o navio mais bonito do mundo fica ainda mais caprichado nos detalhes. Depois de conhecer onde ficam as cabines de Sofia Loren, madrinha da MSC na Itália, e Xuxa, madrinha da MSC no Brasil, fomos da parte mais alta do navio para os decks mais baixos, onde se localizam a lavanderia, cozinha, padaria e as cabines da tripulação.
       À primeira vista imaginei que não haveria nada de interessante para se ver em uma lavanderia, que essa seria uma parte dispensável do ship tour, mas não foi. É muito curioso conhecer o ritmo frenético de 24 horas ininterruptas das máquinas e seus operadores lavando, passando e esterilizando tolhas, guardanapos e lençóis.
        
        A exclusividade no tratamento dos passageiros do Yacht Club é tamanha que até mesmo as máquinas da lavanderia são separadas (essas aí ao lado) e a água é mineral ao invés da dessalinizada que lava as toalhas e lençóis dos simples mortais. Chique, não é? Mas sinceramente acho desnecessário.
     
      A parte mais legal, conhecer a cozinha. Adoramos! Os cuidados com a higiene e para evitar a contaminação de alimentos exige que se cubra roupas e  calçados para visitar a cozinha dos restaurantes, a padaria e a dispensa. Lá conversamos com o chef, fizemos perguntas e vimos o ritmo alucinante da preparação dos alimentos em quantidades descomunais.
        Tudo extremamente organizado e limpo com algumas peculiaridades como a inexistência de mulheres nesse setor da tripulação e um único brasileiro trabalhando na cozinha. Dois mistérios não resolvidos apesar das perguntas de alguns passageiros.





        Todo o abastecimento de mantimentos do navio é feito no Porto de Santos em quantidades suficientes para toda a semana, além dos produtos enlatados e outros não perecíveis que são importados e já fazem parte do estoque do navio desde sua chegada ao Brasil.





       Esse da foto ao lado é o Givago, tripulante que trabalha na loja de excursões do navio e foi nosso guia no Ship Tour. Excelente pessoa, divertida e competente, faltou uma foto com ele, mas as novidades eram tantas que me distraí quanto a isso. Sorry, my brasilian friend.





     Os refrigeradores são apenas para o curto período de tempo entre as delícias ficarem prontas e serem servidas. Não há tempo para ficarem guardadas, o consumo de alimentos é muito alto e exige toda uma logística para evitar dentro do possível os desperdícios.
        Os enlatados importados entre outros produtos nacionais. Tudo muito organizado, limpo e bem conservado. Meninos, eu vi!








      Outra parte muito legal são os bastidores dos shows, a sala de som e luzes, os camarins, os ensaios, o teatro visto a partir do palco, os espaços minúsculos onde os artistas se movimentam nas trocas de figurino e os próprios figurinos (abaixo).


         Como já falei sobre os shows, mesmo com uma estrutura tão boa, figurinos tão ricos, artistas tão talentosos... falta alguma coisa para deixá-los mais atrativos, por exemplo, serem um pouco mais longos, são de apenas meia hora. Eu fiz esse comentário com o diretor de espetáculos, a resposta foi que são curtos para sairmos querendo ver mais no dia seguinte. Sei não...

      Quem nos apresentou a sala de som e imagens foi um romeno que mostrou de forma exemplar o quanto é importante para o espetáculo um trabalho que na maioria das vezes como expectadores nos passa despercebido.






        Para finalizar, veio a melhor parte, que não foi anunciada nos folhetos, uma degustação no restaurante Eataly que merece um post só para ele, mas já adianto que é maravilhoso! O chef preparou para nós um filé grelhado que foi servido com vinho. Como brinde ganhamos um avental de cozinheiro com o logo da MSC.





      No mesmo dia, à tarde houve uma apresentação técnica com o comandante, no teatro, em que todos os passageiros foram convidados a assistir. Foi um complemento ao Ship Tour que, segundo informações da tripulação, tem esse precinho tão salgado quanto o mar justamente para restringir a procura, por isso é limitado ao máximo de 40 passageiros. Givago disse que é apenas para os muito curiosos... e lá estava eu!