Compras em Goiânia


Quando estive em Buenos Aires, me ofereceram um "Tour de compras". Respondi que não existe lugar no mundo onde uma mulher precise de guia para fazer compras. Em Goiânia não seria diferente com Feira da Lua, do Sol, da Nuvem, Hippie...

No sábado me programei para visitar a Feira da Lua que acontece à noite. Pela manhã, aproveitando o clima mais ameno fomos andando até a Praça Cívica (+/- 850m desde o hotel), visitamos o Museu Zoroastro Artiaga que além de peças que contam a história do estado de Goiás estava com uma exposição temporária sobre a Constituinte de 1988 com charges, fotos, documentos e até cartas mandandas pelos brasileiros aos nossos representantes na época. Havia também uma réplica em tamanho gigante da carta de Ulisses Guimarães entregando a nova constituição ao povo brasileiro que se encerra com a frase: "Mudar para vencer! Muda, Brasil! Juro que me emocionei!
A 600m, pelo outro lado da praça, fica o Bosque dos Buritis, lugar para ficar o dia todo sem nem perceber o tempo passar. Queria visitar o zoológico mas está fechado, parece que, por razões não muito bem explicadas, os animais estavam morrendo.
Na volta pro hotel, achei sem querer um paraíso das compras, uma mini '25 de Março': o camelódromo. É um galpão enorme, com corredores minúsculos, abarrotados de boxes onde se vende todo tipo de mercadoria, me fez lembrar a Galeria Pagé. Só à noite fui descobrir que os preços ali são bem melhores que os praticados na Feira da Lua. Claro que acabei me arrependendo de várias compras que 'não' fiz pela manhã, mas alguma coisa consegui aproveitar.
Enfim a Feira da Lua. Começa por volta das 16h e vai até às 22h. Fica na Praça Tamandaré, pertinho do Bosque dos Buritis, e ocupa o espaço de 4 quarteirões. As inúmeras barracas vão formando corredores praça a dentro onde você anda, anda, anda e nunca chega ao fim... não consegui ver a feira inteira. O forte são roupas e calçados femininos, mas também há bijouteiras, roupas de ginástica, infantis, lingerie... até filhotes de cachorro eu vi sendo oferecidos. As barracas de comidas variadas ficam agrupadas como se fosse uma praça de alimentação. Há produtos com bons preços, mas nem tudo pode ser chamado de "barato" principalmente comparando-se com os preços do camelódromo (que raiva!!).
Depois de tanta andança o dia todo, estávamos bem cansados! Jantamos no Pyramid's Bar em frente ao hotel e fomos dormir que ninguém é de ferro.

2 comentários:

Sonhos Lilás disse...

Oi Silmara! td bem com vc? gostaria de saber onde fica aquele camelodromo q vc foi em Goiania que vc achou mas barato do q na feira da lua.Predendo ir lar nesse ano obrigada pela ajuda.

Fica com DEUS! Bjos..

Alcione

Silmara Colombo disse...

Não sei lhe dizer a rua, porque não conheço bem Goiânia, só estive lá uma vez, mas é bem no centro comercial, na rua principal do comércio.