Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 de agosto de 2010

CVC - Leia a bula

Modo de usar Logo CVCOperadora de turismo é como remédio: é bom ler a bula (contrato) com atenção para se preparar para os efeitos colaterais (problemas). As receitas (operadoras) são muitas, vou falar daquela que 'para mim' deu certo. Já experimentei outras drogas, mas não funcionaram.

Piada com a empresa aérea BRA
Viajei duas vezes pela extinta SOLETUR que mantinha com a CVC uma concorrência acirrada... até falir. Tentei um tratamento alternativo viajando pela BRA que não indico nem para meu pior inimigo. Num voo que se faz em 3h (Ribeirão Preto/Fortaleza) fiquei 11 horas em trânsito, com uma conexão em São Paulo e 5 escalas que fizeram com que o voo de São Paulo a Fortaleza durasse 7h e meia. Nessa época a BRA não tinha voos exclusivos para os pacotes de turismo, não sei hoje que voltou a operar como bra. Se em 
Logo maiúsculas não foi pra frente, não pretendo ver com ficou agora que é uma empresa minúscula.
Enfim, experimentei a CVC e tem dado certo. Para que continue assim algumas precauções são necessárias:

Leia o contrato e saiba exatamente o que você está comprando. Geralmente os pacotes incluem a parte aérea, o hotel, o transfer in/out e um city tour. Foi isso que você pagou, é isso que você vai receber.

Voos noturnos tornam o pacote mais barato, mas está previsto no contrato que o passageiro poderá ter que deixar o apartamento até 12 horas antes de seu voo, pois as diárias dos hotéis se encerram ao meio dia.

Para evitar problemas, quando estiver escolhendo o hotel, peça para o agente de viagem solicitar um late check out e feche o pacote com o hotel que confirmou isso 'por e-mail'. Imprima e leve com você. Sempre fiz isso, nunca tive que deixar meu apartamento antes da hora de ir para o aeroporto.

Outro item controverso do contrato é a possibilidade de ter que trocar de hotel em igual categoria ou superior, caso não haja vagas na data da viagem. Já aconteceu comigo e realmente acabei indo para um hotel melhor que o escolhido no pacote. Mas acho que são situações raras.

A empresa aérea que você escolher também altera o preço do pacote. Atualmente a CVC freta voos da TAM, da GOL e da WEBJET.

Se estiver viajando com crianças menores de 12 anos, procure pelos hotéis que oferecem hospedagem grátis para 1 ou 2 crianças no mesmo quarto com os pais. Confira que muitas vezes um hotel mais caro que oferece essa vantagem, sai mais barato para a família que um hotel de categoria inferior.

Quando chegar ao seu destino turístico será recebido por guias de empresas 'tercerizadas' que representam a CVC em cada um desses lugares. Aí depende de sorte: alguns são bons, outros fazem com que os passageiros voltem para casa jurando que nunca mais viajarão pela CVC. Em Porto Seguro o serviço de receptivo é péssimo, absurdamente caro. Já em Bariloche tive um guia maravilhoso. Obs: em 2008. Já em 2011 não tive  a mesma sorte.

Essas empresas de receptivo vão lhe oferecer passeios para a semana toda sempre com preços muito mais caros que as demais agências da cidade. Você não comprou esse serviço no pacote, aceite se quiser. Eu só uso os serviços que comprei antes da viagem, nunca faço os passeios com o receptivo da CVC e economizo muito com isso. Preste atenção contra quem é sua queixa: contra a CVC ou contra o receptivo?

Aí vem a pergunta: 'Por que esses passeios locais são mais caros com o receptivo da CVC?' Porque eles não precisam ir atrás do cliente, centenas chegam às suas mãos toda semana. Li no Orkut uma outra explicação curiosa: 'Porque os guias falam direito e têm dentes.

10ª Não quer viajar por pacote porque vai ficar mais de uma semana, porque tem milhas, vai com seu próprio carro ou qualquer outro motivo... antes de reservar hotel confira os preços no site da CVC, pode sair mais barato que a reserva direto no hotel.

Boa viagem!
logo mala

27 de agosto de 2010

Álbuns charmosos


   É indiscutível que a câmera digital deixou nossas viagens muito mais fáceis de serem registradas. Mas também que nos deixou muito preguiçosos, pois não há mais a necessidade de revelar as fotos para vermos como ficaram e elas acabam não saindo do computador.
     Eu tento a todo custo vencer a preguiça porque é muito mais agradável pegar as fotos em mãos, sentar ao lado da pessoa para quem você quer mostrar e ir comentando cada momento da viagem (sem exageros!!)
       Descobri a Uniko meio por acaso. É uma empresa que monta álbuns personalizados, em diferentes formatos, além de todos aqueles produtos com foto que ficam cada vez mais populares: canecas, pratos, calendário, babadores, baralhos, etc, etc, etc... só mesmo entrando no site pra ver tudo.
          Ganhei 2 vales presente da CVC para resgatar em compras deste site. Montei uma revista de 32 páginas com as duas viagens que fiz à Argentina (Buenos Aires e Bariloche) e 2 mini-álbuns para minhas filhas com o tema que elas escolheram. Ficaram muito bons! Gostei tanto que fiz mais uma revista, agora com as fotos da recente viagem à Porto Seguro.
Vale Presente CVC
               O pagamento pode ser feito por boleto ou cartão de crédito e o prazo para entrega é de 7 dias úteis. Nas 2 encomendas que fiz chegaram em 5 dias, via Sedex. E parece que a onda de brindes fotográficos chegou por aqui. A caneca da imagem foi brinde do posto de gasolina, feito numa loja do Carrefour.
               Fica a dica porque realmente achei muito legal. A qualidade do papel é excelente e não houve quem viu as revistas e não pediu o endereço do site onde foram feitas. Cadastre-se e receba por e-mail códigos de promoções.
logo mala




21 de agosto de 2010

Brasília - 50 anos

Capa de revista comemorativa dos 50 anos de Brasília

"Brasília é artificial. Tão artificial como devia ter sido o mundo quando foi criado."
Clarice Lispector - 1962
Brasília

"Quero esquecer de Brasília mas ela não deixa. Que ferida seca. Ouro. Brasília é ouro. Jóia. Faiscante."
Clarice Lispector - 1974
Brasília: Esplendor

       Clarice Lispector dedicou 2 crônicas à nova capital brasileira. A primeira delas, 2 anos após sua inauguração e  na segunda, 12 anos mais tarde, aparentemente se permitiu mudar de ideia.
     Brasília completou 50 anos e sobre mim continua tendo o mesmo fascínio do desconhecido, de quando bem mais jovem (ela e eu), entre os desenhos de "datas comemorativas" estava o prédio do Congresso Nacional com sua cúpula invertida servindo de bolo e seu prédio em forma de "H" sustentando as velas de mais um ano de sua existência. Admita, você também fez um desenho assim na escola!
     Para comemorar seus 50 anos, a Revista Veja lançou em novembro de 2009, um especial completíssimo! Leitura das mais agradáveis e fiéis à realidade, mostrando as glórias e os entraves da construção da nova capital. Li, reli e indico sem ressalvas.

Vídeos para aguçar (ainda mais) a curiosidade









logo mala

19 de agosto de 2010

Desvendando as esquinas de Brasília


Brasília vista pelo Google Earth
Pode não ser um destino turístico e serão só 2 dias na capital do país, mas estou realizando um sonho alimentado pela mais pura curiosidade:

Como é essa tal "cidade planejada"?!
Como assim não tem esquinas?!
Como uma cidade pode ter forma de avião?

A primeira vista, por ser muito diferente de nossas tradicionais cidades divididas em quarteirões com nomes de ruas nas plaquinhas das esquinas, me pareceu mais "desorganizada" que "planejada".

Escolher um hotel no "Setor Hoteleiro Norte" ou no "Setor Hoteleiro Sul"?? Que é isso?? Todos os sites de hotéis tomando como referência e anunciando a vantagem de estar próximo à "Torre de TV"!! E daí? O que isso significa?

Já consegui aprender um pouquinho: a distância entre o SHN (Setor Hoteleiro Norte) e o SHS (Setor Hoteliro Sul) é um canteiro central de aprox. 300m onde se localiza a "Torre de TV". Escolher de qual lado você quer ficar, além da diferença de hotéis, claro, implica em escolher ficar mais próximo do "Shopping tal" ou do "outro Shopping"

Entende-se por "esquina" o cruzamento de 2 ruas. Pois bem, pelo que vi pelo Google Earth, nas ruas de Brasília há contornos, bifurcações, paralelos, canteiros, canteiros, canteiros, mas cruzamentos são raríssimos! Encontrei um, acho que pode ser chamado de esquina:

Brasília não tem esquinas.
      Pesquisar Brasília é tarefa árdua! Os melhores grupos e blogs de viagens, quando trazem alguma dica, é sobre restaurantes. Alguém já viu alguma revista de viagem com Brasília na capa? Eu nunca!
       Enfim vamos para o Google Earth tentar entender essa cidade e para os sites, pois por algum ponto as pesquisas têm que começar.

http://wikitravel.org/pt/Brasilia: site com informações bem detalhadas e básicas pra começar os "estudos".

http://www.brasiliacitytour.com.br/quem/default.asp : Brasília tem um serviço de City Tour em ônibus de 2 andares que passa pelos principais prédios e monumentos da cidade.

http://www.dftrans.df.gov.br/ : como tudo na capital, táxi é caro e muito! Melhor conhecer o sistema de transporte público.

http://www.setur.df.gov.br/ : Secretaria de Turismo do Distrito Federal

http://brasiliabsb.com/hotels.htm : esse site junto com o Google Earth é perfeito para localizar os hotéis.

http://www2.camara.gov.br/a-camara/conheca/visiteacamara/pontosturisticos/pontos : os pontos turísticos com localização e horários de visitação.

Por enquanto é só. Mas acho que estou num bom caminho.
logo mala

17 de agosto de 2010

Google Earth


Você já foi pra Itália hoje?

Torre de Pisa - Itália
Torre de Pisa

        Amo brincar de viajar no Google Earth, claro que não satisfaz mas distrai, passa o tempo; se for pra jogar o tempo fora em frente ao computador que seja no Google Earth e não jogando paciência.


Torre Eiffel - Paris
Torre Eiffel


Pirâmides do Egito
Pirâmides do Egito


Estátua da Liberdade
Estátua da Liberdade

      Eu acho uma delícia ir de Paris para Dubai, dos parques da Disney para as pirâmides do Egito, do Cristo Redentor para a Estátua da Liberdade, tudo em segundos.

Epcot - Disney - Orlando - Florida
Epcot


        E também tem a parte prática e muito útil do Google Earth que ajuda a entender os lugares que você ainda não conhece, a organizar a logística de seus roteiros de viagem, calcular distâncias e tantos outros recursos a serem explorados.

Dubai
Dubai

E então? Para onde você vai viajar hoje?

Cristo Redentor - Rio de Janeiro
Cristo Redentor - RJ

16 de agosto de 2010

Conclusões sobre Porto Seguro

Aeroporto de Porto Seguro - Bahia
  Dia de ir embora. O guia avisou que o aeroporto estava "meio" complicado pois passava por uma reforma e foi otimista, estava "muito" complicado. Mas a volta da viagem é sempre triste mesmo por causa da vontade de ficar mais um pouquinho.




Últimas considerações:

Estátua de Pedro Álvares Cabral em Porto Seguro
- Hotel Casablanca Park - a localização é ótima! Só me hospedando ali pra ter a foto no Trevo do Cabral, nas outras 3 vezes que fui nunca houve oportunidade. Gostei muito de ficar no centro, quando voltar ficarei por ali outra vez. A estrutura do hotel engana um pouco: a TV era de LCD, mas não havia canais pagos; a piscina é grande mas sem animação nenhuma; o Cyber Café tem 4 máquinas que quando estão funcionando são muito lentas; o café da manhã deveria se chamar "Café dos três", eram 3 tipos de pães, 3 bolos, 3 bolachinhas, 3 frutas... e por aí vai. Senti falta principalmente de salada de frutas e cereais, iogurte também não tinha todos os dias. Apesar disso, eu indico e me hospedaria nele outra vez, porém, ciente do que estarei escolhendo.

- Alimentação - oferta de pratos à partir de R$ 7,90 tem em vários restaurantes, além de comida por kg, fast food, até opções mais caras como a Churrascara do Gaúcho por R$29,90 por pessoa. São opções boas para o jantar, pois durante o dia ou se está nas barracas de praia ou nos passeios. Achei interessante que o Subway fica vazio, na minha cidade faz fila! Comi lá 2 vezes.


- Passeios - Para quem quer um pouquinho de trabalho, dá pra fazer quase tudo sem agência. Quem acha que férias é pra descansar e não pensar em nada, contrate uma agência de receptivo local para buscá-lo e deixá-lo no hotel por preços que podem variar um pouco, assim como os roteiros.

Acho que é só, em tantos posts devo ter dito tudo. Leia também as outras postagens sobre Porto Seguro. 
logo mala

15 de agosto de 2010

Barracas e Passarela do Álcool


Mar de Porto Seguro - BahiaOrla de Porto Seguro, próxima à Passarela do Álcool, sem ambulantes: raridade.


Barraca de praia em Porto Seguro - BahiaNosso último dia de praia amanheceu chuvoso. Não me importei muito porque havia programado, antes da viagem, de passar esse dia na barraca Barramares e já tinha desistido da ideia, pois passei em frente a ela 2 vezes durante a semana e estava às moscas. Não sei se por causa da baixa temporada ou da distância entre as outras 2 badaladas: Axé Moi e Tôa-Tôa. Ou talvez pela fama cada vez maior da Barraca do Gaúcho que fica bem próxima, dá pra ir de uma para outra a pé. Não conheci a Barraca do Gaúcho, mas dizem que tem o melhor churrasco da cidade. A Barramares é a mais bonita das barracas e a que tem o ambiente mais familiar.

Para quem for a Porto em temporada vale a pena conhecer as 4 grandes barracas nos dias em que não for fazer passeios. Depois eleja a sua preferida e volte se sobrar tempo. A minha desta vez foi a Tôa-Tôa.

Como não deu praia, passamos a parte da manhã no hotel mesmo aproveitando as opções que ele oferecia: meu marido foi jogar sinuca, minhas filhas pra sala de vídeo (muito confortável) assistir aos DVDs comprados dos ambulantes e eu fui pro Cyber Café postar umas fotos de viagem.

A tarde parou de chuviscar e saímos pra almoçar e passear pela Passarela do Álcool. Almoçamos no Don Guerino. O restaurante fica numa travessa no início da Passarela (sentido centro-balsa) e oferece comida simples e boa com opção de Self Service a R$11,90 ou R$18,90 o kg. O prato de minhas filhas deu menos que R$5,00.

Artigos de couro na passarela do álcool
Que delícia caminhar pela Passarela do Álcool sem os ambulantes e funcionários de restaurantes tentando te laçar. Só lojas abertas e tranquilidade na rua. A partir das 17 horas começa o vucu-vucu de gente vendendo de tudo e um pouquinho mais tarde não dá pra andar sem ser parado por alguém tentando te convencer a entrar no restaurante "tal". Treine as respostas: "Obrigada, eu já jantei"; "Já comprei isso ontem"; "Já tenho um"; "Já fiz esse passeio"... etc 

Tapioca da passarela do álcool, em Porto Seguro - BA
Mas não dá pra ir pra Porto sem dar uma voltinha (ou várias) à noite na Passarela do Álcool. É lá que vai estar todo mundo antes da balada, é lá que você vai tomar o Capeta ou algum coquetel sem álcool, é lá que você vai comer a tapioca da Tia Léia que já foi destaque até no Globo Repórter. Lá você vai descobrir que o assédio dos ambulantes na praia não é nada perto do que acontece por ali. E lá também eu vi a única coisa abominável no nordeste: "repentista de praia". Eu odeio, não consigo nem disfarçar, então nem olho pro lado deles... corro!

No final da tarde voltamos pro hotel pra uma triste tarefa: arrumar as malas.
logo mala


14 de agosto de 2010

Memorial da Epopeia do Descobrimento em Porto Seguro

Memorial da Epopeia do Descobrimento, em Porto Seguro - BA
A visita ao Memorial é parte do roteiro chamado de Rota do Descobrimento, que fizemos em partes, de acordo com o que estava mais próximo em cada dia que passamos em Porto Seguro. O Memorial da Epopeia do Descobrimento fica a aproximadamente 1km do Trevo do Cabral, com um pouquinho de disposição dá pra ir a pé (para quem está nos hotéis do Centro). 
Memorial da Epopeia do Descobrimento, em Porto Seguro - BA
A entrada do Memorial custou R$7,00 e crianças até 12 anos, acompanhadas de adulto, não pagam. Você recebe um folder com informações sobre Pedro Álvares Cabral e espera um dos guias mirins para acompanhá-lo, ninguém pode entrar sozinho. É um lugar muito bonito, com muitas plantas. Há 3 ambientes para visitação: um salão em homenagem aos portugueses com objetos e mapas, uma oca com artigos indígenas (bem mais organizada que o museu de Coroa Vermelha) e o mais interessante principalmente para as crianças, a réplica da Nau Capitânia.
Memorial da Epopeia do Descobrimento, em Porto Seguro - BA
O guia acompanha a visita nos 3 ambientes sempre com aquelas explicações decoradas e dadas bem rápidas pra não dar tempo de perguntar nada. Depois volta para receber outros visitantes na entrada do Memorial e podemos ficar a vontade para fotografar e voltar aos pontos visitados. Detalhe curioso: foi o único lugar de Porto Seguro onde não vendiam nada, nenhum ambulante à vista.
Há um ponto de ônibus em frente ao Memorial, mas antes dele passar, parou um táxi e fomos até o Tôa-Tôa pelos mesmos R$10,00 que gastaríamos nas passagens para cinco. Em Porto Seguro é assim, negocie.


13 de agosto de 2010

Arraial d'Ajuda Eco Park

No parque aquático sem medo de pagar mico!
Foto na entrada do Arraial d'Ajuda Ecoparque - Bahia

                     Essa foto é tradicional, o personagem fica bem na entrada do parque aguardando os visitantes e quem acha que ser feliz é não ter medo de pagar mico, para pra tirar uma foto. Ele pede pra enviar pro site do Eco Park. Eu estava visitando o parque pela 4ª vez, depois vou fazer um post com as várias fotos em anos diferentes e vou mandar pra eles também.
Toboágua com boia no Eco Park - Arraial d'Ajuda - Bahia

       Desta vez fui sozinha, sem agência e realmente é muito fácil. Do Hotel Casa Blanca Park até a balsa tem 1,5 km seguindo pela Passarela do Álcool. É uma pernada meio longa em um dia ensolarado e com crianças. Ou se pega o ônibus de R$2,00 que chega até perto da balsa ou um táxi que cobrou R$12,00 e nos deixou em frente aos guichês para comprar o passe da travessia. Como estávamos em 5 pessoas, mais uma vez o táxi foi vantajoso pela diferença de só R$2,00.

Espaço educativo sobre o ambiente marinho no Arraial d'Ajuda Eco Park
Como tudo em Porto Seguro, não precisa procurar por nada, os vendedores acham você. Desci do táxi e já havia um deles oferecendo os ingressos do parque, a loja fica atravessando a rua e apesar do preço ser o mesmo comprar antecipado evita a fila na entrada do Eco Park.

Espaço educativo sobre o ambiente marinho no Arraial d'Ajuda Eco ParkSaí da loja e já tinha outro oferecendo os passes de ônibus da empresa Águia Azul que leva por R$2,00 até à entrada do parque. Descendo da balsa você já começa a ouvir o pessoal oferecendo as vans que levam até o centro de Arraial, até Trancoso ou até o Eco Park. O preço até o parque é o mesmo de van ou ônibus.
Ao entrar, você carrega um cartão plástico com o valor que quiser para gastar durante o dia. Esse é seu dinheiro no Eco Park . Se sobrar (o que é difícil) você resgata, mas R$1,00 é o preço do cartão que não é devolvido.

Para aproveitar os toboáguas e outras atrações aquáticas é importante alugar um armário, do contrário ou alguém sempre vai estar servindo de cabide ou sentado numa mesa montando guarda enquanto os outros se divertem. Para pegar a chave de um dos armários você paga R$25,00 e quando devolver a chave pega R$20,00 de volta.

Espaço educativo sobre o ambiente marinho no Arraial d'Ajuda Eco Park
Além das atrações aquáticas e de aventura, há o Projeto Coral Vivo, um ambiente com tanques d'água em que se observa os corais e pequenos animais marinhos através de tubos de PVC fechados por um tipo de lente que facilita a observação na água. Dá até pra fotografar.



Quando minhas filhas eram menores aproveitaram mais o parque que desta vez, porque a maioria das atrações ou são pra crianças pequenas ou são mais perigosas e elas ainda não se arriscam. Estava na fila do toboágua e vi um bombadão, todo tatuado, descendo com o equipamento porque desistiu de se aventurar na tirolesa. Acho que ele precisou de mais coragem pra assumir seu medo e desistir que se tivesse descido.

Arraial d'Ajuda Eco Park - Bahia
O detalhe ao lado é dos cinzeiros, o dia todo funcionários passam com uma forma que desenha na areia o lagarto símbolo do Eco Park.

Há posto de atendimento médico, 3 salva-vidas de cada lado da piscina de ondas, acesso à praia, tanta coisa... e não tem chuveiros nos vestiários!! Não que tenha feito tanta falta, mas estranhei a ausência.

Para ir embora a facilidade é a mesma: saindo do parque há várias vans paradas que lotam e vão pra balsa que não se paga na volta. Passei na famosa sorveteria (à direita de quem está de frente para Porto) para experimentar o picolé e realmente é uma delícia (R$1,50). Não vem nem embrulhado em papel, mas o sabor é incrível. A balsa já estava saindo e meu marido disse que queria ter perdido aquela pra ficar na sorveteria esperando pela próxima. Consegui um táxi por R$12,00 até o hotel.

Vamos às contas, porque toda economia aqui é bem vinda, pois no parque se gasta bastante:

- A.R. Turismo (CVC) - R$110, 00 p/pessoa x 5 = R$550,00. Se for comprado outro passeio deles, no pacote o parque sai por R$ 85,00 x 5 = R$425,00.


- Glória Turismo - R$ 80,00 p/pessoa x 5 = R$400,00

- Axé Turismo e Cia do Mar - R$ 75,00 p/ pessoa x5 = R$ 375,00

- Por conta própria (para 5 pessoas) - R$ 60,00 (ingressos) = R$300,00 + R$24,00 (táxi até a balsa ida/volta) + R$ 15,00 (balsa p/ todos) + R$20,00 (ônibus balsa/parque/balsa) = R$359,00

Consegui economizar R$16,00 ao todo, em relação ao que pagaria para as agências mais baratas (Axé Turismo e Cia do Mar). Por pessoa, a economia foi de R$3,20. Dependendo do hotel em que você estiver, vale a pena fechar com a agência para te pegarem e deixarem no hotel, já que a economia indo por conta é muito pequena.


Leia também: o final da Rota do Descobrimento, a visita ao Memorial da Epopeia do Descobrimento.
logo mala

12 de agosto de 2010

Coroa Vermelha e Rota do Descobrimento


Réplica de caravela em Porto Seguro. Esse é o passeio que as agências chamam de Rota do Descobrimento.

Começa no Memorial da Epopeia do Descobrimento, onde há uma réplica da Nau Capitânia; segue para Coroa Vermelha e no caminho para no monumento em homenagem aos jesuítas para fotos (são aquelas esculturas enormes). Em Coroa Vermelha visita-se o local da primeira missa, o comércio dos índios Pataxós e o museu indígena. Depois vai até Santa Cruz Cabrália na cidade histórica que tem 2 mirantes naturais maravilhosos. O restante do dia se passa na praia de Coroa Vermelha onde há um banco de areia que segue mar adentro na maré baixa.Esculturas da Rota do Descobrimento - Porto Seguro - BA

 Nas agências locais esse passeio custa cerca de R$40,00. Eu fiz tudo por conta própria, de ônibus coletivo, e gastei bem menos.


Museu em Coroa Vermelha - Porto Seguro - BA




Pegamos o ônibus para Santa Cruz Cabrália (R$3,25) no ponto que fica atrás do Mc Donalds. Lá fica uma pessoa orientando e até para o ônibus pra você. Peça para o cobrador avisar quando chegar o ponto de Coroa Vermelha onde há a cruz da primeira missa. Você já desce em meio a uma rua arredondada cheias de barracas de artesanato indígena. Seguindo por essa rua chega-se a um galpão redondo onde há mais lojinhas de artesanato.
Feirinha de artigos indígenas em Coroa Vermelha - Porto Seguro - BA

Mais adiante há o Museu Indígena, onde se paga R$1,00 para entrar e um guia mirim vai repetindo tudo que lhe ensinaram parando diante de cada peça. No final fala algumas palavras (decoradinhas) no idioma indígena e depois completa em um bom Português para não haver dúvidas: "Agora que eu acompanhei vocês, vocês tem que me dar alguma coisa". Já leve o kaiambá trocado.

Marco da primeira missa rezada em Porto Seguro - BA
No final da rua está a cruz representando o local da primeira missa rezada em terras brasileiras. Rapidinho chegou um moleque vendendo colares me explicando que aquele ali é o local da 3ª missa, que a 1ª foi mais adiante e ele nem ia cobrar pra me mostrar. Como eu já sabia que ia rolar kaiambá, dei logo R$2,00 e ele me levou até o banco de areia, me ensinou como ir até Cabrália de van e pegou "bichinhos" do mar para as crianças verem. Valeu!
Banco de areia mar adentro em Coroa Vermelha - Porto Seguro - BA
A praia de Coroa Vermelha é bem calma. Uma verdadeira piscina natural. Conforme a maré vai Animais marinhos em Coroa Vermelha - Porto Seguro - BAbaixando, o banco de areia vai ficando maior e aparecem siris, estrelas do mar, ouriços, etc. Não fiquei por ali para almoçar, mas meu "guia mirim" disse que há barracas na praia de todos os preços e para todos os gostos.






Ladeira em Santa Cruz Cabrália - BA
Voltei para o ponto onde desci do ônibus e um pouco a frente ficam várias Vans estacionadas que levam até o centro de Santa Cruz Cabrália por R$1,50. Assim que descemos da Van veio o guia oferecendo seus serviços: R$ 10,00 para nos acompanhar na cidade histórica e nos explicar o que nem Cabral sabia porque não fez o curso que ele fez. Subimos uma ladeira violenta, de tirar o fôlego! Meu marido perguntou se não havia outro jeito de subir e ele respondeu que dava pra subir de táxi por R$15,00. Achei a caminhada mais saudável!

Vista do mar desde Santa Cruz Cabrália
No alto há a igreja, o cemitério, a antiga cadeia transformada em museu, algumas ruínas não identificadas e uma vista maravilhosa! Descendo a ladeira pegamos o ônibus direto para o centro de Porto Seguro pelos mesmos R$3,25. O ônibus da volta vem escrito Cabrália-Porto.

Vista do mar desde Santa Cruz Cabrália
Observações:
- Em Coroa Vermelha, a indiazinha que nos acompanhou no museu perguntou se queríamos conhecer a Reserva da Jaqueira na parte da tarde, que a prima poderia nos acompanhar. Como não tinha interesse nem perguntei o preço, mas deve ser mais barato que os R$60,00 cobrados pela Porto News.
- Em Cabrália, o passeio à Fazenda Mãe Tereza é vendido por R$55,00 com almoço incluso. A Axé Turismo vende por R$70,00.
- Também em Cabrália, você pode comprar o passeio de escuna pelo rio João de Tiba (Chalana) por R$35,00. Não compensa porque você gasta R$6,50 de ônibus (ida e volta) o que dá mais que os R$40,00 que é o preço da Axé Turismo, por exemplo, para pegar e deixar no hotel.

Leia também: Passeio de Chalana.
logo mala