Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

31 de março de 2011

Escrever para não esquecer


O que escrever no blog?               Aviso: este é um post sobre o "nada". Leia se estiver com tempo ocioso.

               Fiz esse blog para organizar minhas anotações de viagem. Comecei escrevendo para mim mesma, por isso, ele é cheio de links, de valores, de observações nada comerciais ou técnicas, de detalhes que não quero esquecer. Quando volto aos posts mais antigos fico feliz de poder reler 'coisinhas' que se apagariam de minha memória se não estivessem registradas aqui.

          Também fico muito feliz que ele seja útil para outras pessoas que tenham as mesmas preferências que eu. Adoro os comentários de quem leu e gostou das informações.

          Outros eu acho divertidos porque para mim parecem muito inusitados, como aqueles dos posts de Brasília onde alguns anônimos (ou será um só?) parecem ofendidos porque eu afirmo que gostei muito da Capital Federal (?!).

           Há um outro comentário que diz que gosta da minha 'super-economia' nas viagens... Gente, eu gasto muito!! Economia pra mim é conseguir um desconto num bom hotel de frente para o mar. Não precisa ter uma constelação, mas não abandono o ar condicionado da minha casa pelo ventilador de teto de uma pousada de jeito nenhum! Aí vem a questão do "viajar bem e barato": Barato quanto? E o que é viajar bem pra você?

           Como é sabido e notório por todos ao meu redor que eu amo viajar, às vezes surgem uns convites de amigos pra dividir um apartamento em alguma praia do litoral paulista. Nada contra o roteiro, mas férias pra mim é não ter nem que arrumar a cama. Dar férias pra minha secretária e ir pra praia lavar louça e varrer o chão cheio de areia? Nem pensar...

           Postagem que jamais será vista por aqui: "Dicas de como acampar melhor". Eu gosto da natureza, mas fico satisfeitíssima em vê-la pela TV ou naquelas fotos artísticas. Eu prefiro concreto, asfalto, carros, agitação... Praia deserta eu encaro só de passagem, dar uma olhadinha, tirar fotos e tchau. Por isso, já estive seis vezes em Fortaleza, não conheço Jericoacoara e nem tenho planos para isso.

           Fernando de Noronha, o paraíso preservado, pode ser que entre em meus planos de viagem se for possível fazer um cruzeiro até lá. Há tempos ouvi histórias de que tinha muito sapo, por isso, o destino estava totalmente descartado. Há 3 anos uma pessoa mais próxima foi até lá e me garantiu que não tem sapos, mas voltou meio desanimada com as casas de hospedagem e resumiu suas impressões da seguinte forma: "Sabe aquelas fotos lindas que você vê em revistas de viagem? As paisagens são daquele jeito mesmo, mas é isso que tem pra fazer lá: ver." Um cruzeiro vai dar certo porque se eu não gostar da terra firme posso 'ver' sem desembarcar, qualquer descontentamento é só voltar para o conforto do navio e os sapos não vão chegar até lá.

             Não é possível que eu seja a única criatura no mundo a não chorar quando vê o pôr-do sol!! (E eu assisti a um ma-ra-vi-lho-so, na Praia do Jacaré, em João Pessoa). Acho mesmo que muita gente tem medo de parecer ridícula se nadar contra a corrente e disser que não gostou daquilo que a maioria 'diz' que gosta. Eu vejo muito disso nos grupos de viagem, só faltam apedrejar virtualmente quem diz que não amou Paris ou Veneza (não fui eu, não conheço nenhuma das duas cidades). Eu disse que não gostei de Natal-RN em um desses tópicos e causei revolta em um morador de lá que disse que em todo lugar eu estava "descendo o pau". Exagero!

            Devo encerrar lembrando que um blog é um 'diário virtual', sua essência é a opinião de seu autor. Então se você leu até aqui e se arrependeu, não adianta fazer um comentário indignado agora, eu tentei poupá-lo com um aviso na primeira linha.


             Boas viagens!!!

logo mala

8 comentários:

  1. Tem medo de sapo? Huahua
    Para ir em Fernando de Noronha, até se tivesse crocodilos voadores eu iria... LOL!

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  2. Opinião é opinião...

    Eu também não gostava de acampar, hoje gosto...

    Realmente, é a primeira vez que leio alguém escrever que não gosta de ver o pôr-do-sol...

    Isso chama-se autenticidade...

    Gosto é gosto e cada um tem o seu...

    Retribuindo seu comentário no meu blog...

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Bia, eu gosto de ver o pôr-do-sol. Só não choro quando vejo um...rs

    ResponderExcluir
  4. eu gosto do pôr-do-sol ^^. Mas cada um com seu gosto. eee.. Fernando de Noronha.. nossaaaaaa, quem ME dera *-*

    http://geiciblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. olá
    bem legal seu blog
    adoro viajar
    so falta mesmo a grana
    rsrs
    bjos

    passa no meu
    http://novalexandrianet.blogspot.com/2011/04/afiliados-lomadee.html
    leia
    otimo para ganha uns trocados

    ResponderExcluir
  6. Olá... eu tbm adoro viajar, mas por enqto não ta dando... nem tempo e nem grana... casei faz pouco tempo... rsrsrsr
    To te seguindo!
    Até mais!



    http://dedeaninha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Viajar, acampar, por do sol, sabe tem coisas que é muito bom, o Brasil é um país muito lindo e possui riquezas maravilhosas. Gostei do post, parabéns!

    Seu blog tem ótimos conteúdo, sucesso!!!!

    Leandro
    www.emquestao.org
    comente e siga!

    ResponderExcluir
  8. Oi Silmara!
    Achei seu blog lá no mochileiros e resolvi vir dar uma espiadinha...
    Concordo com vc qdo diz que nossos blogs são expressões pessoais do que sentimos, então relatamos nossas impressões boas ou ruins do que vivemos nos lugares visitados. E para conseguir fazer isso é necessário aventurar-se! Tanto faz se for ficar em um bom hotel, ou se for acampar no meio do nada! O importante é viajar e compartilhar...
    Bjs e Boas Viagens!

    ResponderExcluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.