Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18 de julho de 2011

Feira de Bordados de Ibitinga


Feira do Bordado de Ibitinga - SP
A FEBI e sua indústria de bordados. Clique para ampliar.

           Ibitinga é conhecida nacionalmente por sua Feira do Bordado e eu, que a vida inteira frequentei a cidade vizinha (Itápolis), estive lá pela primeira vez há pouco tempo!! É o típico 'Turismo de Eventos' ou 'Turismo de Compras', como for mais conveniente chamar para convencer os maridos a acompanhar suas esposas nessa empreitada. Claro que por lá vi muito mais mulheres que homens, aqueles que se aventuraram foram muito úteis para carregar sacolas.

           Apesar do nome, a FEBI não se constitui só de produtos bordados, além de  artigos para enxovais da casa ou do bebê, há um mini-shopping oferecendo de tudo: roupas, calçados, bijuterias, doces caseiros, decoração, colchões, paisagismo, animais, etc... ou seja, haja carregadores de sacolas!

Feira do Bordado de Ibitinga - SP
Muito mais que bordados. Clique para ampliar.
             Para entrar no Pavilhão Permanente de Exposições paga-se R$3,00, grátis para menores de 7 anos e maiores de 60. Os shows para todos os gostos (sertanejo, gospel, pagode, MPB) são pagos a parte e os ingressos avulsos variam de R$10,00 a R$30,00. Um bom preço, show dos Titãs por R$25,00 eu pagaria feliz da vida. Há também valores especiais para camarotes e passaportes para todos os shows. A praça de alimentação é bem espaçosa e com opções variadas, almoçamos por lá mesmo.
     Como eu cresci frequentando a região, ouvi muito os comentários dos pais incentivando as filhas a estudar 'para não virar bordadeira'. Pois bem, o conselho não vale mais, hoje o bordado é feito em escala industrial. Na feira estão expostas máquinas de bordar que realizam ao mesmo tempo até 10 trabalhos, ou seja, menos 10 empregos na área. Assim como em minha cidade (Sertãozinho) se dizia que quem não estudasse iria cortar cana; hoje os canaviais são frequentados por um reduzido número de máquinas que dão conta de todo o serviço. Há empregos, mas que exigem mão de obra qualificada, quem não estudar... não faço idéia de onde conseguirá trabalho por aqui.
         Os ônibus não param de chegar lotados e quem sai carrega sacolas enormes com edredons, almofadas, colchas, tapetes... mas não sei se o incentivo às compras se dá pelos quilômetros viajados ou pelos preços compensadores, pois a mim pareceram bem salgados, bem diferentes dos praticados nas lojas do centro da cidade, por exemplo, que estavam abertas mesmo no domingo. O marketing de 'maior feira do bordado do Brasil' já é forte, acrescente-se a ele anuncios como "Leve o edredon do programa 'A Fazenda' para sua casa" e aí o consumismo chega ao extremo. Controlem-se, mulheres!
logo mala         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.