Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

28 de agosto de 2011

Restaurantes de Bariloche

        A cidade deve ser protegida pelos deuses da boa mesa, porque por ali a globalização do Fast Food não chegou. Não existe (NÃO EXISTIA)  Mc Donalds, nem Burger King, nem Subway... O mais próximo disso é o Rock Chicken, o La Mamadera e outras lanchonetes locais que usam o sistema de kombos e pedidos por números.
         No Rock Chicken, como o nome sugere, a maioria das opções é de frango (pollo), por isso eu tenho minhas ressalvas. Os argentinos consomem o frango com a pele e pro meu paladar não dá. Depois que segui a sugestão de um garçom, pedi pizza de pollo pensando na nossa brasileira 'Frango a catupiry' e não consegui comer só de olhar os pedaços de pele de frango  sobre ela, risquei definitivamente o frango do meu cardápio na Argentina.


La Mamadera no Shopping Patagonia

            O La Mamadera parece ter recebido a visita da vigilância sanitária, pois embora mantenha o nome, o hamburguer que minhas filhas comeram no Shopping Patagônia veio acompanhado pelos tradicionais sachês de maionese, catchup, mostarda e não pelas mamadeiras que armazenavam esses molhos. Embora fossem engraçadinhas e divertidas, quanto à higiene tenho minhas dúvidas de que fossem uma boa ideia.





            La Alpina: Foi a refeição mais cara que fizemos em Bariloche: 299 pesos em um almoço para 4 pessoas. O lugar é bonito e agradável; a comida boa, sem nada de excepcional e foi acompanhada por um bom vinho. Mas o que ficou em minha memória foi a hora de pagar a conta  que veio acompanhada de 14 pesos de 'cubierto' que seria o valor do serviço. O que entendemos é que se esse valor já estava descrito na conta, a  gorjeta era dispensável. Quando entregamos os 300 pesos ao garçom, que até então tinha sido só simpatia, ele fechou a cara e devolveu 1 peso de troco. Meu marido disse que não queria e ele colocou a moeda na mão dele rispidamente como se dissesse: "De 1 peso eu não preciso." Então tá.


A milanesa é bem maior que essa.
Vem caindo pelos lados do prato.

              La Fonda del Tio - Imperdível! Vá no começo da semana, pois vai querer voltar. Segundo o próprio marketing, é o restaurante preferido dos barilochenses. O cardápio é bem variado, com porções bem servidas e o atendimento excelente. A milanesa, que tem em todos os restaurantes, lá é enorme, dá tranquilamente para duas pessoas. O arroz é o que mais se parece com o nosso. Lugar para se comer bem pagando um preço justo. Fica na Calle Mitre, nº1130 (é o lado oposto aos arcos do Centro Cívico). A dica foi da Vanessa e Dona Nenê completou ajudando a não se esquecer do endereço: 'Lembre-se do Jô onze e meia (1130)'. Fecha após o almoço e reabre às 20h. Não abre aos domingos.

Restaurantes de Bariloche - Argentina
         El Boliche de Alberto - São 3 endereços de carnes e um de massas. Esse da foto é da Calle Villegas, 347. Atendimento perfeito e o bife de chorizo idem, só não tem arroz, mas a porção de papas fritas é enorme. Chegue cedo, pois abre às 20h e logo as mesas estão lotadas e a fila de espera se formando. Lugar onde dar a gorjeta (propina) é um prazer, pois é merecida. Meu marido, que é bem mais observado que eu, ficou admirado com o quanto são justos: quem fica no caixa separa o valor da gorjeta em um pote para depois repartir entre os funcionários.

Restaurantes de Bariloche - Argentina
           La Marca - Fica na rua atrás dos arcos do Centro Cívico, quase em frente ao ponto do trenzinho. O cardápio é bem variado e o prato mais anunciado é a parrilla, mas pense antes de experimentar. A Vanessa diz que parrilla (não importa em qual restaurante) não é para o paladar do brasileiro e se for igual à que eu experimentei em Montevideo, não é mesmo!!! Nesse dia, fomos de pastas e estavam deliciosas. A minha foi ravioli de verdura com molho branco. Divina! Não sobrou nada nem nos pratos das crianças. Lamentei ter conhecido no último dia, pois voltaria com certeza. Aqui a conta já vem com os 10% .

Restaurantes de Bariloche - Argentina
               
                  La Rabieta - Pizza Gourmet a la piedra - Av. San Martin, 325, próxima ao Hotel Edelweiis. Conhecemos só em nosso último jantar em Bariloche ou teríamos voltado. A pizza é deliciosa e grande, cortada em 10 pedaços. O lugar é pequeno e aconchegante, com bom atendimento. O cardápio tem muitas opções, a partir de 50 pesos. No dia seguinte no aeroporto, com todo mundo comentando o que havia feito na semana, um colega de voo se admirou: "Vocês encontraram uma pizza boa em Bariloche?!" Sim, encontramos! Tarde, mas encontramos.

           Restaurantes em Bariloche há para todos os gostos e bolsos. É um sacrilégio fechar uma estadia com meia pensão. Durante o dia, dificilmente se almoça pela cidade, pois estão todos nos passeios e a alimentação fica por conta do que cada lugar oferece. Já o jantar é o momento de incluir os prazeres de uma boa comida ao seu roteiro de viagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.