Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 de junho de 2011

Bariloche - com neve e sem aeroporto

Mais um vídeo da Vanessa. Ela sempre disse que não acreditava na abertura do aeroporto de Bariloche nem em 30/06, nem em 08/07. A boa notícia é que a neve chegou, o problema continua sendo chegar até ela.





DIA 29 DE JUNHO UMA GRANDE NEVASCA DEIXOU O CERRO CATEDRAL COM MAIS DE 10 CM DE NEVE NA BASE!!!!! DEPOIS DE 25 LONGOS DIAS "CINZENTOS" E "SECOS" A NEVE FINALMENTE CHEGOU!.....E COM ELA A NOTÍCIA SOBRE ABERTURA DO AEROPORTO DE ESQUEL..... QUE ASSIM SEJA!!!

26 de junho de 2011

Bonde de Santa Teresa - RJ


Bonde de Santa Teresa

            A morte de um turista francês que caiu do Bonde de Santa Teresa não foi nada agradável, é claro. Não combina com o clima de diversão e descontração desse blog, mas era necessário falar sobre o assunto.
            Estão averiguando responsabilidades, causas e consequências, como realmente deve acontecer, mas a realidade é simples: o turista caiu porque não seguiu as regras de segurança.
            Da mesma forma e infelizmente já ocorreram, por exemplo, mortes de turistas por imprudência nas dunas de Natal e Fortaleza por acharem que são capazes de conduzir um buggy na areia; ou por afogamento em piscinas de hotéis por não respeitarem os avisos. Afinal, se turistas (de qualquer nacionalidade) fossem cuidadosos, as praias com mar mais agitado não precisariam de salva-vidas, bastariam as placas.
             Em 2009, uma turista caiu da Torre Eiffel e morreu. Os jornais franceses divulgaram que o acidente ocorreu porque a jovem burlou a segurança do local. Lamentavelmente um turista francês, dois anos depois, burlou a segurança num meio de transporte brasileiro e a tragédia aconteceu.
            O mesmo tenho a dizer a respeito de segurança x violência. Sobre qualquer destino que se pesquise sempre encontraremos a pergunta: É um lugar seguro? Existem sempre 2 respostas: Sim, se os cuidados básicos forem tomados. Não, se você se esquecer que quem está em férias é você e não os marginais que se encontram em qualquer lugar.
           Em sua cidade você caminha tranquilamente cheio de pertences vistosos? Deixa a bolsa no encosto de uma cadeira e vai ao banheiro do restaurante? Se não faz isso na cidade que conhece tão bem, por que faria em uma cidade estranha a você de qualquer lugar do mundo??
           Por fim, o turista se arriscou para tirar uma foto e isso lhe custou a vida. Eu adoro fotografias, mas não faço 'turismo fotográfico' jamais. Eu fotografo enquanto viajo e não viajo para fotografar. Há momentos que só podem ser registrados pela memória e eles valem muito mais que as poses produzidas para serem mostradas nos álbuns de redes sociais.
            Vou encerrar o post com uma notícia bem mais alegre para os franceses: estatuetas dos Smurfs em frente à Torre Eiffel para homenagear seu criador, Pierre Culliford, que completaria 83 anos em 25/06/2011.

Conheça mais sobre o Rio no blog: O Rio de Antigamente

25 de junho de 2011

Bariloche em 24/06/2011

Notícias fresquinhas. Não há nem o que dizer, deixo por conta da Vanessa:





Quem é Vanessa Olivatti?
Em 2008, eu estava pesquisando para minha primeira viagem a Bariloche e encontrei o perfil da Vanessa no Orkut, que na época já trabalhava como guia de turismo em Bariloche. Convidei-a para entrar na comunidade "Bariloche" e ela tem sido desde então um parâmetro para quem viaja para lá, respondendo a todas as dúvidas de forma franca. Só não perguntem a ela se vai nevar no dia 23/07 às 2h da tarde, porque aí ela fica muito brava...rs

E-mail: vanessa_olivatti@uol.com.br
Facebook: Vanessa Olivatti
Twitter: http://twitter.com/#!/BARILOCHETOTAL


Últimas notícias: Bariloche em 29/07/2011

19 de junho de 2011

Está selado!

Selo
Presentes são sempre bem vindos. Este selinho recebi do blog Decoração e Invenção , da amiga Mi Hernandez, que é recheado de boas ideias de decoração, de excelente bom gosto. Passem por lá.
E como presentear é tão bom quanto receber o presente, aí vai a listinha dos blogs para quem envio este selinho:









Seguem as regras


1) Postar o link de quem mandou o selinho (nome e blog).
2) Indicar 8 blogs inspiradores.
3) Avisar aos indicados.
4) Publicar as regras

17 de junho de 2011

Cinzas em Bariloche - Boas notícias




Vocês não imaginam com que alegria eu assisto a esse vídeo da Vanessa de hoje. Concordo com absolutamente tudo que ela disse. Estou indo para Bariloche pela segunda vez, tenho uma amiga que já foi 5 vezes!!

A ansiedade é grande e os comentários desencontrados só aumentam o nervoso de todos, mas tentem ao máximo controlar isso. Não é tão simples substituir Bariloche por outro destino na América do Sul com as mesmas opções.

Uma ideia que faço questão de rebater é a de que mesmo com os aeroportos abertos, a cidade estará feia e a viagem não valerá a pena. Isso é impossível! Bariloche será linda sempre!

Além disso, o que estou esperando para agosto não é ver se os telhados estão limpos ou sujos, o que quero é vê-los brancos, escondidos sob a neve.

14 de junho de 2011

Cinzas em Bariloche - vídeo

Quem tem viagem marcada para junho, assista ao vídeo com muita atenção.



Foi gravado ontem (13/06) pela Vanessa, uma brasileira que mora em Bariloche e se tornou referência para turistas e viajantes que chegam até esse destino argentino. Informações por aí são muitas, mas aqui está uma absolutamente confiável e sincera.
Não há muito o que dizer, pois ela já diz tudo no vídeo que fez para mostrar a real situação aos membros de uma comunidade do Orkut (Bariloche) onde o tópico sobre as cinzas do vulcão não para de crescer, demonstrando o grau de ansiedade em que está muita gente com viagem marcada.
A situação que vem se arrastando além do esperado já preocupa quem viajará em julho e agosto, mas isso é uma preocupação normal, a ansiedade que precede qualquer viagem. Agora, para quem viajaria nesse mês, não há muito o que esperar, já podem começar a mudar os planos, infelizmente.
Por ironia o vulcão 'chileno', ao contrário do que aconteceu em Bariloche, não afetou tanto as estações de esqui e a capital de seu próprio país e por isso muitas pessoas estão mudando seus planos de ver a neve na Argentina e decidindo ir para o Chile. O número de acessos no "De Turista a Viajante" de páginas sobre Santiago e arredores aumentou muito depois das cinzas sobre Bariloche. Outra ironia: Santiago foi a viagem que não fiz, que cancelei por causa do H1N1, em 2009.

Para quem tiver que cancelar a viagem:
- Remarcar para agosto é uma ótima opção, pois é o mês com maior incidência de neve em Bariloche;
- Quem fechou pacote com agência pode tentar negociar uma mudança de destino;
- Espere que a companhia aérea cancele seu voo, pois quem se antecipar a isso pode pagar multa;
- Quem precisar chegar até o Procom (no caso de empresas 'brasileiras') atenção para o Art.6º do Código de Defesa do Consumidor;
- O Procom não aceita e-mails como prova de negociação. Envie carta registrada;
- Tenha paciência! Quando cancelei minha viagem para Santiago, demorei 2 meses para receber o valor das passagens aéreas: 30 dias a GOL demorou para estornar as parcelas pagas e mais 30 dias a administradora do cartão de crédito demorou para lançar na fatura.
Quem é Vanessa Olivatti
Em 2008, eu estava pesquisando para minha primeira viagem a Bariloche e encontrei o perfil da Vanessa no Orkut, que na época já trabalhava como guia de turismo em Bariloche. Convidei-a para entrar na comunidade "Bariloche" e ela tem sido desde então um parâmetro para quem viaja para lá, respondendo a todas as dúvidas de forma franca. Só não perguntem a ela se vai nevar no dia 23/07 às 2h da tarde, porque aí ela fica muito brava...rs

Vamos confiar que em breve isso terá fim e nossas viagens de julho e agosto acontecerão normalmente e encontraremos Bariloche linda, branquinha e fofinha. Então para continuar com nossos planos e pesquisas vou deixar os contatos da Vanessa para quem quiser informações sobre passeios, hospedagem, aluguel de roupas, etc. Ela tem vários arquivos com dicas que envia por e-mail. Se quiserem posso reenviar o que recebi, é só deixar seu contato nos comentários.

FacebookVanessa Olivatti


12 de junho de 2011

Praia de Mucuripe - Fortaleza/CE

"As velas de Mucuripe vão sair para pescar
Vou levar as minhas mágoas pras águas fundas do mar"
Fagner e Belchior

Praia de Mucuripe - Fortaleza - CE

      Fica no final da Av. Beira Mar e ali se come o melhor peixe de Fortaleza. Programa perfeito pra um final de tarde, mas para quem é viajante... não sei se agradaria a um turista.

Praia de Mucuripe - Fortaleza - CE

      É uma praia de pescadores que comercializam o que trazem do mar em boxes. Ao lado dessa 'feirinha' há outros boxes onde você pode levar o que comprou para fritar no alho e óleo. Tudo é bem simples, sem luxo algum. Ali se mistura quem está a passeio pela cidade com quem trabalha nos arredores e quer almoçar, por exemplo, pagando um preço justo. E, claro, como o lugar atrai os viajantes, aparecem alguns ambulantes e afins, mas nada exagerado como na Praia do Futuro, por exemplo.

Praia de Mucuripe - Fortaleza - CE

           O kg do camarão varia de R$20,00 (pequeno e com cabeça) à R$40,00 (maiores, totalmente limpos), aí é questão de preferência. O que aprendi com as cozinheiras dali é que os melhores não são os totalmente limpos, porque encharcam na hora de fritar, além disso parece que 'somem' depois de fritos. Compramos um sem a cabeça, mas com a casquinha em volta, de um tamanho médio por R$30,00 o kg. Para fritar cobram R$7,00 de 100gr a 1kg.
     Além do camarão, há peixe, lula, lagosta, etc. Também comemos um peixe (cavala) cortado em postas. O kg custou R$23,00 e vieram 4 postas. Para acompanhar há salada de tomate, arroz branco, baião de dois, batata e macaxeira frita. Prefira a salada, batata e macaxeira para acompanhar, pois o arroz e o baião de dois podem decepcionar.
       Na volta do passeio à Maranguape, um casal que vinha conosco na mesma van pediu uma dica do que fazer no final da tarde, minha dica foi essa, claro, e o guia me olhou com os olhos meio arregalados, meio sem saber o que dizer. Perguntei a ele se não recomendava e ele meio sem graça começou a explicar que era um lugar bem simples, sem luxo, mas que o peixe era muito bom.

Praia de Mucuripe - Fortaleza - CE

         Para aproveitar bem o tempo, faça uma caminhada no final da tarde, pela Beira Mar, até lá. Se for fazer o passeio de escuna, ele sai exatamente dessa praia, então na volta já fique por ali. Se estiver na Praia do Futuro também é uma boa opção passar por ali na volta, avise ao taxista para parar no semáforo que estará bem na esquina da feirinha de peixes. Quem não quiser comer a lagosta dos ambulantes na Praia do Futuro, pode experimentá-la ali a partir de R$60,00 o kg.
    Antes havia bem em frente uma sorveteria "50 Sabores" que agora fica um pouquinho mais adiante, na direção de Meireles. Quem voltar para o hotel caminhando pela Av. Beira Mar já pode aproveitar e comprar a sobremesa no caminho.
    Só não deixe para o último dia da viagem, porque vai se arrepender. É programa para fazer e repetir.


10 de junho de 2011

Cinzas em Bariloche

Abrir mão ou não desse paraíso?
Eu relutei e adiei para escrever esse tópico, porque estou com viagem marcada para Bariloche e queria ignorar que meus planos estão ameaçados. A imagem acima foi capturada pela câmera do Cerro Catedral, no dia 08 de junho e, ao contrário de outros anos em que a neve demorou a chegar, em 2011 o cerro está ficando branquinho antes mesmo da temporada se iniciar oficialmente. Mas... o vulcão Puyehue resolveu participar da festa e como convidado indesejado que é, está incomodando e muito.

Há muita especulação a respeito e nenhuma certeza já que os fenômenos naturais não se submetem às leis de prestação de serviços do Código de Defesa do Consumidor. Não há nada a se fazer a não ser esperar. Decidir cancelar a viagem ou insistir nos planos é decisão exclusiva de cada um. Leia a respeito, ouça opiniões, mas a palavra definitiva é bem pessoal. Eu passei por situações parecidas 2 vezes:

- Em 2008, outro vulcão chileno, Chaitén, fez as mesmas gracinhas e provocou o fechamento do aeroporto de Bariloche por mais de 20 dias. Quem viajou nessa época, teve que desembarcar no aeroporto de outra província argentina e terminar a viagem de ônibus, tudo para chegar à Bariloche e encontrar mato e pedras pois a neve demorou muito para dar as caras naquela temporada. Eu controlei minha ansiedade, e em agosto peguei neve até os joelhos no Cerro Catedral além de uma nevasca na cidade.

- Em 2009 eu estava com tudo marcado e pago para Santiago do Chile e o vírus H1N1 me convenceu a desistir. É minha única viagem frustrada. Não me arrependi, mas aprendi que pior que a frustração do cancelamento é a dor de cabeça para reaver os valores pagos.

Quem tem viagem marcada para Bariloche em junho/2011 com certeza já pode pensar no plano B, mesmo que espere com paciência para ver se será preciso colocá-lo em prática. Para quem decidir cancelar, paciência em dobro, pois vai começar a novela para não ficar no prejuízo.

Qualquer que seja a negociação 'no Brasil' será baseada em:

CAPÍTULO III
Dos Direitos Básicos do Consumidor
        Art. 6º São direitos básicos do consumidor:
        I - a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos;

Isso significa que quem assinou contrato com uma operadora ou agência brasileiras pode se utilizar da lei acima para requerer seus direitos, já que as cinzas colocam em risco 'saúde e segurança'. Em 2009 (H1N1), o governo brasileiro ordenou que fossem feitos os cancelamentos sem prejuízos ou multas, mas os hotéis do Chile não queriam saber de conversa. Como eu havia reservado hotel em Santiago através da Cardinal, que é uma operadora do Brasil, eles tiveram que acatar e devolver meu dinheiro integralmente.

Outro dado importante para quem se decidir pela odisséia do cancelamento: o Procom não aceita e-mails como prova de negociação. É preciso enviar uma carta registrada e anexar o comprovante de recebimento ao processo, caso chegue a esse ponto. As empresas sabem disso, então enquanto você estiver tentando negociar por telefone ou e-mail eles vão tentar enrolar. A partir do momento que a carta registrada chega, eles sabem que o próximo passo é o Procom e o assunto muda. A Cardinal me deu uma resposta positiva no mesmo dia em que recebeu minha carta.

Hotéis da Argentina já estão oferecendo cartas de crédito para quem tem viagem marcada para esse mês. Serão válidas por 3 anos e pagas em 'pesos', ou seja, péssimo negócio. Qualquer negociação com outros países está sujeita às leis locais. Se fosse no Brasil, nada obriga o consumidor a aceitar uma carta de crédito. Eu me recusei a aceitar uma oferecida pela Passaredo e eles me pagaram em dinheiro.

Minha viagem está marcada para agosto, eu ainda tenho um tempinho para esperar.

Notícias animadoras: novo vídeo de 19/07/2011

9 de junho de 2011

Y-Park/Museu da Cachaça - CE

"Seu filho vai descobrir que aventura de verdade não é a última fase de um game."

Y_Park - Maranguape - CE

        Esse é o marketing do Y-Park, antiga fazenda onde começou a ser produzida a Ypióca (assim mesmo, com acento). Localizada em Maranguape, a 37km de Fortaleza, hoje o lugar que guarda a história de 5 gerações, transformou-se em local de visitação turística com o Museu da Cachaça, o maior tonel de cachaça do mundo, mini-fazenda, lojinha, passeios de charrete e Campo de Aventuras com várias outras atrações.

Y_Park - Maranguape - CE


     Quem chega ao Ceará querendo praia, nem olha para os panfletos de divulgação, mas é um lugar onde vale a pena um passeio, principalmente para quem está com crianças.

Y_Park - Maranguape - CE

        A fazenda é extremamente limpa e organizada, e olha que esse não é meu cenário preferido.  Eu gosto de asfalto e concreto, mas visitei o Y-Parque em 2009 e voltei nesta viagem. A comida é excelente, com preço razoável (R$32,00, o kg). Depois do almoço é só pedir que um funcionário estende uma rede para tirar aquele cochilo. Uma delícia!

Y_Park - Maranguape - CE

         Não são todas as agências locais que oferecem o passeio, nas 2 vezes em que estive lá, fui com a Lisatur que leva em dias específicos da semana, atualmente às quartas-feiras e aos sábados. No site há uma lista de agências que oferecem o serviço de traslado. Com a Lisatur custa R$40,00 por pessoa, já incluso o ingresso.

Compartilhe o que a terra natal de Chico Anísio tem a oferecer:

7 de junho de 2011

Av. Beira Mar - Fortaleza

Praia de Meireles - Fortaleza - CE
     A noite de Fortaleza começa na Av. Beira Mar, não importa para onde se vá depois. Durante o dia parece que a cidade está vazia, mas à noite todo o movimento se concentra principalmente em torno da Feirinha, em Meireles, que tem centenas de barraquinhas de artesanato e produtos típicos.
      No calçadão há policiamento, mas cuidado nunca é demais. Parece que a palavra “turista” pisca na testa de cada um, não precisa além disso ficar ostentando câmeras, celulares, jóias porque aí já é abusar da sorte.

Jardim Japonês - Fortaleza - CE   Além da Feirinha, na Beira Mar há diversas opções de restaurantes e fast food, estátuas vivas, um trenzinho cheio de personagens infantis, 2 Sorveterias 50 Sabores e a atração mais recente: o polêmico Jardim Japonês.

Estátua viva no calçadão de Meireles - Fortaleza - CE

     Por ali também se encontram agências locais oferecendo passeios para as praias vizinhas e os divulgadores do Brasil USA Vacations que tentam arrastá-lo de toda forma até o Hotel Plaza para apresentar-lhe a proposta. São tão bem preparados para convencer os desavisados que muita gente estraga sua viagem aí e perde a paz pensando no contrato assinado. Por todo calçadão você verá os ‘caçadores de turista’ com pranchetas nas mãos oferecendo passeios de escuna, almoços, jantares e desconto no Beach Park em troca da atenção. Fuja!

Feirinha de Meireles - Fortaleza - CE    Além da feirinha, há outro centros de compras como o Mercadão e antiga cadeia pública, mas os preços não variam muito. O assédio no Mercadão é irritante, principalmente nos andares mais altos onde só faltam agarrá-lo pelo braço e puxar para dentro da loja. O lugar mais tranquilo é a Feirinha e, como é mais próximo da maioria dos hotéis, é a melhor opção para as compras. A variedade dos produtos oferecidos é grande e boas compras são os artigos típicos como castanha de caju (R$27,00 o kg da mais cara), doce de caju cristalizado (3 pacotes de 400gr por R$10,00) e os bordados e rendas, labirinto, bilro e rechiliê (3 toalhas de mão com renda de bilro por R$10,00).
Sorveteria 50 sabores - Fortaleza - CE
     Na Sorveteria 50 Sabores, uma bola custa R$8,00 e o sabor é incrível. Aproveite para experimentar o sorvete de tapioca, de caipirinha ou outros sabores exóticos e regionais, pois chocolate e morango tem em qualquer esquina de sua cidade por um precinho bem melhor. Há uma bem perto da feirinha.
logo mala

5 de junho de 2011

Praia do Futuro - Fortaleza

Praia do Futuro - Fortaleza - CE  Só chega até à Praia do Futuro quem ignora todas as opiniões contra ela que os guias de turismo insistem em enfatizar. Embora algumas das informações sejam reais, a verdade é que quando o turista se decide pela Praia do Futuro, deixa de fazer um passeio que seria mais lucrativo para as agências de receptivo.

   É a única praia dentro do perímetro urbano da capital considerada banhável. A principal atração são as super barracas que se espalham por seus 8km. A infraestrutura oferecida tem mesas e cadeiras, sombra, cofres individuais, massagens e tratamentos estéticos, shows, comida regional e até mini parque aquático para a criançada. Tudo muito bem pago, claro.

    O 'Futuro' que deu nome a esse pedaço da orla cearense nunca chegou. Há anos, com o crescimento da cidade, um proprietário da região utilizou-se desse marketing para valorizar suas terras. Só não contava com um capricho da natureza que fez com que o mar tivesse o 2º maior índice de salinidade do mundo, perdendo apenas para o Mar Morto. A maresia demasiada é corrosiva e torna o local pouco atrativo para investimentos imobiliários.

   O contraste entre o bairro meio abandonado, sem prédios luxuosos é enorme em relação às barracas cinematográficas da orla. Para desestimular os turistas a ficarem por ali, os guias durante o City Tour mostram apenas a parte 'feia' e destacam insistentemente que o lugar é muito perigoso devido à proximidade com uma favela que fica no alto. E completam em bom cearês: "Quando eles roubam o turista e saem em 'carrera pa riba', ninguém pega."
   
     Pode haver um pouco de exagero, mas infelizmente o perigo é verdadeiro. Não é um lugar para se caminhar sozinho nem durante o dia, muito menos à noite em dias em que as barracas abrem para shows musicais ou de humor e para a famosa caranguejada das quintas-feiras.

     Então o que fazer? Escolha em qual barraca quer ficar, pegue um táxi e desça na porta; dentro desses limites é seguro. Um táxi da Av. Beira Mar até a Praia do Futuro custa entre R$18,00 e R$25,00, dependendo da barraca. Elas não são ao lado umas das outras. Há ônibus que passam pela Av. Beira Mar e param bem próximos à barraca que o passageiro pedir. Se é seguro é outra questão.

   Nossa preferida é a Crocobeach, que é uma das mais frequentadas por turistas. Há ambulantes por todos os lados vendendo artesanato, alimentos, roupas, DVDs piratas, água de coco... além do assédio dos serviços da própria barraca: coquetéis, massagens e outros. Relaxe, você está de férias! Entre inúmeras ofertas está a lagosta ao preço de 3 (peq.) por R$20,00, eu acabei comprando 2 por R$10,00. A única coisa que me irrita profundamente são os repentistas de praia e o pior é que eles se multiplicam por todo nordeste. Quando vejo algum se aproximando coloco óculos escuros e meu marido corre para um mergulho no mar. Pra mim eles são tão detestáveis que desta vez quando vi chegando um grupo tocando samba para divulgar um CD vendido por R$10,00, eu comprei na maior alegria e ainda pedi para o Grupo 100 Stress autografar o encarte.

    Na recepção dos hotéis se encontram folders de divulgação de várias barracas que oferecem cortesias a quem os apresenta. Quando voltar da praia no final da tarde, pare na feirinha de peixes de Mucuripe e depois de comer um camarãozinho frito no alho e óleo siga caminhando pela Av. Beira Mar até seu hotel.


Outras barracas da Praia do Futuro:


- Marulho

- Vira Verão

- Atlantidz

- Chico do Caranguejo

- Itapariká

3 de junho de 2011

"3 praias cearenses em 1 dia"

Três praias em um dia. Fortaleza - CE
   Pela primeira vez ouvi de um guia de turismo o que sempre defendi: praia é água salgada, areia e coqueiros em qualquer lugar do mundo. O que as diferenciam um pouco são os caprichos da natureza que incluem elementos únicos em cada uma, que podem ser falésias, piscinas naturais, dunas, etc. Ou a estrutura criada pelo homem de barracas de praia, passeios diversos, comidas típicas, artesanato, entre outros.

     Pensando na proximidade e nas semelhanças entre Morro Branco, Praia das Fontes e Canoa Quebrada, algum gênio do turismo local percebeu que os turistas que as visitavam separadamente acabavam achando tudo muito parecido e teve a feliz ideia de lançar o pacote “3 praias em 1 dia”. O sucesso deve ter sido grande porque foi copiado por diversas agências de turismo receptivo. Tanto que os folders anunciam o ‘pacote’ por R$50,00, mas na verdade todas fazem a promoção por R$35,00. A concorrência é grande.

     Anunciadas separadamente, as praias de Morro Branco e Praia das Fontes (sempre feitas juntas), custam R$35,00 e ficam a 92 km de Fortaleza. Canoa Quebrada custa R$40,00 e localiza-se a 162km da capital. Conhecê-las no mesmo dia pode parecer o típico programa de turista ávido por ‘quantidade’, mas em qualquer uma das opções, se forem feitas separadas, o passeio incluirá:

- Seguir pelo litoral leste do Ceará, com uma paradinha no Centro das Rendeiras para vê-las produzindo a renda de bilro e, claro, comprar os produtos;
- Ver falésias de areias coloridas;
- Caminhadas pela praia observando a paisagem;
- Passeios de buggy;
- Artesanato nas garrafinhas com areias coloridas;
- Acordar bem cedo, pois até Canoa Quebrada são 2h30min de viagem;

     Fazendo tudo no mesmo dia, a primeira parada é Morro Branco, passando por inúmeras barraquinhas de garrafas com areias coloridas que não são mais retiradas das falésias como antigamente e sim tingidas artificialmente. Depois uma caminhada entre as falésias com caminhos esculpidos pela erosão. Quando se chega à praia há 2 opções: caminhar até a vizinha Praia das Fontes ou fazer o percurso de buggy. Pelo caminho se observa as tais fontes de água doce, grutas esculpidas nas rochas e locais que já serviram de cenário para produções de TV. A partir daí não há mais nada a fazer a não ser seguir para Canoa Quebrada, antigo reduto dos hippies e imortalizada nos versos de Caetano Veloso: “Menina do anel de lua e estrela/ Raio de Sol no céu da cidade”. Lá se encontra uma paisagem parecida, mas bem mais exuberante que Morro Branco e ainda se pode passear pela 'Broadway do Nordeste'.

   Claro que haverá quem se apaixone por Canoa Quebrada e lamente ter ficado pouco tempo, mas para esses um único dia não seria suficiente. Mesmo porque as noites por lá também são famosas!!

Saiba mais:
- Portal Canoa Quebrada
Quem leva a “3 praias em 1 dia”
- Lisatur
- Girafatur


1 de junho de 2011

Jericoacoara - CE

Jericoacoara - CE
Vou me aventurar a falar sobre um lugar que não conheço, mas acredito que de tanto ouvir falar nele posso contribuir um pouquinho com quem pretende visitar.

Em primeiro lugar Jericoacoara não é pra se visitar em um dia. Se alguma agência lhe oferecer o passeio bate-e-volta, fuja. Fica a 340km de Fortaleza e isso em estradas cearenses equivale a 5 horas de viagem. A estrada é acessível somente até a entrada de Gijoca, para seguir de Gijoca para Jeri (uma média de 23k), o transporte só pode ser feito por buggy ou veículo de tração nas 4 rodas. Geralmente as agências de receptivo local oferecem o pacote de 3 dias e 2 noites. O que se divulga:

"Mar calmo, de águas transparentes, dunas altas de quase 30m, com vários formatos e areias muito brancas. Possui também recifes e esculturas naturais à beira-mar, vila de pescadores, pousadas confortáveis e muita tranquilidade."

Perfeito para quem curte observar belas paisagens. Pensando nesse tipo de turista e para não estragar o visual, os fios são subterrâneos, por isso falta energia elétrica com frequência, principalmente em dias de chuva.

Quando isso acontece, as ruas mal iluminadas são propícias para se pisar nos sapos e pererecas que pulam por lá. Tenho horror a sapos, rãs, pererecas e afins (se existirem), por isso nunca me animei a ir para Jeri. Quem achar que é exagero faça uma pesquisa sobre os sapos de Jericoacoara.

Além das imagens tão divulgadas da pedra furada e do pôr-do-sol visto de cima das dunas, Jeri tem seus sabores característicos. A principal sobremesa por lá é a torta de banana que a maioria dos restaurantes não oferece no cardápio para manter a tradição das quituteiras que vendem a iguaria de mesa em mesa. De madruga, é hora de comer o pão com queijo da padaria Santo Antônio que abre apenas das 2h às 6h da manhã e é ponto de encontro de quem esticou a noite e até de quem dormiu cedo, mas levantou-se apenas para experimentar o famoso pão. Acredite!

As agências de receptivo local não divulgam os valores em seus folders, mas quem quiser mais informações pode consultar a Coiote Tour ou a Girafa Tur.

Para quem vai, há informações bem completas aqui.