Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 de abril de 2012

A primeira viagem de avião


Fokker 100 da TAM
Embarcando no Fokker 100 da TAM, 40 dias após a tragédia
em São Paulo. Foi tenso e maravilhoso, não parei
mais de voar.
         Em 2011, 7 milhões de pessoas viajaram de avião pela primeira vez (leia notícia). A primeira viagem de avião é a mais emocionante e inesquecível. A minha foi em dezembro/1996, para Fortaleza-CE, num Fokker 100 da TAM. É difícil disfarçar que se trata da primeira viagem aérea seja pela ansiedade, pela emoção, pela briga para sentar na janelinha (bem, isso meu marido briga sempre) ou pelas fotos na escadaria do avião, com as comissárias de bordo ou da paisagem mesmo quando só se veem nuvens. A situação é tão típica que virou uma crônica muito engraçada de L. F. Veríssimo: "Emergência" Enfim, não esquente, viaje sem medo de ser feliz nem de ser turista.

Antes de sair de casa: 
- O voucher (passagem aérea) pode ser impresso pelo site da companhia aérea, mas geralmente basta o RG para localizá-lo no guichê do aeroporto;
- Confira os documentos. O RG original é obrigatório em qualquer idade;
- Crianças desacompanhadas dos pais precisam de autorização especial. Veja aqui em quais casos.
- Organize as malas. Etiquetas com identificação por dentro e por fora são essenciais. Um check-list pode ajudar a não esquecer nada. O meu é este.
- Bagagem de mão é aquela que ficará aos seus cuidados. Deixe nela um agasalho, uma troca de roupa, aparelhos eletrônicos, artigos de higiene, remédios e outros de primeira necessidade. Nada de objetos pontiagudos (tesoura, canivete ou mesmo uma inocente pinça pode ficar retida ao passar pelo detector de metais).
- Bagagem despachada é aquela que ficará na responsabilidade da companhia aérea. Você entregará no guichê ao chegar ao aeroporto e a verá novamente só ao desembracar em seu destino final. Existe peso limite para ela (geralmente 23kg) e não é aconselhável deixar na bagagem despachada eletrônicos, objetos frágeis e/ou de valor.

Chegando ao aeroporto:
- Considere seriamente a orientação de chegar ao aeroporto com pelo menos 1h de antecedência em voos nacionais e 2h em voos internacionais. Lembre-se também do trajeto que fará até ao aeroporto e calcule o tempo necessário para driblar imprevistos que podem acontecer (pneu furado, trânsito lento, etc).
- Caso more longe de um grande aeroporto como eu, aqui estão algumas opções que já experimentei.
- Ao chegar ao aeroporto dirija-se ao guichê da companhia aérea para fazer o check-in (apresentar documentos) e despachar as bagagens. Você receberá um cartão com o horário em que deverá se dirigir à sala de embarque e o portão em que embarcará que frequentemente muda, por isso atenção aos monitores espalhados pelo aeroporto.
- Com a bagagem despachada, apenas a bagagem de mão ficará sob sua responsabilidade até a hora de embarcar. Não descuide de seus pertences no aeroporto.
- Antes do horário impresso no cartão (de 20 a 30 min antes do voo), dirija-se à sala de embarque onde passará pelo detector de metais e não se assuste se precisar tirar até os sapatos, eu já precisei. É um pouco pior que porta giratória de banco.
- Na sala de embarque haverá mais um tempo de espera até entrar na aeronave. Tudo é feito com antecedência, pois, se não houver atrasos, no horário do voo o avião estará decolando.
- Acomode sua bagagem de mão nos devidos compartimentos, siga as instruções dos comissários de bordo e relaxe.
- Se o voo tiver escala ou conexão, veja a diferença entre essas situações aqui.
- Após desembarcar siga para as esteira onde pegará sua mala. Infelizmente é comum o extravio de bagagens nos aeroportos, alguns cuidados podem ser tomados na tentativa de evitar e contornar esse transtorno. Leia aqui.
- Mantenha em mãos o ticket de bagagens que estará colado no cartão de embarque, ele poderá ser solicitado;
- Seja a trabalho, passeio ou outos compromisso tenho certeza que essa será a primeira de muitas.

Boa viagem!
Leia mais dicas em:

2 comentários:

  1. Amo ,amo e amo voar.Comecei cedo,e sempre me encantei pela mecanica mesmo da coisa.O processo de decolagem, a mecaninca, o opoeracional.Me fascina.Trabalhei com isso por 2 anos e minha paixao so aumentou.Mas hj ainda prefiro ficar avioes como apenas passageira..muito stress o outro lado dos bastidores,hahaha..Mas nada me encanta mais do que escutar: " sr. passageiros,decolagem autorizada!!"
    Rs..Amooo!!

    ResponderExcluir
  2. Eu dei todas as nadeiras que você mencionou... rs. Mas não me arrependo. Foi muito bom!
    ;)

    ResponderExcluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.