Visto americano no consulado de SP

          As novas regras para a obtenção do visto americano, obrigam o solicitante a permanecer no mínimo 2 dias na cidade em que escolheu fazer a entrevista. Já falei sobre isso aqui.
          Sendo assim para quem não mora em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília ou Recife, resta decidir qual é melhor opção, que não será necessariamente a mais próxima. Como agora o agendamento da entrevista é rápido, é possível conciliar as férias que já estavam programadas nas praias cariocas ou pernambucanas com a famigerada entrevista e unir o útil ao agradável. Ou vice-versa, já que você 'tem que ir' a uma dessas cidade, aproveite uns dias de praia.
               Brasília pode ser uma boa opção por receber voos de todos os pontos do país. Se estiver por lá e sobrar um tempinho livre entre uma entrevista e outra, aproveite para subir ao mirante da Torre de TV (grátis) e visitar a feirinha que fica ao lado. Há também um City Tour de ônibus turístico para quem tem pouco tempo na cidade, mas quer conhecer os principais pontos do Distrito Federal.
               Quem escolher São Paulo, esqueça a praia, mas há inúmeras outras opções para aproveitar o tempo na capital paulista e até ficar mais um dia como sugere um de seus guias turísticos. Clique para conhecer o projeto São Paulo - Fique mais um dia.
Clique para ampliar a imagem do Google Earth
               Ir com carro próprio é uma boa para quem se localiza bem na cidade, pois ali até GPS pode enlouquecer. Além disso, uma das orientações do site do consulado é utilizar transporte público para chegar até lá, já que não há estacionamento próprio e é desaconselhável estacionar nas ruas próximas.
               Há 2 CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) em São Paulo, um na Vila Mariana e outro no Alto de Pinheiros, onde o solicitante irá no primeiro dia agendado. Chegando por terra ao Terminal Tietê ou por ar ao aeroporto de Congonhas o mais próximo é o CASV da Vila Mariana. É possível agendar aos domingos, das 13h às 18h.
                Quem pretende ficar o mínimo possível na capital, pode chegar ao Terminal Tietê e ir direto para o CASV da Vila Mariana. Partindo da estação Portuguesa-Tietê (dentro do próprio terminal), pegue a linha azul do metrô no sentido Jabaquara e desça na estação Vila Marina. Veja o trajeto. O CASV está aproximadamente a 1km de distância desta estação, a partir daí siga de táxi ou ônibus coletivo.
                 Saindo do CASV, o melhor é se hospedar em um hotel que fique próximo ao consulado, onde a entrevista será feita no dia seguinte. Para ir da Vila Mariana ao Morumbi de metrô há 2 rotas possíveis, veja os trajetos. Uma boa opção de hospedagem é o hotel Formule 1 Morumbi que fica em frente ao Morumbi Shopping, próximo ao Consulado e com diárias a partir de R$155,00.
                Clique aqui para ver o mapa completo das linhas de metrô de São Paulo.
                E aqui para ver horários e preços da Viação Cometa de Ribeirão Preto, e/ou outras localidades, até São Paulo-Tietê.
Leia também: CASV de Alto de Pinheiros e nossa entrevista no consulado.                   

9 comentários:

Os caminhantes disse...

Olá Silmara!
Pegamos o procedimento do visto antes da mudança, no dia 30 de março, então nem sabíamos das mudanças que estariam por vir...
Nos sentimos realmente incomodados no procedimento, e a única relação que consigo imaginar com o que nós passamos era como gado no matadouro! Um total desrespeito!Ficamos na fila das 7:30 até às 12:30, 5 horas em pé, cansados, amassados, com fome, nós e todos os bois, digo, pessoas que estiveram conosco...
Agora, com a mudança, este desrespeito piorou!!! E olha que prá gente é mais fácil pois estamos em São Paulo.
Tenho conhecimento de pessoas que foram agora depois da mudança e o negócio ficou pior do que já era!!!
Para o comentário não ficar muito grande,vou parando por aqui, se vc quiser saber, te conto os perrengues...
Beijos!
Marcia

Mãe Mochileira,Filho Malinha disse...

Muito util seu post,adorei!!..até quando vamos ser torturados para poder entrar nesse país?? aff...
bjs e boa semana!! :)

Jussara Neves Rezende disse...

Quando lá estive com minha filha, caiu uma chuva imensa e virou noite em São Paulo antes das 16h00. Sempre que penso nesse consulado lembro do pavor de ficar num ponto de ônibus, molhada até os ossos, sem conseguir enxergar nada além da chuva...

Susele disse...

Super útil! Muito obrigada por postar! Você sabe me responder duas coisas? Se no CASV e no Consulado tem algum tipo de guarda-volumes? Porque eu viria com mochila do Terminal Tietê direto pro CASV, e no dia seguinte do Consulado direto pro Terminal Tietê, e pelo que li, não se pode portar celular, etc...
E a outra pergunta é como se faz pra voltar do Consulado para o terminal tietê...

Se possível, podes responder ao meu e-mail (suselemussoi@gmail.com?
Muitíssimo obrigada!!!!

Silmara Colombo disse...

Susele, não sei se você vai ao mesmo CASV (Pinheiros). Nesse há um porta volumes ao lado. Eu também estava com mochila, mas como minhas filhas estavam junto ficaram cuidando para nós. Do consulado para voltar ao Tietê pegue um táxi para ir até à Estação Morumbi de metrô que é a mais próxima, vai dar pouco mais de R$10 reais) e dali veja no mapa onde você fará baldeação para chegar ao Terminal Tietê. Boa viagem.

Chris Bortoleto disse...

Silmara, muito obrigada pelas dicas. Ficamos no hotel Formule 1 Morumbi, que agora se chama Ibis Budget, e foi tudo supertranquilo.
Bjs

Silmara Colombo disse...

Chris, que bom que deu tudo certo. Já inaugurei meu visto. Acabei de chegar de New York e Orlando e agora vou escrever os posts. Bjos

Anônimo disse...

Olá pessoal, acabei de chegar do consulado americano, cheguei 15 minutos antes e peguei uma fila para a revista, tirei meu cinto e minha bolsa ficou no guarda volumes do lado de fora. entrei e fiquei esperando chamar meu nome para pegar meu passaporte e do meu filho, pois na fila eles recolhem. Meu nome foi chamado aí passei para a fila da entrevista, um moço estava organizando e me falou para ir ao guichê n° 14, na hora que eu ia, ele falou, não vá ao 16. Um moço muito simpatico me atendeu com um bom dia, me perguntou onde trabalhava, qual era o meu cargo, a quanto tempo trabalhava qual o parentesco com o rapaz ao meu lado(filho) quanto tempo ia ficar lá e se eu conhecia alguém lá, para meu filho perguntou se estudava em escola publica ou particular, pronto em 2 minutos visto aprovado.

Alan Dantas disse...

Olá! Muito obrigado pelas dicas!

Vou essa quinta e gostaria de saber se é fácil encontrar taxi na saída da estação.

e quanto à mochila, vi um pessoal falando de porta-volumes. É de graça?

Abraço!