Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

31 de agosto de 2012

Dia do Blog

                    Hoje, 31 de agosto é comemorado o Dia do Blog. Com a blogosfera em constante ascensão nada mais justo que uma data dedicada a nossos queridos blogs.
Dia do blog 31 de agosto
Eu blogo, tu blogas, ela bloga...
                  O blog não é apenas um lugar para encontrar pessoas, é também um espaço onde o blogueiro encontra a si mesmo. Na verdade o blog é o antigo diário que perdeu a chave e o cadeado e ganhou mouse e teclado. Deixou de guardar segredos para tornar os pensamentos públicos.
                 Nesses 2 anos blogando tive gratas surpresas com o De Turista a Viajante  e situações engraçadas como o dia em que ouvi de um agente de viagem irritado: "A culpa é desses blogueiros que não têm o que fazer!"  Isso porque eu queria confirmar uma informação que ele não tinha ainda e já estava rolando na blogosfera. Tive que rir  e explicar que eu também sou blogueira.

Dia do blog 31 de agosto
                

         Parabéns a todos os blogueiros e uma curiosidade: a data não foi escolhida por ser o dia de nascimento ou morte de alguém de destaque na blogosfera e sim pela semelhança entre o nome BLOG e a data 3108. Alguém já tinha reparado nisso?
logo mala

28 de agosto de 2012

Check List para Gramado e Canela

Portal de entrada de Gramado

             Daqui a dois dias embarcaremos para Gramado. Desta vez o planejamento foi vapt-vupt, marquei a viagem apenas com 18 dias de antecedência; meu recorde anterior eram 22 dias. Meu marido diz que qualquer dia eu vou apenas avisá-lo que está na hora de ir para o aeroporto.
              Quem vai para o Rio Grande do Sul espera pelo frio, então uma olhadinha na previsão do tempo ajuda a organizar a mala. Pra mim está ótima: mínima de 7º. Vou poder usar minhas roupas que só aparecem nas fotos de Bariloche.
             Não há aeroporto em Gramado. Os mais próximos são os de Caxias do Sul (70km) e o de Porto Alegre (115km). Ainda não entendi o porquê da maioria dos turistas chegarem por Porto Alegre se desembarcando em Caxias do Sul gasta-se menos tempo e dinheiro para chegar até Gramado. Bem, foi nisso que pensei ao escolher o aeroporto mais próximo, se houver alguma furada na escolha depois eu conto aqui. As agências de turismo cobram caro pelo transfer, recebi orçamentos de até R$320,00 (por trecho para 2 pessoas). Um táxi do aeroporto de Caxias do Sul até Gramado custa R$180,00 (contato aqui). Há também agências que me pediram valores bem próximos a isso, mas exigiam depósito antecipado para fazer a reserva, então preferimos o táxi.
            São muitas as agências de receptivos (esse site lista 38) e as opções de passeios oferecidos  na região são as mesmas em todas elas, mas os preços variam bastante. Os passeios na região são caros comparados com outras cidades turísticas brasileiras. Enviei e-mail para algumas agências aleatoriamente e nesse primeiro contato gostei da Jardineira das Hortênsias e da Turistur por divulgarem valores no site. Todas querem depósito na reserva, então vou chegar lá para ver o que acontece.
           A cidade recebe em média 2,5 milhões de turistas por ano, mas possui menos de 32 mil habitantes.  Como a cidade é pequena, as atrações ficam próximas umas das outras e um mapinha ajuda bastante a programar o roteiro. 
Mapa Turístico de Gramado
Clique para ampliar
            Não acho que compense fazer o City Tour em Gramado com agência, pela proximidade entre os pontos turísticos, mas a grande maioria das agências oferece o tour casado 'Gramado e Canela'. Abaixo o mapa de Canela:

Mapa Turístico de Canela
Clique para ampliar.
           Viagem marcada, uma olhadinha nos sites de compras coletivas com ofertas da cidade é sempre bom. Encontrei ofertas de rodízio de pizza, fondue, passeios e outras possibilidades para os dias que estiver por lá. É só cadastrar o e-mail para receber as ofertas da cidade que interessa e escolher as mais convenientes. Atenção nas datas em que o cupom poderá ser usado e na localização do prestador de serviço, se for para gastar com táxi nem sempre a oferta compensa.
Cupom de descontoCupom de desconto


        Outra dica para economizar nos passeios, que não são baratos, é comprar ingressos e pacotes no Gramado Site. O combo para visitar 4 museus, por exemplo, custa R$60,00. Separados os 4 ingressos sairiam por R$105,00.

Hora de imprimir tudo:
- Cupons de desconto,
- Vouchers,
- E-mails com informações de táxi, passeios e dicas,
- Mapas,
- Cartão do programa de vantagens TudoAzul (ainda não tinha e já perdi dinheiro por isso)

Para ajudar na rápida pesquisa, procurei opiniões nos sites:
- Férias Brasil (Gramado)
- Diário de Mochileiro ( 5º Domingão de Twittadas: Rio Grande do Sul)

Leia também: Conclusões sobre Gramado (a volta da viagem)

Veja as fotos de Gramado, Canela e Bento Gonçalves em nosso álbum do Facebook.


25 de agosto de 2012

Receitas tradicionais


Pudim de leite condensado
Clique na figura para acessar o livro de receitas.

     As receitas básicas da mesa brasileira. São 8 pratos doces e 8 pratos salgados reunidos pela Nestlé em um livro em arquivo. pdf . Clique na figura ou aqui para visualizá-lo e baixá-lo.


Você encontrará as seguintes receitas:

Doces
Pudim de Leite Moça
Manjar branco
Bolo prestígio
Torta holandesa
Torta de limão
Mousse de maracujá
Brigadeirão
Pavê dos padres

Salgadas
Strogonoff
Escodidinho
Picanha no alho
Frango zás trás
Torta de abobrinha
Torta praiana
Peixe na folha de bananeira
Lasanha Gratinada
Bom apetite!


22 de agosto de 2012

Porto Ferreira-SP

Capital da Cerâmica Artística


Objeto de decoração de Porto Ferreira - SP
Esse cantinho estava há anos
esperando pelo vaso.
        Como já disseram os Titãs As flores de plástico não morrem. Pois eu sucumbi a elas e também às frutas de vidro das lojas de Porto Ferreira.
   A cidade fica a 90km de Ribeirão Preto e sua Galeria das Fábricas fica na marginal da rodovia Anhanguera (SP330). As placas anunciam mais de 40 lojas (acho que são bem mais) de objetos de decoração. Apesar da fama estar relacionada à cerâmica e aos maravilhosos jogos de jantar da loja Scalla (a maior), ali encontra-se de tudo para decoração: vidros, junco, vime, móveis de ferro e madeira, quadros, fontes, estátuas de resina, arranjos de flores etc, etc, etc...
       Vindo de São Paulo para Ribeirão Preto, sempre ensaiava passar pelas lojas, que são vistas da estrada e inevitavelmente incentivam o consumismo, mas nunca dava certo. Até que resolvemos ir até lá para conferir.

Objeto de decoração de Porto Ferreira - SP
Minhas violetas imortais.
        Como era domingo, a maioria das lojas estava fechada e as que abrem, atendem das 9h às 13h. Mesmo assim são muitas!! Em duas horas e meia que ficamos por lá não consegui ver nem 1/3 das disponíveis. Esqueça a ideia de olhar tudo e depois voltar comprando, a não ser que você passe um dia inteiro por ali (ou 2). O ideal é ir mudando o carro de lugar na extensão da rua, pois as compras geralmente são objetos grandes e pesam.
Objeto de decoração de Porto Ferreira - SP
As lojas e minhas frutas de vidro.
        O comércio vende no atacado e no varejo, então em vários produtos já ficam os 2 preços, que aliás são bem atrativos. Há aparadores de ferro com vidro por R$43,00, acredite! Comprei um com tampo de 30cm x 80cm e alguns detalhes mais elaborados por R$72,00. Lindo!
         A tal "mão boa" para cuidar de plantas, não é nenhuma das minhas. Então, além do canto da sala, resolvi o problema das violetas dos cachepôs da varanda que eu trocava todo mês para mantê-las floridas (e vivas). Ninguém vai perceber a diferença, a não ser que toque nelas. O vaso da sala não foi nenhuma bagatela (R$250,00), mas esse valor é bem menor do que eu pagaria por aqui e foi daquelas escolhas que se bate o olho e diz "É esse!". Comprei ambos na Vila das Flores.

Objeto de decoração de Porto Ferreira - SP
Minhas filhas adoram malinhas e caixinhas.
Os baús custaram R$7,90 cada um.
          Para a mesa da cozinha, comprei frutas e legumes de vidro por R$3,50 e R$6,50, mas eram tantas opções de fruteiras, tantas formas e materiais diferentes que o tempo foi curto para que eu me decidisse por uma delas. Fica para a próxima.
      Claro que também há artigos de gosto duvidoso, mas isso depende da criatividade de cada um. Decoração é exatamente isso: questão de gosto. Por exemplo, comprei uma galinha aramada com ovos de cerâmica dentro para a mesa que fica junto à churrasqueira. Pra mim está perfeito: é uma área de descontração, os objetos ali precisam ser divertidos.
         Enfim, resolvi alguns problemas antigos e criei outros. Agora quero minha fruteira, um arranjo para o aparador novo, a mesinha de telefone... vou precisar voltar.
Mapa: Objeto de decoração de Porto Ferreira - SP         Não há como errar o caminho seguindo pela Anhanguera em direção a Ribeirão Preto. Da estrada se veem as lojas que estão todas abertas em horário comercial: de 2ª a 6ª feira até às 18h e aos sábados até às 13h. Algumas lojas ficam abertas aos sábados até às 18h e aos domingos das 9h às 13h, mas só nessas já dá pra se divertir bastante e deixar vários reais. A Scalla Cerâmicas, que é uma das mais procuradas, não abre nesses horários alternativos. Se precisar de dois dias por ali, há o hotel El  Garijo na mesma rua com diárias bem acessíveis.



19 de agosto de 2012

Blogagem coletiva: 7 lugares que desejo conhecer.

         Adorei a ideia do blog "Café entre amigos" porque meu blog não tem apenas relatos das viagens que fiz, tem também pesquisas das próximas viagens. Ou seja, é um baú de planos. Os 7 destinos principais seguem abaixo, todos com links sobre o que já pesquisei e/ou planejei para cada roteiro.

             É próxima viagem, daqui a 2 semanas. Não conheço nada do Rio Grande do Sul, mas a principal diferença dessa viagem com as outras que fiz é que vou deixar as 'crianças' em casa e viajar a dois. (OK, agosto/2012)
            É minha viagem frustrada. Planejei e paguei tudo para agosto/2009, mas o vírus H1N1 atrapalhou os planos. O blog tem todas as pesquisas guardadas para quando retomar o projeto.

            O desejo é principalmente de minhas filhas, mas não será nenhum sacrifício acompanhá-las nesse sonho que pretendemos tornar realidade em 2013. Por enquanto tudo está correndo bem, o visto americano já está em mãos. (OK, janeiro/2013)

              Curiosidade levada ao extremo. Não tenho planos definidos, mas preciso visitar esse lugar que não sai de minha cabeça. (Ok - julho/2015)

           
         Em cruzeiro marítimo. Os navios de passageiros que chegam ao arquipélago têm sido considerados ecologicamente prejudiciais, mas não creio que chegar pelo ar mude a consciência ecológica dos visitantes. Como sou urbana demais, esse desejo de viagem só se concretizará se tiver uma confortável cabine de navio à minha espera no final do dia.

       
         Estive lá apenas 1 dia, num bate-volta desde Natal-RN. Adorei o que vi, preciso voltar para 'conhecer' de verdade.

       
          Com os preços abusivos de hotéis e demais serviços de turismo no Rio de Janeiro, conhecer a 'cidade maravilhosa' são planos que vão ficando sempre para depois. Ver os fogos do reveillon a partir de um navio de cruzeiro é uma ideia que me atrai muito.

Ainda vou chegar a todos eles e escrever por aqui como foi. 
Boas viagens a todos!
Logo mala
Blogagem coletiva: Sete lugares que desejo conhecer


16 de agosto de 2012

Emergência - L.F. Veríssimo

Emergência
     É fácil identificar o passageiro de primeira viagem. É o que já entra no avião desconfiado. O cumprimento da aeromoça, na porta do avião, já é um desafio para a sua compreensão.
      – Bom-dia...
      – Como assim?
     Ele faz questão de sentar num banco de corredor, perto da porta. Para ser o primeiro a sair no caso de alguma coisa dar errado. Tem dificuldade com o cinto de segurança. Não consegue atá-lo. Confidencia para o passageiro ao seu lado:
     — Não encontro o buraquinho. Não tem buraquinho?
    Acaba esquecendo a fivela e dando um nó no cinto. Comenta, com um falso riso descontraído: "Até aqui, tudo bem." O passageiro ao lado explica que o avião ainda está parado, mas ele não ouve. A aeromoça vem lhe oferecer um jornal, mas ele recusa.
     — Obrigado. Não bebo.
     Quando o avião começa a correr pela pista antes de levantar voo, ele é aquele com os olhos arregalados e a expressão de Santa Mãe do Céu! no rosto. Com o avião no ar, dá uma espiada pela janela e se arrepende. É a última espiada que dará pela janela. Mas o pior está por vir. De repente, ele ouve uma misteriosa voz descarnada. Olha para todos os lados para descobrir de onde sai a voz. "Senhores passageiros, sua atenção, por favor. A seguir, nosso pessoal de bordo fará uma demonstração de rotina do sistema de segurança deste aparelho. Há saídas de emergência na frente, nos dois lados e atrás."
     — Emergência? Que emergência? Quando eu comprei a passagem ninguém falou nada em emergência. Olha, o meu é sem emergência.
     Uma das aeromoças, de pé ao seu lado, tenta acalmá-lo.
     – Isto é apenas rotina, cavalheiro.
     – Odeio a rotina. Aposto que você diz isso para todos. Ai, meu santo.
     "No caso de despressurização da cabina, máscaras de oxigênio cairão automaticamente de seus compartimentos."
      — Que história é essa? Que despressurização? Que cabina?
    "Puxe a máscara em sua direção. Isto acionará o suprimento de oxigênio. Coloque a máscara sobre o rosto e respire normalmente."
     — Respirar normalmente?! A cabina despressurizada, máscaras de oxigênio caindo sobre nossas cabeças — e ele quer que a gente respire normalmente.
      "Em caso de pouso forçado na água..."
       — O quê?!"
      ...os assentos de suas cadeiras são flutuantes e podem ser levados para fora do aparelho e..."
       — Essa não! Bancos flutuantes, não! Tudo, menos bancos flutuantes!
       – Calma, cavalheiro.
       – Eu desisto! Parem este troço que eu vou descer. Onde é a cordinha? Parem!
       – Cavalheiro, por favor. Fique calmo.
Charge sobre medo no avião
        – Eu estou calmo. Calmíssimo. Você é que está nervosa e, não sei por quê, está tentando arrancar as minhas mãos do pescoço deste cavalheiro ao meu lado. Que, aliás, também parece consternado e levemente azul.
        – Calma! Isso. Pronto. Fique tranquilo. Não vai acontecer nada.
        – Só não quero mais ouvir falar em banco flutuante.
        – Certo. Ninguém mais vai falar em banco flutuante.
       Ele se vira para o passageiro ao lado, que tenta desesperadamente recuperar a respiração, e pede desculpas. Perdeu a cabeça.
       — É que banco flutuante é demais. Imagine só. Todo mundo flutuando sentado. Fazendo sala no meio do oceano Atlântico!
        A aeromoça diz que vai lhe trazer um calmante e aí mesmo é que ele dá um pulo:
        — Calmante, por quê? O que é que está acontecendo? Vocês estão me escondendo alguma coisa!
       Finalmente, a muito custo, conseguem acalmá-lo. Ele fica rígido na cadeira. Recusa tudo que lhe é oferecido. Não quer o almoço. Pergunta se pode receber a sua comida em dinheiro. Deixa cair a cabeça para trás e tenta dormir. Mas, a cada sacudida do avião, abre os olhos e fica cuidando a portinha do compartimento sobre sua cabeça, de onde, a qualquer momento, pode pular uma máscara de oxigênio e matá-lo do coração. De repente, outra voz. Desta vez é a do comandante.
       — Senhores passageiros, aqui fala o comandante Araújo. Neste momento, à nossa direita, podemos ver a cidade de...
       Ele pula outra vez da cadeira e grita para a cabina do piloto:
       — Olha para a frente, Araújo! Olha para a frente!

13 de agosto de 2012

Gramado-RS - Faça as contas

Propaganda de promoção de viagem para Gramado
       Estava aguardando uma super oferta para um final de semana prolongado entre o final de agosto e início de setembro quando, de olho nos e-mail de promoções, recebi esse ao lado do site Viajar Barato. Uma olhada mais atenta e o pacote não me pareceu assim tão barato, pois há mais R$120,00 de taxas de embarque e R$32,00 (no mínimo) para o transfer feito de ônibus do aeroporto de Porto Alegre até a rodoviária de Gramado, totalizando R$735,00. Sem contar os gastos para chegar até o aeroporto de Guarulhos, 400km distante de onde moro. Também li alguns comentários que não avaliavam os 2 hotéis do pacote (Galo Vermelho ou Pousada Gramado) tão "espetaculares" quanto o anunciado. 
            Enfim, não considerei a 'oferta' uma boa ideia, mas o 'destino' sim. Na época ainda não conhecia Gramado e achei uma boa opção para uma viagem a dois. Então comecei as pesquisas para 'montar' meu pacote melhorando o custo benefício. E consegui! Por R$1547,05,  o casal, (apenas + R$77,00) vamos ficar 4 noites (em vez de 3), com hospedagem no hotel Águas Claras (bem recomendado e central), sair do aeroporto de Ribeirão Preto (a menos de 30km de minha cidade) e com a possibilidade de pagar em até 10x sem juros (no pacote de compras coletivas são 5x). 
            Fechei o pacote de aéreo + hotel com a Azul Viagens. Vamos às contas:
           Aéreo (ida e volta para 2)
           Comparei Gol e Azul e fiquei com a última. 
           - Pela Gol, sairíamos de Guarulhos, com conexão em Curitiba, por R$816,14. A Gol não opera no aeroporto de Ribeirão Preto. Sair de Campinas também seria uma boa opção, mas não há voos da Gol  no trecho Caxias do Sul-Campinas, apenas na rota inversa.
         - Pela Azul, sairemos de Ribeirão Preto, com conexão em Campinas, por R$861,58. São apenas R$45,44 a mais que a Gol e só quem mora no interior do Estado de São Paulo sabe a diferença que faz não ter que pegar mais de 4 horas de estrada, programando-se com folga para eventuais imprevistos  na capital. Eu já demorei 4 horas para atravessar a Marginal Tietê até Guarulhos em dia de chuva.

         Hospedagem (quarto duplo)
      São muitas as opções de hoteis em Gramado. Lendo comentários de vários sites, escolhi o Águas Claras. Direto no site do hotel, a diária custa R$280,00. Pela Decolar, são R$214,00. Pela Azul Viagens, houve um acréscimo de R$685,47 ao incluir as 4 diárias no pacote, ou seja, cada diária custou R$171,35.

        Às vezes, ser turista é mais barato que ser viajante. Na hospedagem a economia foi de R$170,53, além de outras vantagens. E viva os pacotes de viagem!!


10 de agosto de 2012

Linha Turística Conheça Santos

Atualização em novembro/2017
Atualmente esse city tour é apenas panorâmico, com parada de 30min em um dos pontos, que se altera a cada semana. Valor R$15.

Vista de navio desde a orla marítima de Santos - SP

      Linha Turística Conheça Santos é um city tour muito interessante que deveria ser copiado por outras cidades. Fora de temporada, acontece aos sábados, domingos e feriados, com saídas de hora em hora, das 9h às 17h. O local de embarque inicial é a Praça das Bandeiras que fica na orla da praia de Gonzaga.
         Custa R$10,00 por pessoa e pode ser usado durante todo o dia, passando pelos principais pontos de interesse da cidade com acompanhamento de guia bilíngue. O passageiro pode desembarcar onde quiser e reembarcar no próximo que passar daí a uma hora (ou duas). Quem preferir não desembarcar, fará o tour panorâmico em torno de 2 horas e quando chegar novamente à Praça das Bandeiras se desliga do serviço.
              Os pontos por onde o ônibus passa são:
Cotia no orquidário de Santos - SP
Cotia no orquidário
- Parque do Emissário (orla)
- Memorial das Conquistas (Vila Belmiro)
- Museu do Mar e Marítimo
- Museu de Pesca (orla)
- Aquário (orla)
- Feirart (orla)
- Pinacoteca (orla)

Vila Belmiro - Santos - SP
Estádio do Santos FC
                 Não dá para descer e ficar uma hora em todos eles, não há tempo para isso. Então o melhor a fazer é escolher quais pontos são mais vantajosos para se usar o transporte. Eu excluí aqueles que ficam na orla pela facilidade de se chegar até eles até mesmo caminhando. Veja como funciona:
           Saímos da Praça das Bandeiras às 11h e nosso primeiro desembarque foi no orquidário que depois de 3 anos fechado para reformas foi reaberto em junho/2012. O lugar está bem agradável de passear por suas alamedas e a principal atração são os bichinhos soltos encontrados pelo caminho, as crianças adoram. Para elas também há um play ground com grama sintética onde fazem a festa. A entrada inteira custa R$5,00.
              Uma hora depois esperamos o ônibus no mesmo ponto em que havíamos descidos e seguimos até o estádio do Santos-FC. Ali há 2 tipos de visita: apenas ao Memorial das Conquistas (R$6,00) ou visitando também vestiários, sala de imprensa e outras dependências do estádio (R$10,00). Essa visita completa só acontece a cada 1h, por isso, não foi possível voltarmos no próximo ônibus e ficamos 2h por ali. Almoçamos na padaria que fica na esquina do estádio, uma comida simples e boa (R$24,90 kg). 
Armário trancado de Pelé no vestiário da Vila Belmiro
Vestiário com o armário trancado de Pelé.
         Voltamos ao ônibus onde a guia vai dando as explicações e nos pontos estabelecidos pergunta se alguém quer desembarcar. Váias pessoas desceram no Monte Serrat onde se sobe com um bondinho de sistema funicular e no alto há um mirante para ver a cidade toda. Não fui porque achei muito caro: R$21,00 por pessoa, mais que a passagem de São paulo a Santos. Só fiquei curiosa porque é ali que fica a fonte do Itororó da famosa cantiga de roda.
Museu do Café -  Santos - SP                Desembarcamos novamente na Praça Mauá, onde começa o passeio da Linha Turística de Bonde. Os bondes saem a cada meia hora e quando um está saindo a fila para esperar o outro já enche o vagão. Não fiz muita questão porque o trajeto é praticamente o mesmo que passamos com o ônibus. Então fomos para a Bolsa do Café, um prédio imponente e lindo por dentro e por fora, minhas filhas se lembraram dos filmes de Harry Potter. Durante toda a visita o cheiro forte de café torrado na hora enche o ambiente e convida a um cafezinho antes de ir embora. A cafeteria na saída é irresistível.
          Pegamos novamente o ônibus na Praça Mauá já eram 15h45 min e nosso último desembarque foi na Pinacoteca Benedito Calixto que fica na orla, bem pertinho da Feirart que acontece ali aos sábados à tarde e aos domingos na praça do Sesc. A feira tem todo tipo de artesanato e barracas de comidas doces e salgadas de dar água na boca.
        É passeio de dia inteiro mesmo! Com a vantagem de parar para conhecer o que mais lhe interessar. Eu recomendo.


7 de agosto de 2012

Aquário de Santos


            O primeiro lugar a que fomos em Santos foi o aquário, o principal motivo desta esticadinha desde São Paulo. Nem era pelas crianças, era meu marido que queria visitá-lo. E ele não deve ser o único a alimentar tal curiosidade já que o Aquário de Santos é o segundo parque mais visitado do Estado, perdendo apenas para o Zoológico de São Paulo.

Tubarão no aquário de Santos - SP
O vidro refletiu a curiosidade
de minha filha vendo o tubarão

            No dia 02 de julho de 2012, o aquário completou 67 anos, foi inaugurado em 1945 por Getúlio Vargas. Abriga atualmente cerca de 200 animais, de pequenos invertebrados até mamíferos marinhos. No total, são 31 tanques com 1,3 milhões de litros de água doce e salgada. Está em término de reforma, por isso vários tanques estavam vazios, mesmo assim valeu muito o passeio.

Museu do Mar, em Santos - SP
Museu do Mar
            No site, o preço informado da entrada é R$5,00, mas pagamos R$2,00 não sei o porquê. De repente seja o mês comemorativo do aniversário, quem sabe?! Nem fizemos questão da meia entrada (R$1,00) que é respeitada na maioria das atrações de Santos. O movimento estava tranquilo no meio da tarde da sexta-feira, mas no dia seguinte passamos por ali por volta das 16 h e havia uma fila imensa para entrar no aquário.
              Na saída, estavam entregando panfletos de propaganda do Museu Marítimo e Museu do Mar que são dois museus particulares  da cidade. Eu queria visitar o Museu da Pesca que é bem pertinho dali e parece bem interessante, mas estava fechado. O entregador de panfletos disse que era só seguir em frente pela orla e lá fomos nós. Da forma como ele disse parecia "logo ali", mas era muito, muito longe. Não fica na orla e quando pedíamos informações, nem os moradores sabiam direito onde era. Caminhamos mais de uma hora e acabamos de chegar por teimosia. 
Museu Marítimo - Santos - SP
Museu Marítimo
                  A entrada de cada museu custa R$10,00 separados ou R$15,00 o combo para visitar os dois que ficam bem próximos. O Museu do Mar tem basicamente animais marinhos empalhados e o Museu Marítimo peças resgatadas de naufrágios. São interessantes, mas fiquei em dúvida se valeram a caminhada e os R$60,00 (4 entradas) deixados por lá. Voltamos para o hotel de táxi, claro!



4 de agosto de 2012

Entenda Santos-SP

Mapa da orla de Santos com localização das praias
Clique para ampliar
                  Eu preciso 'entender' cada lugar que visito antes de chegar para me localizar com segurança, mesmo contando com o velho ditado "Quem tem boca vai a Roma". Os sites Dicas de Santos e Turismo Santos ajudam bastante nas pesquisas para começar a programar esse roteiro.
                  São 7 km de praias que recebem 9 nomes diferentes, a mais central e movimentada é a Praia do Gonzaga. A orla possui em toda a sua extensão um calçadão com ciclovia e jardins que receberam em 2002 o título de maior jardim frontal à orla da praia, pelo "Guinness Book". É muito agradável caminhar por ele.
            O mapa acima traz os principais pontos turísticos, a localização das praias e dos canais que atravessam a cidade e são frequentemente citados quando se pede alguma informação, servindo como pontos de referência: Antes do canal 3, depois do canal 5, etc
Mapa da orla de Santos - SP
Clique para ampliar.
                 Os pontos turísticos são bem espalhados, clique no mapa acima para conhecê-los. Por isso escolher se hospedar perto de um deles, significa ficar longe de outro e assim por diante. Os táxis não são muitos baratos, mas há ônibus que percorrem toda a orla, além de uma linha turística percorrendo os principais pontos de interesse. Caminhar pelo calçadão com seus jardins também é uma boa ideia, já que cada uma das praias é de pequena extensão.

Alguns hotéis em Santos
(preços pesquisados em julho/2012)

- Carina Flat Hotel (Aparecida)
R$242,00 o apartamento quádruplo. Foi o que ficamos. Clique aqui para ler mais.

- Cosmopolitan Praia Flat  (Gonzaga)
R$420,00 o apartamento quádruplo.

- Hotel Ritz (Gonzaga)
R$300,00 o apartamento quádruplo.

- Avenida Palace (Gonzaga)
R$300,00 o apartamento quádruplo.

- Hotel Praiano (José Menino)
R$402,00 o apartamento quádruplo.

- Mercure Santos Hotel (Boqueirão)
R$260,00 o apartamento duplo.

- Ibis Santos (Boqueirão)
R$179,00 o apartamento duplo.

- Gonzaga Flat (Gonzaga)

- Parque Balneário Hotel (Gonzaga)

- Mendes Plaza Hotel (Gonzaga)

1 de agosto de 2012

Entrevista: João Pessoa, por Cinthia Maria

Cinthia Maria Bezerra Pinheiro
Nome: Cinthia Maria Bezerra Pinheiro
Profissão: Professora

Apresente-se: Sou professora militar há oito anos do Colégio da Polícia Militar do Estado da Paraíba, leciono as disciplinas de gramática e redação. Casada e com um filho de dez meses, nestas férias, tenho observado destinos de viagem tranquilos e que abriguem crianças com conforto e tranquilidade. E a nossa amada João Pessoa é um desses destinos!
João Pessoa - PB

* Vamos caracterizar João Pessoa através de uma moradora da capital da Paraíba e não das agência de turismo:
 - melhor época do ano para se visitar:
Isso depende do que se busca. Se você quer mais agitação, a melhor época é o verão, mais especificamente o mês de janeiro. Mas se quer experimentar a tranquilidade da capital paraibana, todos os outros meses do ano são propícios. Junho e julho são os meses mais tranquilos porque são as férias e muitos viajam deixando a cidade bem vazia.
João Pessoa - PB
- melhor praia: 
A praia mais conhecida de jampa é a praia de Tambaú, contudo não tem sido o melhor ponto do nosso litoral. Melhor mesmo seguir alguns quilômetros à frente, em direção à vizinha cidade de Cabedelo e visitar a praia do Bessa, que faz fronteira com as duas cidades. Salientando-se que Cabedelo faz parte da Região Metropolitana de João Pessoa, assim como Bayeux e Santa Rita.

- melhor lugar para se hospedar:
Em se tratando de hospedagem a melhor área mesmo é o litoral. Nas praias de Tambaú, Manaíra e Bessa você encontra desde hotéis mais caros a pousadas charmosas e que cabem melhor no bolso de todos. Nos demais bairros a hospedagem é regular e fica distante dos locais legais de serem visitados.

- Para quem indica:
João Pessoa - PBDefinitivamente João Pessoa é uma cidade para famílias ou grupos não tão jovens. Como eu falei antes, é uma lugar para quem busca tranquilidade nos momentos de lazer. Casais em lua de mel também acho que gostariam.

* O que há de melhor para se fazer em João Pessoa?
Durante o dia você pode ir a uma das praias de águas mornas de nosso litoral (ai coisa maravilhosa!) Cabo Branco, Tambaú, Manaíra ou Bessa. Recomendo, pra quem gosta de barco, fazer o passeio para Areia Vermelha, saindo da praia do Poço (logo depois da praia do Bessa); ou para “Picãozinho”, saindo de Tambaú. Tem Catamarãs saindo quando a maré está baixa e eles cobram uns R$25 por pessoa. Em Picãozinho há até a possibilidade de um mergulho e tirar fotos com os peixinhos.
João Pessoa - PB
Um restaurante legal com comidas regionais e de muito boa qualidade, recomendável para o café da manhã ou para o almoço é o “Mangai”, localizado na praia de Manaíra.
Outro roteiro sentido litoral sul seria dar um pulinho na cidade vizinha de Conde. Ela abriga as praias de Jacumã que fica a alguns quilômetros de Jampa e numa só reta encontramos as praias  do Amor,  Carapibus, Tabatinga, Coqueirinho e a famosa praia de naturismo: Tambaba.
Nessa área os restaurantes são bem simples e muitos são típicos de beira-mar, vendendo aquele peixe frito maravilhoso...

Para o lado norte, depois da praia do Bessa temos a praia de Camboinha e Intermares (já em Cabedelo) e a praia do Jacaré, onde no final da tarde tudo se volta para o espetáculo do pôr do sol, que sempre é acompanhado pelo bolero de Ravel, tocado pelo Jurandir do Sax, dentro de uma canoa, nas águas que marcam o encontro do rio com o mar. Esse momento ninguém pode vir a João Pessoa e deixar de viver. É mágico!
João Pessoa - PB
À noite, temos bares, boates e restaurantes na orla pessoense, partindo do Cabo Branco sentido praia do Bessa. A vida noturna de Jampa não é muito agitada. Nada agitada se comparada a São Paulo ou até mesmo a nossa vizinha Recife. Mas é isso que nos faz felizes, essa agitação comedida e controlada, que nos diverte e nos acalma.
Recomendo os restaurantes “Fellini” na praia do Cabo Branco que possui música ao vivo e bailarinos à disposição para acompanhar quem se aventura na dança de salão.
O “Marinas” que é um bar e restaurante muito elegante e mais tranquilo, também no Cabo Branco. Em Tambaú, recomendo o bar “Johnny People”, muito legal e que sempre traz uma banda tocando pop rock nacional e internacional. Fica na área chamada “Feirinha de Tambaú” e é nessa redondeza que vemos os solteiros desfilando... rsss
Na orla do Bessa as sugestões seriam o “Vila Madalena” também bar e restaurante com música ao vivo. Muito legal e abriga gente de todas as idades. E o “Restaurante Sal e Brasa” esse recomendo pela variedade e pelo bufê sempre impecável e o rodízio de carnes espetacular. Não é muito barato, mas vale a pena!
João Pessoa - PB
* Que lugares só os moradores conhecem? Dê algumas dicas para quem quer ser mais que ‘turista’ na cidade.
Coisas que turistas pouco veem: a Casa do Artista Popular que fica no Centro da Cidade, próximo à Praça da Independência. De lá você pode ir ao Mosteiro de São Francisco, uma construção barroca lindíssima e que vale a pena ver. Logo em frente fica a Academia Paraibana de Letras que vale a parada também.
Outra dica seria ir de trem saindo de João Pessoa – Centro para Cabedelo. Conhecer a cidade por outro ângulo: o dos moradores!
Recomendo também a visita ao Espaço Cultural José Lins do Rêgo que abriga um museu do escritor paraibano e diversos espaços voltados à arte e cultura, como: Cine Banguê, teatro Paulo Pontes, Teatro de Arena, Planetário e etc. A cada última quinta-feira do mês a Orquestra Sinfônica da Paraíba se apresenta no teatro Paulo Pontes, localizado neste Espaço. A entrada é franca!
* Que lugares são só para ‘turista ver’? Não valem a viagem.
João Pessoa - PBPerguntinha difícil... Acho que o Centro Histórico de Jampa. Os casarões foram reformados, mas falta mesmo vida para o lugar. Não há muito o que se ver, tipo museus interessantes ou algo parecido...
Shoppings também não recomendo, porque são a mesma coisa em todo lugar!
* Em um City Tour, que não seja apenas panorâmico, o que é imperdível visitar na cidade?
A Igreja de São Francisco, A Basílica de Nossa Senhora das Neves, a Casa do Artista Popular e o Espaço Cultural.

* Saindo de João Pessoa, o que a região oferece de atrativos?
Conde – as praias que citei acima: praias do Amor, Jacumã, Tabatinga, Carapibus, Coqueirinho e Tambaba.
Cabedelo – Camboinha, Intermares e a praia do Jacaré com o pôr do sol acompanhado do bolero de Ravel.
João Pessoa - PB
* Como é a estrutura das praias de João Pessoa?
Eu acho fraca a estrutura. Tem bons bares, mas em pequena quantidade e muitos fecham cedo. Para quem quer aproveitar a noite, fica difícil. Outro ponto que me entristece muitas vezes é o atendimento. Há lugares em que o atendimento é divino, mas ainda há alguns que deixam a desejar. Reclame para ver se melhora!!! Rsssss
Mas não faltam lugares bons para comer, principalmente em Tambaú.

* Falta alguma coisa à sua cidade em relação a outras capitais do nordeste?
Muita coisa!
 Falta melhorar o transporte público, a rodoviária, o aeroporto. Expandir, reformar, etc.
João Pessoa - PB A sinalização vertical é ruim. Se você quiser ir a algum lugar sem saber onde é, somente pelas placas não consegue. A saída é perguntar aos transeuntes.  Isso eu acho impagável!

* O que faltou dizer aos turistas e viajantes sobre João Pessoa?
Que infelizmente Jampa tem conseguido uma coisa que as grandes cidades têm já há muito tempo: aumentar a violência. O índice de criminalidade nas áreas suburbanas tem crescido assustadoramente e é bom o turista ou viajante ficar esperto como em qualquer metrópole brasileira.

João Pessoa - PB* Quais são suas preferências de viagem?
- Mochila ou mala? Mala
- Inverno ou verão?  Verão
- Hotel ou acampamento? Hotel
- Alta ou baixa temporada? Baixa temporada.
- Terra, ar ou mar? Ar.
- Classe econômica ou primeira classe? Tanto faz.
- Pacote ou roteiro próprio? Roteiro próprio. Odeio coisas engessadas para o meu lazer.
- Guia impresso ou aplicativos? Aplicativos para Ipad, por favor. rssss
- Fast food ou comida típica?  Comida típica. Odeeeeio fast food.
- Turista ou viajante? Turista.

Entrevista de julho: