Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 de julho de 2012

A outra noite - Rubem Braga

A OUTRA NOITE


Cristo Redentor sob a luz da luz - Rio de Janeiro


             Outro dia fui a São Paulo e resolvi voltar à noite, uma noite de vento sul e chuva, tanto lá como aqui. Quando vinha para casa de táxi, encontrei um amigo e o trouxe até Copacabana; e contei a ele que lá em cima, além das nuvens, estava um luar lindo, de lua cheia; e que as nuvens feias que cobriam a cidade eram, vistas de cima, enluaradas, colchões de sonho, alvas, uma paisagem irreal.

               Depois que o meu amigo desceu do carro, o chofer aproveitou o sinal fechado para voltar-se para mim:

              - O senhor vai desculpar, eu estava aqui a ouvir sua conversa. Mas, tem mesmo luar lá em cima?
             Confirmei: sim, acima da nossa noite preta e enlamaçada e torpe havia uma outra - pura, perfeita e linda.
              - Mas, que coisa...
          Ele chegou a pôr a cabeça fora do carro para olhar o céu fechado de chuva. Depois continuou guiando mais lentamente. Não se sonhava em ser aviador ou pensava em outra coisa.
              - Ora, sim senhor...
            E, quando saltei e paguei a corrida, ele me disse um "boa noite" e um "muito obrigado ao senhor" tão sinceros, tão veementes, como se eu lhe tivesse feito um presente de rei. 

26 de julho de 2012

Mochilando em família

De mochila no Morumbi. O 4º mochileiro é o fotógrafo.
               Crianças crescidas, hora de começar as viagens alternativas. Esta foi de ocasião, para aproveitar a ida ao Consulado Americano em São Paulo. Cada um com sua mochila para garantir 4 dias de férias. 
            Fomos de Ribeirão Preto à São Paulo de ônibus pela Viação Cometa (R$60,00) e do Terminal Tietê direto para o CASV em Pinheiro, de metrô (R$3,00). Depois de tirar as digitais, em vez de ir para o hotel, seguimos para o estádio do Morumbi. No dia seguinte, Consulado bem cedinho. Voltamos ao hotel  Formule 1 para pegar as mochilas e dali para o Terminal Jabaquara, seguindo para Santos por menos de R$20,00. A viagem de SP a Santos demora 1h10min. Antes do meio-dia já estávamos devidamente instalados no Carina Flat Hotel.
Mapa da orla de Santos - SP
                 
              Do hotel ao Terminal Jabaquara o táxi custou R$28,00, mas era possível também ir de metrô da estação Morumbi até a estação Jabaquara. Há muitos horários de ônibus até várias cidades do litoral paulista.
            O Carina Flat Hotel foi uma ótima escolha. Os apartamentos para até 4 pessoas são bem espaçosos: quarto com cama de casal, sala com sofá e 2 camas que ficam embutidas (em pé) na parede, cozinha com pia, geladeira, microondas e utensílios. O apartamento standart tem ar condicionado no quarto e ventilador na sala, com uma TV (R$210,00). O apartamento luxo tem ar condicionado nas 2 ambientes e 2 TVs a cabo, por R$242,00 a diária para 4 pessoas, com um bom café da manhã. Ficamos com esse. Fica no bairro de Aparecida, a 2 quadras do Shopping Praiamar que tem uma praça de alimentação bem variada e também um Carrefour para abastecer a geladeira do flat. O único porém é não ter cofre e secador de cabelo. 
             Ficamos em Santos da sexta ao domingo à noite, quando pegamos o ônibus às 23h direto para Ribeirão Preto (R$82,00). Claro que em pleno inverno o banho de mar não era nada convidativo, mas conhecemos o aquário, o estádio da Vila Belmiro, o centro histórico, passeamos pelos jardins da orla... Enfim, não foram as férias dos sonhos, mas para planos de última hora foi bem divertido.


23 de julho de 2012

Patriotic Food

Comida americana - Patriotic food
Para comemorar a chegada do visto americano, essa turista não foi para a cozinha mas separou imagens deliciosas.

Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food
Comida americana - Patriotic food

Comida americana - Patriotic food

20 de julho de 2012

Visto americano - último capítulo

Passaporte e visto americano
       Nossos passaportes chegaram! Enfim acabou a novela do visto americano, que para nós durou 5 meses.
       Nem sempre é necessário tanto tempo, mas procurando as datas mais convenientes de cada etapa o tempo foi passando:

-Fevereiro: agendamento para tirar o passaporte.
- Março: pagamos as taxas.
- Maio: era a data mais próxima para agendar os 4 no mesmo dia na Polícia Federal, em Ribeirão Preto. No dia 29 pegamos os passaportes.
- Junho: Demos entrada na solicitação do visto americano.
- Julho: Entrevista no Consulado, em plena sexta-feira 13.

O mais rápido foi a última parte: 
- No CASV, meu horário era às 11h e 10h45min já estava liberada.
- No Consulado, o agendamento era para as 7h20min e saímos de lá às 8h45min.
- A entrega por DHL foi feita em 3 dias úteis. Fizemos a entrevista na sexta e na quarta-feira os passaportes estavam em casa.

Dicas? Não sei se são válidas, mas vou deixar algumas observações:
- Hoje a exceção é ter o visto americano negado, estamos caminhando para que ele deixe de ser exigência aos brasileiros. 96% dos vistos são concedidos. Então calma e segurança na entrevista e tudo dará certo.
- O despachante contou de uma pessoa que está tentando o visto pela 3ª vez. O visto em questão já foi negado 2 vezes, pois há anos uma irmã desta pessoa entrou clandestinamente nos EUA. Ou seja, não é por qualquer motivo que negam o visto.
- Atenção ao Imposto de Renda, é isso que interessa a eles. Foi o único documento que me pediram e o despachante já tinha me alertado quanto a isso. Se vai solicitar o visto americano mantenha sua situação com o IR em dia, com informações comprováveis.
- Se for solicitar o visto da família, com filhos menores de 16 anos, espere esses vistos chegarem para marcar a entrevista dos pais. Menores de 16 anos 'podem' ser dispensados da entrevista; minhas filhas de 13 anos não foram e por pouco não tive que ir ao Consulado 2 vezes.
- Atenção aos e-mails informados ao fazer o agendamento, é por eles que o Consulado avisa o solicitante sobre alguma alteração. Por exemplo: foi no e-mail de minha filha que chegou a informação de que ela deveria comparecer ao Consulado.
Boa sorte e boas viagens.

18 de julho de 2012

Morumbi Tour

Morumbi Tour - Estádio Cícero Pompeu de Toledo
Não há sãopaulino que não sonhe com essa foto.
 Nosso brasão querido.
       Nossa ida a São Paulo deveu-se     à entrevista para o visto americano  mas já que estávamos tão próximos ao estádio do Morumbi, por que não conhecê-lo?
    Ao sairmos do CASV de Pinheiro, o motorista do táxi perguntou: Para o hotel Formule1? E eu: Não, para o estádio do Morumbi. Depois de alguns quarteirões ele voltou a insistir: Vai  mesmo para o Morumbi ou para o Formule 1? Não entendi o porquê de tanto estranhamento, mas também não mudei a rota. Por R$40,00 fomos até o estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi.
Morumbi Tour - Estádio Cícero Pompeu de Toledo
            O Morumbi Tour acontece de terça à sábado às 10h, 12h, 14h e 15h30min e aos domingos, quando não há jogo, às 11h30min e 13h30min. Custa R$30,00 a entrada inteira e R$15,00 a meia. A visita é guiada e vai até as arquibancadas, vestiários, área de aquecimentos, sala de imprensa, sala de troféus e outras dependências do estado. Em todos os espaços visitados é permitido fotografar, ao contrário do Pacaembu, por exemplo, onde está instalado o Museu do Futebol e nada pode ser tocado ou fotografado.
Morumbi Tour - Estádio Cícero Pompeu de Toledo
         O tour dura em torno de 1h e meia e devido ao tamanho do Morumbi tem bastante sobe e desce de escadas para ir de um ambiente a outro. Por último, o campo onde todo mundo quer fotografar ao lado do símbolo.
     Encerra-se com um convite para visitar a loja e a livraria onde é bem difícil resistir a levar uma lembrancinha do time do coração.
     Ficamos por ali para almoçar e só depois seguir para o hotel. São 3 restaurantes, escolhemos o Copa que fica no portão 5 e serve uma comida deliciosa por quilo.
Morumbi Tour - Estádio Cícero Pompeu de Toledo         Para obter o visto americano, são necessários 2 dias em São Paulo, não dá pra ficar dentro do hotel esperando o tempo passar. Não achou o Morumbi uma boa ideia? Pense em outro roteiro. Você está em São Paulo!! Impossível não encontrar o que fazer!! Aproveite a oportunidade.



mala logo

16 de julho de 2012

Entrevista no Consulado Americano-SP

Fila de espera no CASV de Pinheiros
CASV de Alto de Pinheiros. Av. São Gualter, 308.
                

          Eu sobrevivi. Ufa!! Ainda há um pouquinho de ansiedade até o passaporte chegar de volta às minhas mãos, mas por hora tudo ok.
          São 2 CASVs em São Paulo. Pela localização, o da Vila Mariana é mais prático para quem chega à São Paulo pelo Terminal Tietê, mas não deu pra agendar ali no dia escolhido, então nosso agendamento ficou marcado para o CASV de Pinheiros, às 11h .

      Saímos de Ribeirão Preto às 3h e às 7:30h desembarcamos no Terminal Tietê. Pegamos o metrô (R$3,50), sentido Jabaquara (linha Azul) e desembarcamos na Estação da Luz para transferência para a linha amarela até a Estação Pinheiros. Fiquei impressionada como esta linha é profunda, são 4 ou 5 lances de escada rolante até chegar ao nível da rua. Até o CASV a corrida de táxi custou R$22,00.
      Se a previsão do tempo for de chuva, previna-se. Não há onde se proteger dela enquanto aguarda ser chamado, mas os vendedores de guarda-chuva estão por ali a postos. Tive que comprar um por R$20,00. Não é possível entrar com celulares e outros equipamentos eletrônicos. Há um guarda-volumes particular ao lado. Como minhas filhas não podiam entrar no CASV ficaram olhando as mochilas.
         Não adianta chegar mais cedo pois a fila se forma pelo horário de agendamento que é de meia em meia hora. Por exemplo, antes das 10h30min chamaram para formar a fila quem tinha agendamento das 11h. O procedimento dentro do CASV é muito rápido para tirar as digitais e a foto, às 10h45min eu já estava liberada. Dali fomos para o Estádio do Morumbi, antes do hotel Formule 1, mas isso é assunto para outro post.
         No dia seguinte, nosso agendamento no Consulado Americano era às 7h20min . As filas também são organizadas pela hora agendada, então madrugar não vai acelerar seu tempo por ali. Como minhas filhas de 13 anos foram convocadas para a entrevista, tive que aguardar a lista em que constava o nome delas chegar às mãos dos atendentes, o que atrasou um pouco. Não é possível entrar com inúmeros itens, por isso deixei tudo no hotel e seguimos apenas com os envelopes de documentos. Há guarda-volumes em frente ao Consulado.
         Dentro do Consulado, mais uma demora imprevista para juntarem os passaportes de minhas filhas (que já estavam lá) aos nossos para fazermos a entrevista em família. Nada exagerado, mas é angustiante esperar pela tal entrevista. A americana que nos atendeu na entrevista foi bem mais simpática que os funcionários brasileiros que organizam as filas no Consulado. Ela perguntou para onde queremos ir, qual o motivo da viagem, o que fazemos no Brasil, quantos funcionários meu marido tem, se as meninas estudam em escola pública ou particular, se temos casa própria no Brasil, se já viajamos para outro país e pediu para ver meu imposto de renda. Depois conferiu as digitais minhas e de meu marido e enfim a aguardada frase: "Seus vistos foram concedidos."
       Às 8:45h já havia feito tudo e estava saindo do consulado. Voltamos para o hotel de táxi (R$10,00) e dali... para casa? Não, para Santos! Relaxar no final de semana olhando o mar depois de tanta tensão.

Leia também:
- Visto americano - a novela (orientações para solicitação do visto)
- Visto americano no Consulado de São Paulo (logística e endereços)
- Visto americano - mais um capítulo (hotéis próximos ao Consulado de SP)
- Visto americano - último capítulo


14 de julho de 2012

Segundo aniversário do blog

Segundo aniversário do blog De Turista a Viajante
            Olha!! Meu filhote já está fazendo 2 anos, como o tempo passa!
             São muitos motivos para comemorar, o principal é o quanto me distraio escrevendo e me divirto na blogosfera. Nesse período viajei por terra, ar, mar e virtualmente. Ultrapassei limites de A a Z e hoje posso dizer que sou muito mais viajante que turista. Vou comemorar fazendo uma retrospectiva das postagens:

Arraial d'Ajuda Eco Park- BA
Bariloche -AR
Curitiba - PR
Distrito Federal
Esquel - AR
Fortaleza - CE
Goiânia - GO
Hotéis
Itajaí - SC
João Pessoa - PB
Kalunga (ação de reciclagem)
La Hoya - AR
Montevidéu - UR
Natal - RN
Olímpia - SP
Punta del Este - UR
Quem é Vanessa Olivatti?
Ribeirão Preto - SP
Sertãozinho - SP
Toblerone sem viajar
Um domingo paulistano - SP
Viña del Mar e Valparaíso - CL
Webjet
Xeretando em Patchcolagem: imprimir no termocolante
Y-Park - CE
Zoológico de São Paulo

logo mala

* Primeiro aniversário do blog

7 de julho de 2012

O céu deve ser assim...

Fazenda Vista Alegre - Sertãozinho - SP
Cantinhos que escondem surpresas e encantam.
      Depois de uma trilha pela mata, tirolesa e uma caminhada entre o canavial para voltar à sede da fazenda, estávamos todos aguardando preguiçosamente pelo almoço. Alguns deitados na rede... outros pescando... outros simplesmente observando a paisagem... sem pressa... Da varanda da casa grande ouvi uma voz que vinha das sombras das enormes árvores em frente dizer: "O céu deve ser assim..."
      Não tinha pensado nisso, mas concordo. Muito sossego, muita tranquilidade. Totalmente diferente do dia a dia corrido.
      Eu sou muito urbana, mas passar o dia na Fazenda Vista Alegre é muito bom! Relaxa, recarrega energias, alivia a ansiedade. E por falar nela, a minha chega a níveis extremos. No ano passado enquanto aguardava o vulcão se acalmar no Chile para confirmar minha viagem a Bariloche, precisei fazer cachecóis para passar o tempo. Agora é a novela para conseguir o visto americano que têm me tirado a paz.
Fazenda Vista Alegre - Sertãozinho - SP
Até parece, mas não há nenhum retoque na foto.
 Esse verde existe mesmo!
        Há um post mais antigo com descrições detalhadas do lugar e opções que oferece, então não vou me alongar nesses itens. Clique aqui para ler. 
   E a comida? Humm!! Caseira, caprichada, com ingredientes fresquinhos. Enquando relaxava, vi uma das ajudantes da cozinha passando com aço de manjericão recém-colhido nas mãos. Saladas, feijão gordo, torresmo... isso todo mundo já previa que estaria entre as opções do almoço, mas deliciar-se com jiló de dar água na boca foi novidade para muitos. Cortado em rodelas fininhas e bem frito, quem venceu o preconceito e experimentou, quis repetir.
      Enfim, perfeito para todas as idades. Só conferindo para entender.
Fazenda Vista Alegre - Sertãozinho - SP
Chálé para hospedagem




Leia também:
- Acampamento Vista Alegre (post completo)

Fazenda Vista Alegre - Sertãozinho - SP
Aventura no play rural. As crianças adoram!
 


5 de julho de 2012

Visto americano - mais 1 capítulo

Como tirar o visto de turismo americano
          Embora seja a primeira vez que tiro o visto americano, pelas leituras na blogosfera não vejo onde o procedimento foi 'facilitado', como já disse aqui.
        Agora fui surpreendida com mais uma novidade. Enquanto esperava a volta dos passaportes de minhas filhas, já com o visto emitido, o que chegou por e-mail foi uma solicitação de   entrevista de uma delas. Uma aparentemente teve o visto liberado e a outra terá que se apresentar ao Consulado, em São Paulo. São gêmeas, os documentos enviados têm o mesmo teor, ou seja, o que determina quem deve se apresentar é a análise dos documentos ou um sorteio aleatório?
          Então fica a dica para quem for pedir o visto em família: primeiro solicite de quem for menor de 16 anos e 'teoricamente' não precisará se apresentar ao consulado. Marque a entrevista dos adultos apenas depois que voltarem os passaportes dos menores. Por muito pouco não tive que fazer duas vezes a viagem à São Paulo, o aviso de minha filha chegou uma semana antes da data em que estou agendada. Aff!
            
Hotéis mais próximos do Consulado Americano-SP
(Pesquisa em julho/2012)

Blue Tree Towers Morumbi Convention Center‎
Avenida Roque Petroni Júnior, 1000
Fone: (11) 5187-1200
Quarto duplo: R$461,00

Ibis São Paulo Morumbi‎
Avenida Roque Petroni Junior, 800 – Torre I
Fone: (11) 3738-3800
Quarto duplo: R$ 189,00

Formule 1 (atual Ibis Budget)
Avenida Roque Petroni Junior, 800 – Torre II
Fone: (11) 3775-7500
Quarto triplo: R$155,00

Obs: O Hotel La Trombini que aparece em vários sites de reservas anunciado como o mais próximo do Consulado Americano não existe mais. Segundo informações do número (11) 5184-0258 foi fechado.

Leia também:
- Visto americano no Consulado de São Paulo (endereços e logística)
- Visto americano - a novela (orientações, agendamento, taxas)


1 de julho de 2012

Entrevista: New York, por Wania Oliveira

Wania Oliveira em New York
             
      A entrevistada de julho é minha amiga Wania Oliveira que foi bem mais que turista em New York, morando em terras americanas por 9 anos. Essa entrevista foi feita a várias mãos. Pedi sugestões de perguntas para os colegas twitteiros-viajantes e o resultado foi o que segue. Espero que gostem.

Pra começar, faça um resumo do que foi viver em NY.
            A princípio, a ideia era fazer turismo em Nova York, conhecer a famosa capital do mundo. Foi um desafio bem grande pra mim, já que não dominava a língua inglesa. Fui sozinha, para ficar um mês na casa de uma prima que mora em Mount Vernon, cidadezinha que fica perto de Manhattan, Bronx, New Rochelle, WhitePlains e Port Chester. Gostei e vi que seria uma ótima oportunidade para meus filhos estudarem e aprenderem inglês. Aluguei um apartamento em Tuckahoe, Nova York, onde moramos por alguns anos e depois voltamos a morar em Mount Vernon. As crianças estudaram em escolas públicas. Trabalhei entregando jornais no "The Journal News", na "Dominos Pizza", Housecleaner (diarista), como Babá, em padaria, e por fim como governanta em uma casa de americanos, onde morei nos últimos anos, depois que meus filhos decidiram voltar para o Brasil. Uma das razões pela qual eu decidi voltar também alguns anos depois.
Times Square - New York

@silmara09  Qual foi sua primeira impressão ao chegar em NY e o que mudou com o passar do tempo?
     A primeira impressão foi de que eu não suportaria a baixa temperatura,gelada,muito frio!  Cheguei em dezembro lá e a temperatura já era de -8°F, -10°F..chegando a  -15°F. Mas, depois adorei a neve, me acostumei com o frio.

@BlogOutrosAres Qual seria a melhor região para se hospedar? Qual a relação custo-benefício?
                Pra ficar fácil de ir para o centro de Nova York, eu recomendaria se hospedar em Queens. Os hotéis são simpáticos e com preços bem legais. Uma boa sugestão é www.pananhotel.com. Pode-se comprar o pacote com as passagens aéreas incluídas.

Wania Oliveira em New York
@silmara09 A NY dos turistas é diferente da NY dos moradores? É mais barato ser morador que turista?            
           Bem, Nova York é fascinante anyway! Mas, Nova York para moradores é bem mais barata. Eles estão preparados para fazer o turista gastar. Deve-se evitar o consumo na região da Times Square, o quadrado mais caro do mundo, e também do Central Park. Porém, esses são os pontos turísticos que não se deve deixar de conhecer. Procurar por barzinhos, lanchonetes, lojas mais afastadas do centro. Tomar café da manhã no Dunkin Donuts, Mc Donald´s e nas Delis são boas sugestões para economizar.

Wania Oliveira em New York @lekoxavier Como sou de São Paulo, gostaria de saber como é a malha de trens e metrô. Dá para ir a todos os cantos com esses meios de transporte?
             Sim, usar trens, metrô em Nova York é muito fácil e têm acesso a todos os lugares turísticos. Usam-se letras e números para facilitar a locomoção. Aliás, Grand Central Tran Station  é um ponto turístico que deve-se conhecer. Evite alugar carros, os estacionamentos são normalmente caros, as ruas têm regras de estacionamento e há muitos taxis na cidade.

@Aventuramango - Considera a cidade segura? Que cuidados um turista deve ter?
                 As áreas turísticas de Nova York são seguras para uma cidade deste porte, o que não quer dizer que você não deva tomar as precauções usuais de cidade grande. Ao chegar, informe-se sobre regiões da cidade que exigem mais cautela a pé ou nas estações de metrô. As autoridades locais costumam recomendar que o visitante, ao chegar, deixe seus pertences de valor no cofre do hotel. Sugere-se também que o turista não deixe as malas destrancadas dentro do quarto do hotel. Nunca pendure a bolsa nas costas da cadeira em restaurantes, para evitar furtos. Ande com a bolsa pendurada na frente do corpo, sempre atento ao que ocorre ao seu redor na rua. Lanchonetes e algumas lojas de departamentos podem ser locais de risco de furto (batedores de carteira). O visitante deve tomar cuidado com algumas lojas de aparelhos eletrônicos que mostram cartazes de liquidações de estoque e fechamento do ponto comercial. Desconfie de preços muito abaixo da média. Certifique-se de que a loja não esteja vendendo material usado como se fosse novo. Lembre-se eletrônicos Apple se vende em lojas exclusivas Apple!

@viajantete – O que você sente falta dos EUA? Quais são as maiores diferenças culturais?
             São muitas as coisas que sinto falta. Entre elas: Café no Starbucks (o melhor café do mundo), shoppings enormes, Outlets abertos ou fechados, da simplicidade de se andar por Manhattan, da neve, da educação no trânsito, da cortesia dos americanos (cumprimentam a todos a qualquer hora, dizem com licença com frequência, pedem desculpas e principalmente, agradecem por um simples motivo), dos parques, do Brazilian Day na 6º avenida (maravilhoso).

Times Square - New York
@viajantete  @Dentrodomochilao O que mais sentiu falta do Brasil? O que dá mais prazer em estar de volta?
               Realmente, senti falta das pessoas mesmo. Da família, dos amigos. O que me deu prazer  mesmo, quando cheguei , foi sentir o sol! O Sol daqui é diferente! É radiante, brilhante, lindo!! Não senti falta de especialmente nada, porque em Nova York, se encontra muitos produtos brasileiros, comidas, bebidas, etc. Até jiló, que eu adoro, eu encontrei lá!

@rranjos @PrecisaViajar Que restaurantes, padarias, lanchonetes, bares... não são tão famosos e restritos a turistas, mas são imperdíveis? Onde ficam?
       Em NYC existem vários tipos de restaurantes, bares, padarias, etc. A diferença entre eles é que sempre os melhores e mais famosos são os mais caros. Quanto mais longe estiver do centro da cidade, menos turistas vai ver.
@BlogColaEmMim @rranjos A pergunta que não pode faltar: Onde comprar em NY?
        Macy’s, Target, Bloomingadale’s, Victória´s Secret, Aeropostale, American Eagle, Hollister, Model´s ,Toys R'Us, Old Navy, Best Buy, Foot Locker, Sephora, Armani Exchange, Sacks Fifth Avenue, Abercrombie & Fitch, Banana Republic, GAP, Diesel, DKNY, Forever 21(nossa preferida, né, Paulinha?!), H&M, Nine West, Zara, Willians Sonoma, Manhattan Apple Store, Anthropologie, Niketown, Disney Store, Lego Store, M&M...etc, etc, etc..Estas e muitas outras estão no centro de Nova York, Times Square. Também é interessante conhecer ChinaTown.
A maioria das lojas aceita devolução - é um direito do consumidor nos Estados Unidos. Se a roupa não serviu ou você se arrependeu de ter comprado um produto eletrônico, por exemplo, volte à loja e peça o seu dinheiro de volta.Mas guarde sempre a nota fiscal.

@silmara09 O que um visitante precisa saber antes de chegar à cidade?
              A moeda americana é o Dólar. Você encontra notas de $1, $5, $10, $20 e $100. As moedas são 1c ("penny"), 5c ("nickel"), 10c("dime"), 25c ("quarter"), 50c ("half-dollar") e$1 ("one dollar"). A idade legal para bebidas alcoólicas é 21 anos, e é exigida comprovação da idade, como uma carteira de motorista ou passaporte. É proibido ingerir bebidas alcoólicas em público, na rua ou em carros. Em toda a cidade de Nova York, é proibido fumar em áreas públicas inclusive estações do metrô, táxis, restaurantes, bares e em ônibus e barcas.  Em lugares como hotéis, restaurantes e transportes, os empregados dependem das gorjetas como acréscimo em seus salários. As quatro estações do ano são bem destacadas em Nova York: O outono é suave e confortável, vai até Novembro e a partir dai, já é necessário um casaco bem quente, de inverno. Venta muito! Neva! A primavera é a estação mais linda! Com um clima muito agradável, com um florido de cores maravilhosas. O verão é bem quente e algumas vezes úmido, diferente do Brasil. E Nova York fica mais charmosa, com as mesas dos restaurantes nas calçadas, muitas pessoas nas ruas. É uma delícia!

Só pode dizer que conheceu um pouco de NY quem:
- Esteve na cidade no... inverno. Todas as épocas têm seu charme, mas a melhor pra mim é a neve! É diferente pra nós, brasileiros!
- Fotografou no... Empire States. Dá pra ver Nova York inteirinha!
- Passeou pela... Times Square, 5º avenida, Estátua da Liberdade, Broadway, Central Park.
- Conheceu... Teatros da Broadway. (Mamma Mia, Lion King, Hair)
- Visitou... algum museu. O Museu de Arte Moderna e o de cera foram os que mais gostei.
- Jantou no ... no Applebees (ótimo!)
- Participou... Revellion (a descida da maçã), Jogo de Baseball, Super bowl, NY Nicks no Madison Square Garden (basquete)
- Assistiu ao filme... 'King Kong em NY'
- Viu... A falta das torres gêmeas (Word Trade Center) .Lamentável!
- Trouxe de recordação... camisetas, chaveiro, álbuns escritos "I Love NY".

Obrigada pela participação, pessoal.
Enviaram perguntas para a entrevista:
- Aventura Mango @Aventuramango
- Cola em Mim @BlogColaEmMim
- De Sampa para o mundo @lekoxavier
- Dentro do Mochilão @Dentromochilao
- Escapismo Genuíno @viajantete
- Outros Ares @BlogOutrosAres
- Super Linda @rranjos
- Um homem precisa viajar @PrecisaViajar


Entrevista de junho: Maceió, por Maria Amélia Junqueira
Entrevista de agosto: João Pessoa, por Cinthia Maria

Índice de posts sobre New York.