Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 de julho de 2013

Coxinhas Douradas

Coxinhas douradas
Realmente deliciosas!
    "Pamonha, pamonha, pamonha de Piracicaba. É o puro creme do milho verde. Venha provar freguesia." Quem é que nunca ouviu esse slogan? Por que a pamonha de Piracicaba é mais famosa que as outras? Será que o sanduíche de mortadela do mercadão em São Paulo é mesmo melhor que os demais? E o chopp de Ribeirão Preto? E o sorvete de Itápolis


        Não sei! Só sei que experimentei mais uma dessas curiosidades gastronômicas que viram atração turística: as coxinhas douradas de Bueno de Andrada.
Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada
           Como a pamonha, o sanduíche de mortadela, o sorvete ou o chopp adquiriram fama é difícil saber com certeza, mas para as coxinhas há uma resposta bem certeira: quem as tornou famosas foi o escritor Ignácio de Loyola Brandão em uma crônica publicada no Estadão. O próprio autor falou sobre o fato em uma entrevista:

Suas descobertas culinárias sempre acabam em crônica?
Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada
         Há uma história incrível sobre isso. Em 2003, eu, minha mulher, Márcia, meu cunhado e a mulher dele passamos por um vilarejo chamado Bueno de Andrada. Havia uma venda e, como estava com sede, paramos o carro e entrei. Era uma venda daquelas que têm arroz, feijão, milho, pipoca, caderno, brinquedo, tudo. Vi numa estufa de vidro umas coxinhas douradas, de dar água na boca. O proprietário me disse que era a mulher dele quem fazia e tinham acabado de chegar. Pedi uma. Era uma maravilha. Pura massa de batata, muito frango dentro, tudo bem temperado. Pedi outra. Veio meu cunhado e eu disse para ele experimentar. Depois 
Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada
vieram minha mulher e minha cunhada. Acabamos com as coxinhas. Na hora de escrever minha coluna no Estadão, lembrei da coxinha. Escrevi a crônica contando toda a história e pus o título As Coxinhas Douradas de Bueno. Alguns meses depois, a Márcia sugeriu que voltássemos lá. Quando chegamos, tinha uma fila enorme. O dono me viu e veio me cumprimentar todo efusivo. Chamou a mulher, que me cobriu de beijos e abraços. Perguntei o que estava acontecendo e eles me explicaram que a fila era para comer coxinha. Era o efeito da crônica, que, por sinal, estava lá na parede, emoldurada num quadro. Eles, que vendiam 50 coxinhas num sábado, hoje vendem 2 mil. Virou uma instituição de Bueno de Andrada. Às vezes, eu me pergunto para onde vai o que a gente escreve e essas coisas mostram.” (Fonte: Soy loco por tí coxinha)

Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada        São realmente muito saborosas e já ficaram tão conhecidas que viraram reportagem no Mais Você, entre outros programas de TV, cujas matérias podem ser conferidas no site oficial Coxinhas Douradas. Bueno de Andrada é um distrito de Araraquara e localiza-se entre este município e Matão. Por conta da fama das coxinhas recebe inúmeros visitantes que se estiverem pelas rodovias dos arredores não deixam de passar por ali. O pequeno vilarejo de cerca de 2000 habitantes acertadamente soube tirar proveito disso: para entrar na cidade há um pedágio urbano de R$1,50 e ao redor da praça que fica em frente às coxinhas há uma feira de artesanato. Se estiver passando por ali, não deixe de experimentar; se for preciso se desviar um pouquinho de sua rota saiba que vale a pena!



Um comentário:

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.