Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 de agosto de 2014

Perdi o voo e a confiança na TAM

        Hoje, 04/08/2014, fui impedida por um funcionário da TAM de fazer o check-in do voo de Porto Alegre a Congonhas.
    Por conta de um congestionamento na viagem de carro entre Gramado e Porto Alegre, cheguei ao balcão faltando 2 minutos para o encerramento do check-in (9h18min), passei pelas auxiliares dos totens e fui orientada a seguir direto ao balcão, onde fui literalmente impedida de entrar na fila sob a alegação de que o tempo 'iria' se encerrar. Ressaltei a orientação da outra atendente e o funcionário insistentemente repetia "Dirija-se ao balcão de remarcação" apontando para o mesmo. Depois me perguntou quem permitiu que eu passasse, mostrei a atendente, ele foi até ela, conversou e ao voltar acenou para alguém próximo ao balcão perguntando se o check-in do voo em questão estava encerrado e a resposta foi um aceno positivo.
       O que concluo é que fui ‘ludibriada’ até que o tempo realmente se esgotasse e fosse obrigada a remarcar a passagem com preços bem mais altos. Na fila do balcão de remarcação havia várias pessoas na mesma situação: não chegaram atrasadas e sim 5min, 2min, 1 min antes do tempo limite para o check-in (meia hora antes do voo) e foram impedidas de entrar na fila. Minha definição para isso é “oportunismo”.
         Estávamos em 4 pessoas e o valor para remarcação era de aprox. R$600,00 por passageiro (R$2400,00 no total) em um voo que chegaria ao meu destino final (Ribeirão Preto) apenas no início da noite. Como queria um voo mais cedo, preferi verificar em outra empresa aérea e a atendente informou que havia vários voos da TAM em que poderiam nos acomodar de POA a GRU em tempo de fazer a conexão até Ribeirão Preto, caso eu não encontrasse um voo mais cedo. Perguntei: “Todos com o mesmo preço?” e obtive como resposta “Sim, todos no mesmo valor.”
        Como não encontrei assentos disponíveis em outra companhia aérea, voltei à loja da TAM cerca de meia hora depois e qual não foi minha surpresa quando o atendente informou-me o valor de remarcação de R$1570,00 por pessoa, ou seja, mais de R$6.000,00 reais para a família toda. Pedi uma cotação para o dia seguinte (05/08/2014) e a informação foi que os valores eram os mesmos. Pedi para falar com a funcionária que me atendera informando o valor de R$600,00 por passageiro e me disseram que ela havia ido embora.  É óbvio que não concordei em ser extorquida com esse valor absurdo, comprei as passagens aéreas até Guarulhos pela Avianca e de lá terminamos o caminho em uma Van fretada.
         O que me deixa mais indignada são algumas informações que verifiquei no site da TAM assim que cheguei em casa:

1ª No site há vários voos para a data de 05/08/2014 de POA a Ribeirão Preto por R$598,90. Gostaria de entender o que faz com que uma passagem aérea custe R$600,00 às 9h30min, meia hora depois aumente para R$1570,00 e às 23h do mesmo dia custe R$598,90.

Tela de valores de passagens da TAM Linhas Aéreas

2ª Os dois voos em que deveríamos estar saíram com atraso de 9 min dos respectivos aeroportos, ou seja, não há consequências para o “atraso” de 9 min da TAM, mas o limite de 2 minutos “antes” do término do check-in gera um prejuízo enorme para o passageiro. Na verdade, nós não chegamos 32 minutos antes da decolagem e sim 41 minutos.

Tela de localização de voos da TAm Linhas Aéreas

            Não sei qual é a justificativa da TAM para o atraso em seus voos, mas ressalto que o que tornou o trecho de Gramado a POA mais demorado foi a chuva e a serração que causaram um enorme congestionamento nas vias de Porto Alegre já limitadas por uma reforma. Além disso, até tremores de terra houve em Gramado na noite anterior. Esses fenômenos da natureza são imprevisíveis e incontroláveis, mas o bom senso é humano por isso espero que uma empresa que zele pelo seu bom nome no mercado, busque uma solução para o grande problema e prejuízo causados a nós.
         Fui orientada na ANAC do aeroporto de POA a fazer um Boletim de Ocorrência em minha cidade e entrar com um processo no Juizado de Pequenas Causas, mas antes disso entrei em contato com a TAM, pois quero acreditar que os transtornos foram causados não pela falta de respeito da empresa ao cliente, as por funcionários mal preparados e mal intencionados que se constituem em casos isolados e não representam a empresa como um todo.
        Vou aguardar uma resposta 'breve' da TAM antes de fazer o BO e seja ela qual for estará aqui no blog. Espero poder publicar boas notícias. A informação de quem me atendeu na ANAC é que as reclamações desse tipo têm sido frequentes, por isso a indicação do BO. 
          
          Compartilhem para ajudar a acabar com esse abuso!


Leia também a óbvia e nada esclarecedora resposta da empresa aérea TAM:
Resposta da TAM

E os absurdos que a empresa alega em sua defesa:
TAM: desrespeito e desonestidade

Depois do estresse, o reembolso:
Processo contra TAM, último capítulo

2 comentários:

  1. O passageiro se apresentou com mais de trinta minutos de antecedência para realizar o check-in.

    As condições meteorológicas, trânsito ou dificuldades para chegar ao aeroporto são irrelevantes.

    A negativa de atendente em fazer o check-in deve ser registrada em Boletim de Ocorrência, já que configura "Negativa de Embarque Involuntário" - As cias aéreas podem recorrer a esta possibilidade, por exemplo nos casos de overbooking, mediante o pagamento de multas pela inconveniencia causada aos passageiros.

    No exterior, as cias aéreas sempre optam por leiloar para que os passageiros aceitem voluntariamente vantagens financeiras e ocorra tão simplesmente um Negação de Embarque COM a permissão do cliente. A medida extrema é mais onerosa à cia. aérea.

    Sugiro um BO com fatos concisos e resolução amigável com a TAM. Não sendo possível, ajuize o caso.

    ResponderExcluir
  2. Passei exatamente pela mesma coisa que o autor do texto. De Gramado a POA pegamos um congestionamento imenso por conta de um caminhão que quebrou na rodovia. Estava voltando da minha lua de mel e acabamos perdendo o voo. Era bem próximo do natal e no balcão de remarcações o atendente não conseguiu nenhum voo pra gente antes do natal passar. O fato é que, diferente do caso, a funcionária do balcão de atendimento tam foi muito atenciosa e acabou conseguindo nos colocar num voo no mesmo dia com apenas duas horas depois do nosso e sem pagar nenhum centavo a mais. Pra nós a história teve um final feliz e chegamos em casa felizes e satisfeitos.

    ResponderExcluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.