Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 de agosto de 2014

Snowland - Gramado -RS


                 A neve natural às vezes aparece por Gramado, mas como nevar no Brasil é coisa rara, a cidade deu um jeitinho de não desamparar seus visitantes, há várias atrações que lembram o clima abaixo de zero: Ao lado do Castelinho Caracol (Canela) fica o Mundo Gelado, no Mini Mundo há uma réplica do aeroporto de Bariloche-AR, na Aldeia do Papai Noel a criança da se encanta com a espuma que cai sobre algumas esculturas, mas claro que nada se compara ao que proporciona o Snowland.


                  O parque abre às 9h, mas passei por lá em um outro dia por volta das 8:30h e já havia fila. Quanto mais cedo se chega, menos tumulto e filas lá dentro, é um passeio para 3 ou 4 horas em média. Vi vários meios de transporte parando em frente ao parque: carros, táxis, Vans de empresas de turismo, ônibus turísticos e de linhas comerciais. Em média o valor cobrado nas agências para levar o turista até lá é de R$20,00 ou R$25,00O.
   
                 O primeiro ambiente é o rinque de patinação cercado de lojinhas ou o 'Vilarejo Alpino'. Mesmo com direito a meia hora, a fila era tão grande por volta das 10:30h da manhã que desistimos e ficamos só assistindo. A conta que ensinaram a fazer é de meia hora de espera para cada 50 pessoas na fila, como esta dava a volta em metade do rinque, nossa espera seria de aproximadamente uma hora e meia.
         Antes de entrar na montanha de neve, coloca-se a roupa especial: calça, blusa, botas, touca higiênica, capacete e luvas de lã (que não serão devolvidas). As roupas são bem amplas e a maioria das pessoas veste por cima daquelas que está usando. Vá com uma roupa confortável para facilitar os movimentos, calça legging ou moleton são boas pedidas.
        Entrar na montanha de neve é como passar duas horas dentro de um freezer frigorífico. É muito gelado!!! Passei mais frio que em Bariloche ou na Pennsylvania que já visitamos no inverno. Seja natural ou artificial os cuidados na neve são os mesmos: pés e mãos nunca podem ficar frios e a neve também queima, por isso lembre-se do protetor solar. Eu fiquei com o rosto vermelho mesmo passando protetor. Crianças menores de 4 anos não podem entrar na montanha de neve.
         
       O gelo derrete e molha as luvas de lã, assim como as botas não conseguem manter o calor dos pés, então, leve na mochila pares de luvas e de meias extras para usar quando sair da montanha. Ao entrar na montanha de neve seus pertences (mochila, calçados, etc) ficam guardados nos armários alugados por R$10,00. As roupas não possuem bolsos, então o máximo que convém ficar em mãos é a câmera fotográfica ou o celular.
       Para ajudar a aquecer e descansar dos exercícios na neve, o Hot Café tem capuccino, chocolate quente, café... muito saborosos. Já o restaurante com o observatório é lindo, aconchegante mas serve apenas lances e porções de petiscos. No site o Snow Buffet está prometido para breve.
         A saída, claro, é por dentro de uma lojinha de  lembranças com artigos para o frio (toucas, luvas, cachecóis, etc), os tradicionais souvenirs com o logo do parque (chaveiros, canecas, etc) e bichinhos de pelúcia que lembram os mecatrônicos espalhados pela montanha de neve.
            Não é barato, mas é diferente de tudo mais que vemos pelo Brasil. O ingresso apenas de acesso ao parque para 'ver' as lojinhas, a pista de patinação, o restaurante e as aulas de esqui e snowboard a partir do mirante, custa R$60,00. Para entrar na montanha de neve, o valor é outro: o combo de R$89,00 dá direito ao empréstimo das roupas e botas, até 2 horas de acesso à montanha de neve o e meia hora na pista de patinação. Apenas em dinheiro ou cartão de débito.

Logística de passeios:

           A menos de 200m do Snowland, fica a Vinícola Ravanello que tem visitas guiadas às 10h, 11h, 14h, 15h e 16h . Como almoçar bem ainda não rola no Snowland, um bom lugar para se comer é o Parque  Tomasini que fica próximo para quem estiver de carro. Nós contratamos o serviço de carro particular e passar no parque Tomasini para almoçar aumentou R$5,00 por pessoa. Muito bom!









          


             
      Clique abaixo para ver outras fotos em tamanho grande, a última delas não é tão animadora, pois em menos de um ano de funcionamento as boias para descer no snowtubbing (ou skibunda) estão danificadas, murchas e sem alças de apoio, por isso as poucas em boas condições de uso são disputadíssimas.

Um comentário:

  1. Fotos incríveis, Silmara, parecem de um mundo paralelo... deve ser muito interessante o passeio :)
    Abraço!

    ResponderExcluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.