Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25 de fevereiro de 2014

Filé de peixe com alcaparras

Voltando de um cruzeiro, uma receita à base de peixe cai como uma luva. Principalmente se for um prato leve para ajudar a manter leve o corpo e a consciência.
Receita: peixe com alcaparras

Ingredientes
500 gr de filés de merluza ou pescada
2 tomates picados
1 cebola picada
100 gr de azeitonas picadas
100 gr de alcaparras
2 limões (suco)
gengibre em pó para temperar
azeite
sal
cheiro verde

Modo de fazer
Tempere os filés com sal e limão e reserve. Faça uma salada (tipo vinagrete) com os tomates, a cebola, as azeitonas, as alcaparras e tempere com sal, cheiro verde, gengibre e limão. Arrume os filés em uma assadeira ou forma refratária e cubra com essa salada. Regue com azeite e cubra com papel alumínio. Leve ao forno médio por meia hora, retire o papel alumínio e deixe secar o caldo.


20 de fevereiro de 2014

O MELHOR AMANTE DE MINHA MULHER

       Não dá pra passar por Búzios e não trazer inesquecíveis momentos. Fabrício Carpinejar conseguiu traduzir o 'efeito Búzios' nessa crônica originalmente publicada em seu blog: 
http://carpinejar.blogspot.com.br/2013/09/o-melhor-amante-de-minha-mulher.html

Mar de Búzios

Não tenho medo do passado de minha mulher.
Não há receio de nenhum ex. Não ardo de ciúme por relacionamentos anteriores. Não pago pedágio por aquilo que aconteceu.
Não mexerei no celular para comparar felicidade e entrega, não analisarei a alegria que irrompeu e deixou de ser. Tudo o que ela viveu, agradeço, apressou o caminho para estar comigo.
Mas sofro com um rival. Há um opositor no tempo que preciso duelar e reverencio, sei que a luta será difícil e desigual, sei que será duro excedê-lo, ele tem larga vantagem sobre meus ombros estreitos (pois a carregou no colo com a leveza de brisas).
Estou falando do mar de Búzios.
O mar de Búzios foi sua melhor companhia. Até então insuperável convivência.
Ela passou a infância e adolescência correndo pelas suas vinte e três praias, mergulhando nas claridades das manhãs e tardes, permanecendo de chinelos e bermuda luz a fio, comendo nos restaurantes onde seu pai trabalhava como garçom, arredando amizades com a simplicidade de um aceno.
Seus cabelos loiros são mais loiros pelo mar de Búzios.
Sua pele é mais macia pelo mar de Búzios.
Seus olhos são mais verdes e transparentes pela cor da maré de Búzios.
Seu rosto vem para a frente quando ri para acompanhar o mar de Búzios.
Sua audição é refinada por se demorar nas cantigas das ondas de Búzios.
Sua coragem é aventureira por desafiar as curvas do oceano de Búzios.
O mar de Búzios desposou sua alma antes de mim. O mar de Búzios chegou primeiro, com entardeceres que nunca terei condições de reproduzir.
Poderia ter um outro adversário, porém veio logo o pior: logo o mar de Búzios com um histórico amoroso de Dom Juan, logo ele que conquistou Brigitte Bardot.
Como ser um amante mais completo do que aquela água sempre morna, alternada de ventos quentes ao dia e suaves no escuro?
Como massagear seus pés e mãos e superar o delicioso conforto da areia fina?
Como oferecer joias tão cintilantes quanto às conchas que ele colocou em seu pescoço?
Como despertá-la de bom humor sem aquela luz batendo na janela? Como fazê-la dormir sem aquela noite estrelada forrando o telhado?
Como ser mais exuberante do que a península de oito quilômetros?
Eu me sinto tedioso, monótono, chuvoso perto dele. É um inimigo com muitos apelidos, todos mais estranhos do que os meus: Geribá, João Fernandes, Ferradura, Ferradurinha, Armação, Manguinhos, Tartaruga, Ossos, Tucuns, Brava e Olho-de-Boi.
Se eu for metade do que Búzios significa em sua memória, serei o melhor homem de sua vida.
Apenas metade. A metade já transbordará em velhice de mãos dadas.

16 de fevereiro de 2014

Itápolis - Capital do Sorvete II

           Já falei sobre o sorvete de Itápolis (que não há igual!!) aqui , mas o calor insuportável me fez voltar a falar dessa delícia, principalmente porque não param de surgir novidades pelas sorveterias da cidade. 
             Em Fortaleza, a sorveteria mais famosa é a 50 Sabores, que impressiona pelo que oferece, mas não se compara com a variedade e quantidade dos sabores encontrados em Itápolis. Para quem quer se refrescar com um sorvete de limão, tem mousse de limão, limão taiti, limão siciliano, torta de limão... Prefere abacaxi? Então prepare-se para decidir entre caraxi, abacaxi russo, abacaxi suíço, abacaxi ao vinho... e por aí vai... Isso para ficar nos sabores mais tradicionais, mas novos sabores não faltam.
             Itápolis quer o título de Capital do Sorvete e para consegui-lo tem investido na tradição que chegou à cidade com os imigrantes italianos. Em setembro de 2013 aconteceu a 4ª edição do Festival do Sorvete que elege os melhores sabores e acontece próximo ao Dia do Sorvete, 23 de setembro. Entre esses investimentos está o sorvete de massa italiana da Gelato Squisito que hoje fomos experimentar e adoramos. Como chegamos de um cruzeiro em navio italiano (MSC Preziosa), e o sorvete era uma das atrações a bordo, esse foi nosso parâmetro para avaliar os sabores da Gelato Squisito. Segundo minhas filhas e meu marido, o sorvete é idêntico ao do navio.
Sabores de sorvete italiano
Sorvete de massa italiana da Gelato Squisito, em Itápolis-SP.
Sabores de sorvete italiano
Sorvetes de massa italiana do MSC Preziosa  -
nem é preciso ir tão longe para experimentar esse sabor
                Quer ficar ainda mais com água na boca? Assista ao vídeo abaixo sobre as delícias encontradas em Itápolis:

logo mala

15 de fevereiro de 2014

Escala de navio em Búzios

     O roteiro de escalas do MSC Preziosa na temporada 2013/2014 foi Búzios, Salvador, Ilhéus e Ilha Grande, o mesmo roteiro se repetirá na temporada 2014/2015. A primeira parada é Búzios, já no dia seguinte ao embarque.

Navios ancorados em Búzios - RJ
Dois navios ancorados em Búzios: à esquerda o Grand Celebration e à direita o MSC Preziosa
         Como nunca compro os passeios no navio, comecei a pesquisar, mas desisti antes que começasse a me irritar como já relatei aqui por conta da Tour Shop que se negou a fazer minha reserva antecipada, pois eu era passageira de cruzeiro. Decidi então desembarcar e depois ver o que aconteceria.
     Búzios não tem porto, os navios ancoram próximos à costa e concluem o desembarque em embarcações pequenas, para até 150 passageiros.

Bote de desembarque em Búzios - RJ - navio MSC Preziosa

        Ao chegar ao ponto onde se desce em terra firme é uma verdadeira overdose de oferta de passeios e city tours, a oferta é imensa por isso não é preciso se deixar levar pelo primeiro guia que abordá-lo, quanto mais afastado estiver do local de desembarque (estou falando em metros) mais baixo os preços e mais fácil de negociar. Assim que chegamos nos foi oferecido o passeio de Van por R$40,00, sem possibilidade de negociação, alguns passos depois fechamos por R$35,00 por pessoa.

Desembarque do MSC Preziosa em Búzios
As pessoas de amarelo são os vendedores de passeios.
         No navio foram oferecidos sete passeios diferentes em Búzios, variando de USD39,90 a USD69,90, cada adulto. O passeio de Van custava por pessoa USD39,90, que convertidos ao valor do dólar no dia dava R$98, ou seja, economia de R$63 por pessoa para fazer o mesmo passeio. 
     Outro passeio que merece um comentário é o Búzios Trolley Tour que custa no navio USD51,90 (ou R$127,67); já na agência Tour Shop que oferece o passeio sai por R$50,00 e pode ser reservado antecipadamente desde que o solicitante não seja passageiro de cruzeiros. Eu tentei, e a resposta via e-mail foi que não havia mais lugares a não ser aqueles já reservados pelos navios, por isso eu deveria procurar diretamente no cruzeiro. Para desespero de minhas filhas, que ficaram do outro lado da rua, eu passei em frente à agência e resolvi parar para perguntar sobre a possibilidade de um passeio no trolley tour naquele dia. A resposta foi que havia lugares no próximo horário de saída no valor de R$50,00. Claro que quis saber o porquê de não fazerem a reserva quando solicitei por e-mail alegando não haver lugares, mas não houve resposta consistente. O que me deixa indignada não são os italianos da MSC supervalorizando seus produtos, afinal foi para faturar que vieram ao Brasil, o que me deixa indignada são as atitudes desses brasileiros que trabalham com turismo. 
       Pois bem, quem quiser fazer o passeio de Trolley Tour a menos da metade do preço pago no navio, basta desembarcar e caminhar pela Orla Bardot até chegar à agência, mas tenho minhas dúvidas se seria uma boa ideia trocar o conforto da Van com ar condicionado pelo caminhãozinho adaptado que faz os passeios e pagando mais caro. 

City tour em Búzios - RJ

          Como nossa opção era aproveitar o navio ao máximo, dormimos até tarde pegamos a senha para a lancha número 23 e desembarcamos em Búzios próximo às 13h, fizemos o passeio de 1h30min na Van, passeamos pela Rua das Pedras e voltamos ao local de embarque caminhando pela Orla Bardot, sem pressa e sem estresse. 
Bote de desembarque do navio MSC Preziosa
Na lancha, voltando ao navio.

10 de fevereiro de 2014

Transfer para o porto de Santos - Faça as contas

MSC Preziosa ancorado no porto de Santos
MSC Preziosa ancorado no porto de Santos
         Fazer um cruzeiro é maravilhoso, pelo menos na minha opinião, mas envolve muitas escolhas desde o momento de comprar o pacote: navio, data, all inclusive ou não, duração, roteiro, turno de jantar, etc E depois de tudo escolhido, quem mora longe do porto precisa decidir como chegar até ele e depois voltar para casa. 
     No nosso caso, que moramos no interior do Estado de São Paulo, temos que decidir como vencer os 500 km que nos separam do porto de Santos. Vamos às opções:

- Carro próprio - essa meu marido sempre descarta pois para ele (e eu concordo) o stress do trânsito não faz parte das férias. Porém, há quem não se incomode, então junte os valores de pedágio, combustível e estacionamento e faça as contas. A média de valores dos estacionamentos mais próximos do porto é de R$50,00 a diária, com pagamento adiantado. Por exemplo, o Mendes Convention Center Parking  ou o estacionamento do Concais.

- Carro alugado ou Van - de Ribeirão Preto a Santos cobram em torno de R$800,00 por trecho, ou seja, ida e volta seriam R$1600,00. Para quem está em um grupo de 10 a 12 pessoas, a Van é uma ótima opção.

- Ônibus Turístico - as agências da região geralmente indicam a Monte Alegre, que eu já experimentei e não tenho nada contra o serviço, porém, a viagem vem pingando de cidade em cidade nos 500km que separam o porto de minha casa e com isso fiquei quase 10 horas em trânsito. Valor R$280,00 por pessoa, ida e volta.

- Ônibus de linha - nem sempre a opção mais barata é a mais prática ou mais rápida, mas nesse caso foi. Depois de analisar as opções decidimos ir de ônibus, pela Viação Cometa: R$88,12 por pessoa, ida e volta para 4 pessoas ficou em R$707,36 divididos em 10 vezes no cartão de crédito. 

      O 'porém', é que só há um horário de volta direto Santos - Ribeirão Preto, às 23h. Então decidimos passar o dia em Santos antes de seguir viagem e mesmo assim foi foi a opção mais barata:

Van ou carro alugado: R$1600,00

Ônibus da Monte Alegre: R$1120,00 (para 4 pessoas)

Ônibus da Viação Cometa (R$707,36) + diária de hotel (R$208,08): R$ 915,44

        A grande diferença não são os pouco mais de R$200,00 economizados, a grande diferença é o bônus de um dia na praia em vez de um dia inteiro na Rodovia Anhanguera parando de cidade em cidade.
      E parece que a rede hoteleira de Santos descobriu essa dificuldade dos passageiros dos navios e como forma de incentivo para que os turistas permaneçam um dia a mais na cidade (antes ou depois do cruzeiro), alguns hotéis oferecem descontos diante da apresentação do voucher, estacionamento e até transfer para o porto. As coisas estão começando a melhorar.
        Mas a melhor opção, sem dúvida, seria que finalmente o aeroporto do Guarujá saísse do papel; a previsão mais recente (e otimista) é que o aeroporto receba os primeiros voos em 2015. Resta aguardar.
logo mala

5 de fevereiro de 2014

MSC Cruzeiros - mitos e verdades

        Antes de começarmos um esclarecimento: recebi um comentário recentemente que diz que o blog tem opiniões tendenciosas; para mim essa expressão é um pleonasmo pois toda opinião é tendenciosa e o blog é um espaço de divulgação das impressões de seu autor. Não sou jornalista, mas sim professora de Português, e como profissional da linguagem (especialista em redação e oratória) posso afirmar que não existe informação isenta de opinião em nenhum suporte midiático. Agora vamos ao que interessa...
    Como já disse aqui, antes de minha viagem no MSC Preziosa fiquei um pouco tensa com os comentários que li na Fan Page da MSC Cruzeiros, por isso, destaquei alguns dos itens mais comentados para expor o que na 'minha opinião' é verdade e o que é mito

- Os vouchers demoram a chegar
Verdade - Embarquei no sábado e meu voucher chegou dois dias antes, na quinta-feira pela manhã. Mas não entendo o porquê disso ser entendido como um problema que gera tantas reclamações.

- Desorganização no embarque
Em parte - Vai acontecer em qualquer navio, de qualquer empresa, pois o porto de Santos não tem estrutura para atender aproximadamente 10.000 passageiros embarcando e desembarcando quase ao mesmo tempo de vários navios. Cheguei ao porto muito cedo por conta do transfer e antes das 11:30h já estava embarcando. Ao entregar as malas já recebi minha senha para o check-in e o sistema de som faz anúncios constantes, basta estar atento a ele para evitar atrasos desnecessários. Para quem esse tumulto inevitável for muito incômodo, fica a dica de pesquisar uma data em que haja menos navios de passageiros no porto; no sábado, por exemplo, havia dois: o MSC Preziosa e o Sovereign, já no domingo haveria quatro.

Embarque do MSC Preziosa no porto de Santos
Finalmente o momento tão esperado: o embarque
- Desorganização no desembarque
Em parte - Valem as mesmas observações do embarque. Apenas no Preziosa são mais de 4000 passageiros querendo embarcar e o mesmo tanto precisando (mas não querendo) ir para casa. A logística disso exige que os passageiros que desembarcam deixem suas cabines até às 7h15min para que sejam higienizadas e possam receber os novos hóspedes o mais breve possível. Depois de tomar café, nós fomos confortavelmente acomodados no teatro com um animador organizando um concurso de piadas até sermos chamados pela cor da etiqueta da bagagem para o desembarque. Uma queixa interessante (e absurda) que li foi sobre a distância do terminal de passageiros até o navio, exigindo que o trajeto dentro do porto seja feito de ônibus. Ora, o Porto de Santos é o maior da América Latina, tem 14 km de extensão, é impossível que todos os navios de passageiros ancorem ao lado do terminal, principalmente os maiores. E qual o problema em ir de ônibus até lá? Não é isso que fazemos nos aeroportos?

MSC Preziosa ancorado no porto de Santos
MSC Preziosa visto de dentro do ônibus
- Mau humor da tripulação
Mito - Não dá para generalizar assim, entre mais de 1000 tripulantes encontrei alguns menos sorridentes, principalmente aqueles da manutenção das áreas comuns (restaurantes, piscinas, etc), mas no geral são muito atenciosos. Li reclamações sobre a maioria da tripulação ser estrangeira, mas me parece óbvio que o navio não vá trocar todos os seus funcionários em cada país que atracar... ou não? A legislação brasileira exige que 30% dos tripulantes sejam do país, pois assim, além de garantir o conforto do passageiros devido ao idioma, abre oportunidades de emprego; ao todo o Preziosa tem tripulantes de 120 nacionalidades. Eu me deparei com dois tripulantes brasileiros muito simpáticos e prestativos: nosso garçom Amintas e o atendente da loja de excursões Givago que contribuíram para tornar nossas lembranças ainda melhores.

Jantar no MSC Preziosa
Amintas, sergipano arretado que animou nossos jantares.
- Pouca variedade de comida
Ilha de frios no restaurante do MSC PreziosaVerdade, se a referência for o Buffet Inca e Maya que fica no 14º deck, junto às piscinas e por isso é sempre o mais lotado e onde o serviço é menos exclusivo que nos demais. Conseguir uma mesa é tarefa árdua e o restaurante é muito grande com ilhas de alimentos diferentes, mas pouquíssima variação no dia a dia.
Ilha de frutas no restaurante Buffet do MSC Preziosa


Mito, se a referência for o The Golden Lobster (5º e 6º decks) onde é o servido o jantar em dois turnos ou o L'Arabesque (7º deck) que serve café da manhã, almoço e jantar. Os serviços desses restaurantes são ótimos e para o café da manhã e almoço o L'Arabesque é pouquíssimo procurado, o que melhora ainda mais os serviços. As refeições são a la carte e o menu do almoço e jantar não se repetiu em nenhum dia.
Opção do menu do MSC Preziosa
Opção do menu do MSC Preziosa










- Excesso de carboidratos no café da manhã
VerdadeA oferta de pães, bolos, waffles, panquecas, croissantes, doces, etc é tentadora e abundante, a padaria do navio trabalha 24 horas e são utilizados em torno de 1000 kg de farinha por dia! Porém, quem consegue resistir a tantas delícias calóricas pode optar por frutas, frios, iogurte e outras opções mais saudáveis sem sair da dieta.

Pães do café da manhã do navio MSC Preziosa
Resista se for capaz...
Frutas do café da manhã do navio MSC Preziosa
...e alimente-se saudavelmente











- Falta de atenção aos passageiros
Mito - Precisei de ajuda extra por duas vezes: quando o cofre não abria  e quando o questionário de avaliação não chegou à minha cabine no último dia. No primeiro caso ligamos na recepção e fomos prontamente atendidos, no segundo pedi ao camareiro no corredor e ele foi buscar para mim.

- Má qualidade dos alimentos 
Mito - Eu visitei a cozinha e o local de armazenamento dos alimentos e os cuidados são bem rígidos. O navio é abastecido apenas no porto de Santos, portanto, após uma semana no mar, as frutas e legumes realmente não são frescos, mas conservados com rigor a até -27º de refrigeração dependendo do alimento.

Depósito de alimentos do navio MSC Preziosa

- Toalhas e ambientes sujos
Mito - Desde as cabines, os restaurantes, bares e áreas externas tudo estava em perfeita limpeza, com o pessoal da manutenção o tempo todo a postos. As máquinas da lavanderia trabalham ininterruptamente e de acordo com as regras da Anvisa toalhas e lençóis são esterilizados da mesma forma que fazem os hospitais. O que falta são banheiros nas áreas comuns, é preciso andar muito para encontrá-los fora das cabines e os mais acessíveis estão sempre com filas.

Lavanderia do navio MSC Preziosa

- Bloqueio do cartão sem crédito
Mito - Li a reclamação de um passageiro que disse não ter recebido a bebida pedida em um dos bares porque havia excedido o valor do depósito no cartão de bordo. Como optamos por não cadastrar cartão de crédito, fiquei muito atenta a isso com medo de passar por este constrangimento. Carregamos o cartão por 3 vezes com dólares e em duas delas o limite estava estourado em 27 dólares e 70 dólares sem que nenhum serviço solicitado houvesse sido negado.

- Falta de cuidado com as malas
Em parte - A bagagem é a parte mais tensa da viagem seja aérea ou marítima. Nunca se sabe como vai chegar e 'se' vai chegar. Li relatos de malas quebradas, violadas, roubadas... e acredito que tive sorte, pois as minhas chegaram intactas, inclusive os vinhos comprados no navio que despachei nelas devidamente protegidos entre roupas e toalhas.

- A MSC joga lixo no mar
Verdade - Tanto a MSC quanto a maioria das embarcações, sejam navios de passageiros ou de carga, e estão amparados por lei. O que nunca será esclarecido (e provado) é o que havia dentro dos sacos de lixo do vídeo amplamente divulgado e a distância que o navio estava da costa brasileira ou da terra mais próxima, como estabelece a legislação:


Anexo V da MARPOL 73/78 - Regras para a Prevenção da Poluição Causada pelo Lixo dos Navios

Regra 3 - Alijamento de lixo fora das áreas especiais

(1) Sujeito ao disposto nas Regras 4, 5 e 6 deste Anexo:

(a) é proibido o lançamento no mar de todos os tipos de plásticos, inclusive , mas não restringindo-se a estes, cabos sintéticos, redes de pesca sintéticas, sacos plásticos para lixo e cinzas de incineradores provenientes de produtos plásticos que possam conter resíduos tóxicos ou de metais pesados;
(b) o lançamento no mar do seguinte tipo de lixo deverá ser feito o mais longe possível da terra mais próxima, mas em qualquer situação ele será proibido se a distância da terra mais próxima for inferior a:
(i) 25 milhas náuticas para o material utilizado no escoramento da carga, em forros e revestimentos e material de embalagens que flutuem;
(ii) 12 milhas náuticas para restos de comida e todos os outros tipos de lixo, inclusive papéis, trapos, vidros, metais, garrafas, louças e rejeitos semelhantes;
(c) poderá ser permitido o lançamento ao mar do lixo especificado no subparágrafo (b)(ii) desta regra quanto ele tiver passado por um triturador ou moedor e for feito o mais longe possível da terra mais próxima, mas em qualquer situação será proibido se a distância da terra mais próxima for inferior a 3 milhas náuticas. Este lixo triturado ou moído deverá ser capaz de passar por uma tela , cujos furos não sejam maiores que 25 mm.

       O vídeo abaixo é sobre o Lixão do Pacífico, depois de assistir não há como continuar pensando que todo esse lixo tenha apenas um dono.

   


2 de fevereiro de 2014

Um cruzeiro divino: Miami-Santos

Navio MSC Divina

         Cruzeiros viciam. Você acaba de chegar de um, como eu cheguei no último sábado (25/01), e fica louca para fazer outro e conhecer um outro navio. Há três roteiros que estão em minha lista de desejos: uma travessia Europa-Brasil, um reveillon em Copacabana para ver os fogos a bordo e alguns dias em Fernando de Noronha, que só vou conhecer se for assim.
         Agora encontrei mais um roteiro perfeito para sonhar, um bônus proporcionado pela Copa do Mundo: a travessia feita no navio MSC Divina de Miami a Santos (19 de maio) ou de Santos a Miami (16 de julho).
       O navio, que é gêmeo do MSC Preziosa no qual viajamos, foi fretado por um grupo de mexicanos e servirá como hotel flutuante durante a Copa do Mundo, por isso, não receberá passageiros brasileiros durante sua estadia no país (07/06 a 15/07), apenas estão à venda suas duas travessias que têm 19 noites de Miami a Santos e 17 noites de Santos a Miami. Não sei qual será o roteiro feito na costa brasileira com os passageiros mexicanos, mas considerando-se que a seleção do México terá sua base em Santos e jogará em Fortaleza, Natal e região metropolitana de Recife, a torcida mexicana se divertirá muito pelo nosso litoral.
         Por que é um cruzeiro perfeito? 
       Para quem faz travessias, o mais interessante é embarcar no porto internacional e desembarcar no Brasil (e não o inverso), pois o limite de bagagem em voos internacionais é de até duas malas de 32kg cada uma; já no navio são permitidos até 90kg de bagagem distribuídos em 3 malas, o que facilita muito trazer as 'lembrancinhas' compradas na viagem. Além disso passar pela alfândega nos portos é bem mais tranquilo que nos aeroportos. Agora, junte-se a tais facilidades, que o porto de partida é Miami, o paraíso das compras para os brasileiros. Precisa explicar mais?
       Fez suas compras em Miami e embarcou? Agora vem a parte das verdadeiras férias: 19 noites de cruzeiro com escalas em oito ilhas do mar do Caribe!! Se ainda houver dúvidas de que é a viagem perfeita, veja o vídeo de divulgação do MSC Divina aí embaixo.
         Em tempo:  eu não vendo cruzeiros e nem trabalho para a MSC, estou simplesmente sonhando com a viagem perfeita e, no momento, impossível, pois como eu iria ficar quase um mês sem trabalhar entre maio e junho?
          ♪ Sonhar não custa nada... ♫
logo mala