Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 de junho de 2014

Índice - Turista na cozinha

Tag: Turista na cozinha
      O índice de receitas está organizado por ordem de publicação no blog De Turista a Viajante:

- Penne integral com molho de ricota
- Patê verde - sabor de infância
- Torta de massa de pastel
- Molho para churrasco
- Caldo de mandioca
- Gelatina especial
- Frango ao creme de cebola
- Filé de peixe com alcaparras
- Livro de receitas personalizado
- Creme de milho
- Caponata de berinjela
- Omelete de forno
- Bolinho de arroz assado
- Sopa de capeletti
- Receitas tradicionais
- Patriotic Food
- Bolo (verde) de limão
- Taça de suspiro
- Bacalhau em camadas
- Mousse de salame
- Compota de maçã
- Receitas do Brasil

logo mala

28 de junho de 2014

Índice de postagens - Hotéis

Índice - Guest Posts

23 de junho de 2014

Ship Tour - MSC Revela

Piano no Yacht Club
       Nós fizemos o Ship Tour para conhecer os bastidores do MSC Preziosa e adoramos! É um passeio caro, são USD45,90 por pessoa para ver o que só a tripulação conhece, mas valeu muito o investimento.
lavanderia
         Começamos pelo Yacht Club, a parte mais exclusiva da embarcação, onde o navio mais bonito do mundo fica ainda mais caprichado nos detalhes. Depois de conhecer onde ficam as cabines de Sofia Loren, madrinha da MSC na Itália, e Xuxa, madrinha da MSC no Brasil, fomos da parte mais alta do navio para os decks mais baixos, onde se localizam a lavanderia, cozinha, padaria e as cabines da tripulação.
       À primeira vista imaginei que não haveria nada de interessante para se ver em uma lavanderia, que essa seria uma parte dispensável do ship tour, mas não foi. É muito curioso conhecer o ritmo frenético de 24 horas ininterruptas das máquinas e seus operadores lavando, passando e esterilizando tolhas, guardanapos e lençóis.
lavanderia
      A exclusividade no tratamento dos passageiros do Yacht Club é tamanha que até mesmo as máquinas da lavanderia são separadas (essas aí ao lado) e a água é mineral ao invés da dessalinizada que lava as toalhas e lençóis dos simples mortais. Chique, não é? Mas sinceramente acho desnecessário.
Restaurante principal
          A parte mais legal, conhecer a cozinha. Adoramos! Os cuidados com a higiene e para evitar a contaminação de alimentos exige que se cubra roupas e  calçados para visitar a cozinha dos restaurantes, a padaria e a dispensa. Lá conversamos com o chef, fizemos perguntas e vimos o ritmo alucinante da preparação dos alimentos em quantidades descomunais.
Padaria do MSC Preziosa
       Tudo extremamente organizado e limpo com algumas peculiaridades como a inexistência de mulheres nesse setor da tripulação e um único brasileiro trabalhando na cozinha. Dois mistérios não resolvidos apesar das perguntas de alguns passageiros.
Alçougue
     Todo o abastecimento de mantimentos do navio é feito no Porto de Santos em quantidades suficientes para toda a semana, além dos produtos enlatados e outros não perecíveis que são importados e já fazem parte do estoque do navio desde sua chegada ao Brasil.
Ship Tour _ MSC Preziosa
       Esse da foto ao lado é o Givago, tripulante que trabalha na loja de excursões do navio e foi nosso guia no Ship Tour. Excelente pessoa, divertida e competente, faltou uma foto com ele, mas as novidades eram tantas que me distraí quanto a isso. Sorry, my brasilian friend.

Ship Tour _ MSC Preziosa
     Os refrigeradores são apenas para o curto período de tempo entre as delícias ficarem prontas e serem servidas. Não há tempo para ficarem guardadas, o consumo de alimentos é muito alto e exige toda uma logística para evitar dentro do possível os desperdícios.
Ship Tour _ MSC Preziosa
        Os enlatados importados entre outros produtos nacionais. Tudo muito organizado, limpo e bem conservado. Meninos, eu vi!





Ship Tour _ MSC Preziosa
Ship Tour - MSC Preziosa      




    Outra parte muito legal são os bastidores dos shows, a sala de som e luzes, os camarins, os ensaios, o teatro visto a partir do palco, os espaços minúsculos onde os artistas se movimentam nas trocas de figurino e os próprios figurinos (abaixo).
         Como já falei sobre os shows do MSC Preziosa, mesmo com uma estrutura tão boa, figurinos tão ricos, artistas tão talentosos... falta alguma coisa para deixá-los mais atrativos, por exemplo, serem um pouco mais longos, são de apenas meia hora. Eu fiz esse comentário com o diretor de espetáculos, a resposta foi que são curtos para sairmos querendo ver mais no dia seguinte. Sei não...
Ship Tour - MSC Preziosa

      Quem nos apresentou a sala de som e imagens foi um romeno que mostrou de forma exemplar o quanto é importante para o espetáculo um trabalho que na maioria das vezes como expectadores nos passa despercebido.
Ship Tour - MSC Preziosa
        Para finalizar, veio a melhor parte, que não foi anunciada nos folhetos, uma degustação no restaurante Eataly que merece um post só para ele, mas já adianto que é maravilhoso! O chef preparou para nós um filé grelhado que foi servido com vinho. Como brinde ganhamos um avental de cozinheiro com o logo da MSC.

Ship Tour - MSC Preziosa
      No mesmo dia, à tarde houve uma apresentação técnica com o comandante, no teatro, em que todos os passageiros foram convidados a assistir. Foi um complemento ao Ship Tour que, segundo informações da tripulação, tem esse precinho tão salgado quanto o mar justamente para restringir a procura, por isso é limitado ao máximo de 40 passageiros. Givago disse que é apenas para os muito curiosos... e lá estava eu!
logo mala
Leia também:


19 de junho de 2014

Pullmantur - índice de postagens

18 de junho de 2014

Molho para churrasco

Molho para churrasco

Ingredientes
1 copo de vinagre
1 copo de óleo de soja ou milho
4 tomates bem maduros
2 cebolas
2 colheres de extrato de tomate
2 dentes de alho pequenos ou 1
grande
1/2 noz moscada
1 pimenta ardida (calabresa ou
malagueta)
1 folha de louro
salsa e cebolinha

sal a gosto

Modo de fazer
Pique os tomates e as cebolas em quatro pedaços e bata com os demais ingredientes no  liquidificador. Coloque em recipiente tampado e guarde na geladeira.


13 de junho de 2014

Guia do Carnaval - L. F. Veríssimo

         Não estamos no carnaval, mas a Copa do Mundo no Brasil encheu o país de estrangeiros querendo se transformar em foliões. Sendo assim as dicas de Veríssimo serão muito úteis...



         O turista que chega para assistir ao nosso Carnaval pode ter alguma dificuldade em entender o que está vendo e ouvindo nas ruas, nos bailes, nas transmissões de TV etc. e perderá muito do significado da nossa maior festa popular. Por isto preparei um pequeno guia para sua orientação e um glossário com as principais palavras e frases que ele ouvirá durante sua estada.

           Para começar, o que é Carnaval?

         Bem, o Carnaval (pronuncia-se car-nah-val) já existia na Europa quando o Brasil foi descoberto, só que com roupa. Ele veio nas caravelas portuguesas junto com o nosso descobridor, Pedro Álvares Cabral (pay-dro al-va-rays ca-brawl), e aqui incorporou elementos nativos como bateria, baianas, bicheiros, cambistas e, claro, a principal contribuição do Novo Mundo ao rito milenar, a miçanga (miss-ang-ah). No calendário cristão, como se sabe, o Carnaval é a festa do “adeus à carne” que precede a Quaresma. No Brasil é a mesma coisa, só que a gente dá adeus à carne mas ela não vai embora.

* * *

         Quanto dura o carnaval? O carnaval é um tríduo de cinco dias: sexta, sábado, domingo, segunda e terça. Tem uma vez por ano, menos na Bahia, onde o atual Carnaval é o de 1948, que ainda não terminou.

* * *

            Eis algumas expressões que você, turista, ouvirá durante os folguedos (fowl-gay-dos).

          “Oba” (oh-bah) – Palavra de origem nativa. Ouvida pela primeira vez quando os tupinambás viram seu primeiro europeu, que em seguida comeram. Desde então, ficou como manifestação prazerosa da expectativa de comer alguém ou alguma coisa, mesmo hipoteticamente (he-po-tay-etc.).

           “Epa” (eh-pah) – O oposto de “oba”. Usada por quem ouve um “oba” e se apressa a esclarecer que não pode ser com ele.

            “Evoé!” – “Oba!” em Juiz de Fora.

       “Ai!” – Expressão de dor. Como “ouch” em inglês, “ai-o” em italiano, “merde” em francês e “grossenvienerzschipel” em alemão.

            “Ui!” – Expressão dúbia (doo-bia). Tanto pode ser de dor como de alguém cuja espinha dorsal está sendo riscada sugestivamente com um picolé. De qualquer maneira, mantenha-se à distância.

            “É um assalto!” – Significa que você está sendo assaltado, por um meliante (may-lee-anti) ou por um político. Dá para distinguir o político porque, antes, ele pede o seu voto.

             “Light” – Escuro.

             “Polícia!” – Termo de retórica, com pouca utilidade real.

* * *

             E aqui está um pequeno dicionário com frases práticas que poderão ser úteis ao turista no Carnaval, caso ele se perca do guia.

          “Where is the american (ou italian, ou french etc.) consulate?” – Estou apertado. Deve ter sido o angu. Onde tem um toalete por aqui?

              “How much?” – Quanto?

              “WHAT?!” – Ta doido!

              “No, I do not want to hold your ganzá” – Manera, pô.

               “Help!” – Ziriguidum (zee-ree-gui-doom)!

9 de junho de 2014

Yacht Club do MSC Preziosa

Yacht Club do MSC Preziosa
MSC Yacht Club - members only
           O Yacht Club da MSC é 'um navio dentro do navio', como a própria empresa classifica as suas 69 cabines exclusivas, cujos passageiros recebem um tratamento diferenciado, pagando caro por isso. As cabines para até 3 pessoas custam de 25 a 90 mil reais, uma cama extra para o 4º passageiro da cabine pode ser acrescentada por mais 10 mil reais.

O navio visto a partir do Yacht Club
     A área reservada ao Yacht Club localiza-se na proa do navio, acima do 15º deck, o que dá a impressão de que se navega em um iate, devido aos contornos dos ambientes externos. Os mimos desses passageiros tão exclusivos e tão 'caros' à MSC, no sentido literal da palavra, começam na reserva da cabine onde serão listadas suas preferências, por exemplo, a escolha do tipo de lençol entre 5 diferentes fios e do travesseiro que tem 12 opções. Na lavanderia, lençóis e toalhas dessas cabines são lavadas em máquinas separadas das demais. Meninos, eu vi! O sistema de bebidas é all inclusive, a não ser por algumas marcas específicas de champagne francês ou outras bebidas mais sofisticadas ainda que aquelas já disponíveis.
Yacht Club do MSC Preziosa          As já famosas escadarias de cristais Swarovski de alguns navios da MSC são ainda mais ricas no Yacht Club. Enquanto no hall principal do Preziosa (entre o 5º e o 7º decks) ela é branca, de cristais transparentes, no Yacht Club os degraus são amarelos. Os preços dos degraus já foram anunciados com diversos valores, no navio o que foi dito é que cada degrau do hall principal (cristais transparentes) custou 10 mil euros e cada degrau do Yacht Club (pedras amarelas) custou 50 mil euros. Enfim, não importa o valor exato, basta entender que essa área exclusiva tem ainda mais luxo que aquela destinada aos simples mortais e felizes passageiros do navio considerado o mais bonito do mundo.
Yacht Club do MSC Preziosa
       Visitamos o Yacht Club pela manhã, enquanto ainda estava sendo servido o café que não tinha opções diferentes dos demais restaurantes do navio, a não ser pela arrumação das bandejas. O Yacht Club também tem um restaurante exclusivo para as refeições, o La Palmeraie
Yacht Club do MSC Preziosa           O que chamou à atenção foram os ambientes vazios que podem ser vistos nas fotos. Não fomos impedidos de fotografar onde havia hóspedes (desde que usado o bom senso, claro), mas realmente não havia ninguém nesses espaços. Não pudemos visitar nenhuma das cabines, pois todas estavam ocupadas, e onde estavam esses passageiros?
Yacht Club do MSC Preziosa       Dentro das luxuosas cabines sem usufruir do dia lindo? Ou entre os demais passageiros nas piscinas e outros ambientes do navio? Impossível saber, mas em qualquer dessas duas hipóteses o dinheiro investido não estaria sendo bem aproveitado.
Yacht Club do MSC Preziosa
      Por falar em piscina, o Yacht Club tem a sua exclusiva e diferente das outras três piscinas do navio que são cheias com água do mar, essa tem água mineral. Dizem que Sophia Loren, madrinha da MSC, já pediu para que a enchessem de champagne e foi atendida.
Yacht Club do MSC Preziosa
Mais um ambiente vazio
   Para atender a tantas exclusividades, cada cabine tem um mordomo e um auxiliar ao dispor de seus passageiros para fazer e desfazer malas, reservar horários no Aurea Spa, marcar excursões, etc. Minha dúvida continua, onde estavam esses sortudos passageiros que não vimos usufruindo de todos esses serviços? Mistério!
Yacht Club do MSC Preziosa
    O único momento em que percebíamos a presença desses diferenciados passageiros era nos elevadores. Ao colocarem seu cartão de bordo para chamar o elevador, o painel zerava qualquer outro chamado e ia direto para o deck pedido pelo passageiros Yacht Club. Por isso, o elevador passa direto por alguns decks, ou sube ao invés de descer, etc.
       Mas, não importa onde esteja sua cabine, no Preziosa o luxo está por todos os cantos. Divirta-se!
logo mala


5 de junho de 2014

Lixo ao mar

      Hoje comemora-se o Dia do Meio Ambiente e vou recordar um dos assuntos mais comentados no que se refere ao turismo, no início do ano de 2014: o lixo jogado ao mar por um dos navios da MSC (clique para assistir) e gravado por um passageiro.
      O vídeo não deixa dúvidas, o lixo foi realmente jogado ao mar, a questão mais relevante é que crucificar uma única empresa por toda a poluição marítima é simplificar demais o grande problema de descarte de resíduos sólidos do planeta, seja em terra, água ou mesmo no espaço. O navio da MSC jogou o lixo no mar, assim como a grande maioria dos navios faz e há muito tempo é assunto para reflexões, como se vê nesta entrevista de 2011 com Klaus Issen, superintendente de cargas de uma armadora norueguesa.
   Os vídeos abaixo são preocupantes, principalmente por comprovar que o lixo encontrado no mar não tem um único responsável e por isso o problema está bem longe de ter solução.