Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18 de abril de 2015

Montevidéu em escala de cruzeiro


Escala de navio em Montevidéu
MSC Poesia no porto de Montevidéu, anoitecendo.
           Essa foi nossa segunda visita a Montevidéu, as duas em escalas de cruzeiros. Na primeira vez, em 2011, estávamos a bordo do Empress e desembarcamos em um dia chuvoso que não deixou muitas opções a não ser um City Tour contratado no porto (leia aqui). Como não foi exatamente meu dia perfeito na capital uruguaia, planejei uma segunda visita bem diferente, mas não consegui seguir nem minhas próprias dicas já publicadas no blog.

Escala de navio em Montevidéu
Embarcação trazendo o prático para orientações de manobra do navio no Rio da Prata
              Por quê? Bem, novamente o clima não ajudou, o dia estava cinzento, com um vento gelado que chegava aos ossos. Além disso, meus planos foram para uma escala prevista no roteiro entre as 7h e as 13h, o navio mudou a rota e a escala foi das 16:30h às 21:30h, como a grande maioria das atrações e visitas guiadas vão até às 17h, sobraram pouquíssimas opções: ir direto a um ponto de interesse e tentar pegá-lo aberto, passear a pé sem se afastar muito ou o Bus Turístico Montevideo, que pegamos em sua última rota, saindo do ponto inicial às 17:30h.

Escala de navio em Montevidéu
Lojas fechadas no calçadão próximo ao porto.
             Sobrou pouco mais de meia hora para dar uma voltinha pelo calçadão próximo ao porto antes de iniciar o passeio no ônibus turístico. Muitas lojas já estavam fechadas, mas consegui encontrar um mercadinho aberto e comprar as guloseimas deliciosas da La Pataia, pelo menos o paladar ficou satisfeito.

Frutaria próxima ao porto.
Escala de navio em Montevidéu
Um mercadinho aberto, ufa!! O doce de leite está garantido.
              Preciso utilizar de parcimônia para falar de Montevidéu, pois embora nenhuma de minhas duas visitas tenham sido inesquecíveis e deixado um gostinho de quero mais para pensar em uma viagem específica para conhecer melhor a cidade, não sei dizer se a capital do Uruguai realmente não tem os atrativos que me fazem querer voltar ou se não tive tempo suficiente para formar uma opinião consistente sobre o destino.

Comprinhas em Montevidéu
Minhas comprinhas com sabores uruguaios.
                  Enfim, se voltar a Montevidéu será em mais uma escala de cruzeiro, já que uma estadia mais longa não me empolga, mas fazer outro cruzeiro me anima com certeza. Se houver a próxima vez, e os horários permitirem, vou ficar entre duas opções: fazer o Walking Tour amplamente divulgado no porto ou pegar um táxi e ir direto aos pontos que me interessam conhecer.

Escala de navio em Montevidéu
Mapa com trajeto do Walking Tour
               O que me dá vontade de conhecer por lá é o Teatro Sollis e o Estádio Centenário que está meio caído, mas lá se realizou a primeira Copa do Mundo, sou curiosa e adoro estádios. Desta vez os vi só de longe, quando voltamos do passeio com o ônibus turístico já eram quase 20h, até o Mercado do Porto estava fechado, não havia porquê ficar em terra só para passar frio e embarcamos novamente.
Escala de navio em Montevidéu
Teatro Sollis, visto do ônibus turístico.

Escala de navio em Montevidéu
Estádio centenário visto do ônibus turístico.

logo mala


Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.