Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 de junho de 2015

Rio de Janeiro, por Gabi e Fabia


    Para falar sobre a Cidade Maravilhosa convidei Gabi Torrezani e Fabia Fuzeti, do blog Estrangeira. Elas visitaram o Rio de Janeiro por 6 dias e pelo olhar atento das blogueiras, surgem as dicas que seguem:


1- Vocês já viajaram para vários lugares do mundo. O que de especial só o Rio de Janeiro tem para atrair tantos turistas?

A beleza natural! Para qualquer lugar que a gente olha no Rio, é lindo. Praia e montanhas lindas, numa combinação perfeita. O clima é bom, as pessoas são simpáticas. A energia da cidade é boa, as pessoas são menos estressadas que os paulistas, sabem curtir a vida.

2-O Rio de Janeiro dos residentes é diferente do Rio de Janeiro dos turistas? O que a mídia exagera ou deixa de mostrar?

Temos certeza que é diferente, mas não saberíamos dizer como já que nunca moramos lá. A mídia exagera um pouco na questão da violência – pelo menos pra nós que moramos em São Paulo a violência do Rio se parece muito com a nossa – que é imensa, claro, mas talvez por estarmos acostumadas com ela, não nos assusta tanto.

3-A praia preferida de turistas e residentes é a mesma? Se elas são diferentes, em que aspectos?

Podemos falar das praias que visitamos. Ipanema achamos a água muito gelada e o mar puxava muito. Não ficamos muito tempo e fomos para Copacabana, que gostamos mais. Visitamos também a Praia Vermelha que é bem pequena, mas estava melhor para o banho. Era dia de semana e ainda assim estava bem cheia. Nunca fomos nas praias na Barra, por exemplo, que devem ser bem mais para residentes. Ouvimos falar muito bem das praias oceânicas de Niteroi. Só visitamos aquela ao lado no MAC.

4-Quem aproveita melhor o destino: famílias, solteiros, casais em Lua de Mel... Por quê?

Todo mundo! O Rio pode ser bem aproveitado por qualquer um, qualquer idade, qualquer configuração. Se quiser algo sossegado, praia, piscina, natureza, tem muitas opções. Quem quer ir para balada, sair, caçar, também encontra de tudo. Casais em lua de Mel podem fazer vários passeios românticos. Nos só achamos meio difícil na parte de balada pois gostamos de rock e gótico, e nesse ponto não tem muito o que fazer. O Rio não é uma cidade muito roqueira. Mas já nos acabamos em quadra de escola de samba. rs

5-O que é só para turista ver e muitos moradores nem conhecem?

Primeiro Bondinho
Tivemos a impressão que muitos cariocas nunca puderam ir ao Pão de Açúcar, por exemplo. Para uma grande parcela da população é muito difícil pagar R$ 62 para visitar o Pão de Açúcar. Deveria ser gratuito para os moradores da cidade, ou pelo menos eles deveriam pagar um valor simbólico.

6-Há alguma dica para quem quer ser mais que ‘turista’ na cidade e inserir-se no cotidiano do carioca?

Que tal pegar a barca e passar o dia em Paquetá ou Niterói? Passear por uma das feiras locais e comer tapioca ou pastel? Tomar um caldinho de feijão preto num boteco?

Praia Moreninha, Ilha de Paquetá
7-Dica para quem tem apenas o final de semana para visitar o Rio: que lugares não pode deixar de ir?

Pão de Açúcar, Morro de Santa Theresa, Confeitaria Colombo, Copacabana, Lapa, Palácio do Catete. 
Confeitaria Colombo
8-De quantos dias seria o ideal de uma estadia para conhecer os pontos mais interessantes?


Mínimo de 4 dias. Nós ficamos 1 semana e não foi suficiente para ver tudo. E nós saíamos de casa cedo, em torno de 9 horas da manhã e voltávamos depois das 22h ou mais. Nem assim conseguimos ver tudo o que queríamos. Acredito que o ideal é uns 10 dias. 

9-Para quem está começando a planejar a viagem:
- melhor época do ano para se visitar: 


Nós fomos em outubro e a temperatura estava agradável. Estava quente, mas não insuportável. Já pegamos 44 graus no Rio em janeiro em outra ocasião e não foi fácil.


- melhor lugar para se hospedar:

Já ficamos no Flamengo, na Glória, na Lapa e na Barra. Flamengo, Gloria e Lapa estão próximos de vários pontos de interesse, como a própria Lapa, o centro, Palácio do Catete, Outeiro da Gloria, etc e facilmente dá para pegar o metrô e ir para Copacabana e Ipanema. E os preços são melhores para hospedagem e alimentação. A Barra está longe pacas, funciona se você vai pro Rio para ver algum show (normalmente são lá). Mas depois vai levar duas horas de condução para chegar na zona sul (o que inclui o aeroporto).- um hotel aprovado:
Sempre ficamos em casa de amigos.


10-Só pode dizer que conheceu um pouco do Rio de Janeiro quem:


- Fotografou do Pão de Açúcar. Apesar de caro, a vista lá de cima é absurdamente linda.

- Passeou pela Lapa e pelo centro do Rio.

- Conheceu Santa Theresa.

- Visitou a Pedra do Arpoador e viu o pôr-do-sol dali.

- Jantou no Bar da Mureta e na Adega Pérola.

- Encontrou algum ator da Globo pela rua. Sempre se vê alguém. A Carolina Ferraz já estava atrás de mim na fila do cinema e já entrei na padaria com o André Marques.

- Assistiu a um ensaio de escola de samba.

- Participou de um bloquinho no carnaval (esse ainda não fizemos, mas está na nossa lista!).


- Levou de lembrança um bronzeado carioca rs...

11-O que faltou dizer aos turistas e viajantes sobre o Rio de Janeiro?

Não deixem de visitar o Rio! Um dos lugares mais lindos do planeta! Pode ser um pouco perigoso em relação a assaltos, assim como qualquer outra cidade brasileira. Mas basta ficar esperto e não carregar nada de valor.


facebook.com/EstrangeiraViagens
instagram : @estrangeiraviagens

Mais dicas de quem visitou o Rio de Janeiro nos blogs:

- Estrangeira - Brasil, Rio de Janeiro
- Viagens invisíveis - Rio de Janeiro
- Passo a passo para o mundo - O Rio de Janeiro continua lindo!
--------------------------------48 horas perfeitas no Rio de Janeiro

Compre seus ingressos para atrações do Rio de Janeiro aqui.

Leia a mesma entrevista respondida por uma residente:
Rio de Janeiro, por Mônica Nóbrega


4 comentários:

  1. Gostei da entrevista! Conheci o blog Estrangeira no final do ano passado, durante a brincadeira do viajante secreto, eu as tirei e enviei um cartão de São Paulo ;)
    Quanto ao Rio tenho um "caso antigo" com esta cidade, desde a barriga da minha mãe. Na minha infância férias era sinônimo de Rio de Janeiro kkkk
    As dicas foram ótimas, incluiria o óbvio Corcovado e a belíssima vista que proporciona aos visitantes.
    Já para os turistas se inserirem mais no cotidiano carioca, Paquetá é uma boa mesmo. Eu amo aquele lugar. Incluiria também: ir ao menos em uma das milhares rs de frutarias ou casas de sucos que há no Rio, correr ou caminhar no Aterro do Flamengo ou Lagoa Rodrigo de Freitas e fazer comprinhas no Saara (a 25 de Março carioca hahaha).

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o post! Parabéns. Como carioca que também gosta de rock, concordo que a cidade não é muito roqueira.. tem que estar muito informado e procurar bastante para conseguir programas desse tipo. Eu sugeriria os bares Calabouço e Heavy Duty, na Zona Norte. Aliás, o pessoal da Zona Norte é bem mais roqueiro, vide a galera da Jovem Guarda, que surgiu de lá, enquanto o povo (chato rsrs) da Bossa Nova ficava por Ipanema e olhe lá. Sobre visitar o Pão de Açúcar, a dica para cariocas é ir durante a promoção Carioquinha, que a Prefeitura costuma fazer na baixa temporária. Basta apresentar um comprovante de residência e pagar mais barato. Abraços, Carlos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos, valeu a dica dos bares de rock no rio :) Da proxima vez ja sei onde ir. No passado cheguei a ir em noites góticas na cidade, mas isso foi no começo dos anos 2000. Nem sei como anda a cena agora.
    Legal saber que tem esse projeto Carioquinha. Realmente necessário. Sabe dizer quanto fica a entrada para o Pao de Açucar nessa promoção?

    Oi Simone! Bom te rever por aqui! :)
    Acabei de lembrar das barracas de salada de fruta por quilo! Esquecemos disso. Sao maravilhosas! Comemos numa em Niterói. Almoçamos salada de fruta e foi incrível. As casa de sucos são ótimas. Mandamos ver no açaí. E esquecemos também dos produtos da Granado que são ótimos e no Rio tem muitas lojas e com produtos que não achamos em SP!

    Abraços para todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabia! Que bom que ajudei. Eu também não conheço a cena gótica, mas o mais perto que você pode chegar de um rock alternativo é nesses e em alguns outros poucos lugares no Rio. Sobre o Carioquinha, a nova edição vai começar em breve, mas eles ainda não divulgaram as datas. Que eu me lembre, o desconto é de 50% nas atrações. Você pode acompanhar por aqui: https://www.facebook.com/ProjetoCarioquinha. Abraços, Carlos.

      Excluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.