Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

31 de janeiro de 2015

Santos - índice de postagens

29 de janeiro de 2015

Feriados de 2015

     Junto com o mês de janeiro terminam as férias. Hora de analisar o calendário para ver quando poderemos organizar a próxima viagem. Que sejam bem vindos os feriados de 2015!

Férias na praia


Janeiro
1º (quinta-feira) - Ano Novo


Fevereiro
17 (terça-feira) - Carnaval
18 (quarta-feira) - Cinzas


Março
Nada!!


Abril
03 - (sexta-feira) Paixão de Cristo
05 - (domingo) Páscoa
21 (terça-feira) Tiradentes


Maio
1º (sexta-feira) Dia do Trabalho


Junho
04 (quinta-feira) Corpus Christi


Julho
Férias escolares
09 (quinta-feira) Revolução Constitucionalista (Estado de São Paulo)


Agosto
Nada!!


Setembro
07 (segunda-feira) Independência do Brasil


Outubro
12 (segunda-feira) Dia de Nossa Senhora Aparecida
15 (quinta-feira) Dia do Professor


Novembro
02 (segunda-feira) - Finados
15 (domingo) - Proclamação da República


Dezembro
25 (sexta-feira) Natal
mala


25 de janeiro de 2015

Fotos de Águas de São Pedro - SP

Águas de São Pedro

Clique para ampliar e folhear o álbum.

21 de janeiro de 2015

Fernando de Noronha, por Sig Bergamin

Capa do livro Adoro, de Sig Bergamin
  Em um domingo de dezembro/2014, zapeando pela TV o programa de Regina Casé conseguiu me prender a atenção pois lá estava Sig Bergamin. O arquiteto e decorador é autor entre outras obras do livro "Adoro!" que não poderia ter outro nome pois é folhear e se apaixonar pelas lindas imagens antes mesmo de ler e ficar ainda mais encantada.
  Tenho o meu desde seu lançamento em 2002 e, vendo o autor, me deu aquela enorme vontade de reler o livro onde encontrei o texto que reproduzo abaixo.


Fernando de Noronha

       Foi amor à primeira vista: eu, que já havia visto tanta coisa sobre a terra, lá me encantei com o que havia sob a água. Noronha é hoje a minha praia, longe que seja, mas quem se importa com distância? Se achasse que longe fosse empecilho, não teria chegado nem a Rio Preto...
         Durante muito tempo frequentei Camburi, no litoral norte de São paulo. Já tinha, nessa altura, outras preferências de praias bacanas mundo afora: Bali, Puket, Cote d'Azur... cada uma com seus encantos, mas nenhuma delas com aquela natureza intocada e selvagem de Fernando de Noronha, nenhuma com aquele fundo de mar tão exuberante!
      Pelo menos quatro vezes por ano ponho sunga, chinelos, bermuda e camiseta em um uma malinha, arrumo o equipamento de mergulho e aterrisso lá, onde tudo me agrada. Se não dá para mergulhar - meu prazer - máximo - , faço caminhada, vou à praia, visito meus amigos, Zé Maria, Sérgio Salles, José Gaudêncio, jogo conversa fora, danço forró no bar do Cachorro. Conheço e sou praticamente amigo de todo mundo. Já me hospedei em casa de muita gente e sinto-me recebido de braços abertos.
         A conquista do mar, entretanto, foi um pouco mais lenta. Uma história de contemplação, flerte, namoro, aproximação, afastamentos... Cresci menino da terra, por isso não é fácil enfrentar o mar e se entregar sem restrições; demorou, mas quando consegui a entrega foi total. Na primeira vez, em 1999, mergulhei com o instrutor e um monte de outros turistas. Uma deliciosa farofada subaquática! gostei tanto que, ao voltar a São Paulo, entrei na escola de mergulho e saí com carteirinha de mergulhador. Mais confiante, cada vez que ia para Noronha desejava ir mais fundo. Comecei descendo quinze metros e hoje já chego aos quarenta e cinco. Não sei se aina é o meu limite...
       Perdi o medo de tubarão, cavernas, peixes estranhos. Mergulho com calma para apreciar e surpreender-me com a gama infinita de cores dos corais, seus tons de amarelo e vermelho que me deixam extasiado. Nunca me canso de ver aqueles peixes multicoloridos e suas formas diferentes de tudo o que a gente conhece e absolutamente perfeitas, proporcionais. É uma viagem alucinante e alucinógena! Com minha velha e arrraigada mania de fotografar tudo, tornei-me paparazzo do fundo do mar. Já perdi umas três câmeras nessas empreitadas, nadando cada vez mais fundo atrás de um peixe desconhecido.
      Trago comigo marcas da ilha tatuadas no corpo: um golfinho no pulso e um sol nas costas.; Ambas são discretas, mas estão ali para me lembrar de que existe um paraíso onde posso me refugiar quando bate o cansaço, o estresse, o enfarto da cidade grande. E volto para lá com prazer sempre renovado. Faço parte do elenco fixo de entrevistados da TV Golfinho, como salada de tomate verde, que jamais comeria em casa, amo ver o pôr-do-sol no mirante, comer queijo coalho assado, preparar sushi no barco com peixe pescado na hora... Antes que me crucifiquem, aviso que só pesco em épocas permitidas e jamais pesquei camarão e lagosta. Preservo o país que me acolhe.
    Dei também minha contribuição para tornar Noronha mais bonita, se isso ainda é possível. Pintei todo o centro histórico com cores bem brasileiras, fortes, vibrantes. Quando pude encontrar a documentação antiga, preservei a cores originais; quando não a encontrei, usei minha imaginação. O resultado? Só inda lá para conferir.
         Esse meu encontro com Noronha me deu outra perspectiva do mundo e da vida. Eu, bobinho, imaginava que passeio era Paris, Nova York, Oriente... Realmente são lugares maravilhosos, mas quando quero descansar a ilha é meu porto seguro. Não a troco por nada. Afinal, não existem dois paraísos sobre a Terra!

Conheça um puco mais de Sig Bergamin em seu canal do YouTube:




16 de janeiro de 2015

Check list para cruzeiro marítimo

         Escolher um cruzeiro é bem cheio de detalhes (navio, tipo de cabine, roteiro, data, turno do jantar. all inclusive ou não...) mas a partir do momento do embarque é só alegria 24 horas por dia. Como estaremos em alto mar grande parte do tempo, ou dependendo do roteiro em países estrangeiros, arrumar as malas exige um pouco mais de atenção. O MSC Poesia (no qual embarcaremos amanhã) será nosso quarto cruzeiro, então já deu pra aprender algumas coisinhas:



Malas
- Não há limite de bagagem, o que é ótimo, pois a vida diurna e noturna do navio são completamente diferentes. Até o por do sol: shorts, biquíni e saída de banho; a noite chega trazendo vestidos e salto alto para os restaurantes, bares e teatro.
- Mas não se empolgue e exagere na bagagem por vários motivos: 1º Se o trajeto casa/porto/casa for feito de avião, não se esqueça dos 23kg permitidos pelas companhias aéreas. 2º Em um carro que transporta 4 pessoas onde irão tantas malas? 3º As cabines são apertadas e ficar tropeçando em malas não é agradável. 4º Quanto mais bagagem levar, mais malas para procurar no desembarque.
- Eu sempre levo uma bolsa de viagem vazia dentro da mala para acomodar as compras na volta.
- Deixe uma roupa leve e chinelos na bagagem de mão para embarcar e começar a usufruir de tudo, pois provavelmente você chegará à cabine antes de sua mala.

Remédios 
- Os enjoos são o maior medo de quem pensa em fazer o primeiro cruzeiro, por isso, consulte um médico e não esqueça os remédios contra enjoos. Falei sobre eles aqui.
- Uma necessaire com uma pequena farmacinha sempre vai comigo: band-aid, spray secante, antitérmico, analgésico, xarope, remédios de uso frequente, remédios contra enjoo... enfim, em alto mar não haverá uma farmácia logo ali para comprar aquele medicamento esquecido.

Seguro Viagem
- Em viagens marítimas sempre fazemos algum seguro. Felizmente nunca utilizamos, mas o atendimento médico no navio é caríssimo, por isso prefiro me prevenir.

Dinheiro
- Dólar, pesos, real ou cartão de crédito? Tudo nos navios é cobrado em dólares, mas é possível pagar em reais de acordo com a conversão feita no carregamento do cartão de bordo. Como a cotação "do navio" costuma ser um pouco diferente daquelas aplicadas em terra, eu prefiro levar em dólares e saber exatamente quanto estou gastando.
- Se o destino for  a Argentina, lá os preços já estão em real, dólar e peso, aceitam tudo. Com o dólar desvalorizado em relação ao real, acho mais vantajoso levar a moeda argentina. Às vezes os pesos argentinos precisam ser encomendados dependendo da casa de câmbio, então organize-se.
- Cartão de crédito não é uma boa em uma época de tanta instabilidade do dólar, mas se pretende usá-lo não esqueça de ligar na administradora e avisar em que país estará, pois do contrário podem bloqueá-lo por segurança.
- Se for possível levar a moeda local (pesos argentinos, pesos uruguaios, dólar) não se perde tempo para fazer o câmbio. Como as escalas são bem corridas, às vezes apenas algumas horas, tente ganhar tempo,

Documentos
Confira se está levando tudo:
- Vouchers;
- Carteira de identidade ou passaporte;
- Cartões do seguro viagem;
- Autorização de viagem para menores desacompanhados;

Proteção solar
- Aumente o fator de proteção, pois em alto mar o sol queima mesmo!!
- Além disso, chapéu e óculos serão muito bem vindos;
- Cremes ou loções pós-sol também devem ir na mala.

Porta-crachás
- Faz muita falta, pois toda hora você precisará tirar seu cartão do bolso ou da bolsa para pagar tudo. O navio também vende, mas custam caro, melhor passar na papelaria e levar alguns de casa.

Tomadas
- O padrão de plug de 3 pinos é exclusividade brasileira (aff!) portanto analise os carregadores (celular, câmera, tablet, etc) e outros aparelhos elétricos que irá na mala e providencie os adaptadores adequados.
Tomadas disponíveis no MSC Poesia
Escalas
- Os passeios oferecidos no navio para cada escala são caros, então analise os destinos antes e veja as possibilidades do que pode ser feito em cada um. Desta vez pararemos em Punta del Este, Buenos Aires (2 dias) e Montevidéu, três cidades que já visitamos em outros cruzeiros, então o objetivo é sair do city tour básico e conhecer outras coisas. O lema aqui será "menos é mais". Provavelmente haverá mudanças, mas por horas os planos são:

Punta del Este
- Pegar um táxi no local de desembarque e ir até a Casa Pueblo. Depois parar na Avenida Gorlero (comércio) e seguir caminhando por ela até o porto onde os lobos marinhos são a atração bônus.

Buenos Aires
- 1º dia: Roteiro de oito horas pré-definido, em minivan alugada, com guia. Só lugares que nos interessam. Perfect!
- 2º dia: Roteiro de cinco horas para ver o que ficou faltando. Nosso guia será o Pablo Blacher.

Montevidéu
- Táxi do aeroporto até o centro da cidade para conhecer o teatro Solis e o Museu do Carnaval que fica próximo ao porto.
- Voltar ao Mercado do Porto para um passeio e embarcar novamente (o porto fica em frente ao mercado).

Depois eu conto como foi.
mala


14 de janeiro de 2015

Nossa página no Slide Share

               
                Nossa página do Slide Share tem dez novos guias em PDF: Argentina, Brasil, Colombia, Cordoba, Las Vegas, Madrid, Projeto Boa Viagem, Rio para Festeiros, San Diego, Washington
No total são mais de 50 arquivos, é só baixar e guardar.


      Mais uma dica grátis: a rede de supermercados Dia publica bimestralmente uma revista com receitas, dicas de moda e destinos turísticos brasileiros, entre outras curiosidades. Em nosso Slide Share há um recorte de várias edições (ed.37 a ed.43) com as páginas sobre turismo: Serra Fluminense, Florianópolis, Vale dos Vinhedos, Viagem Solo, Parques Nacionais, Minas em 3 atos
       Clique aqui para cadastrar-se e receber a revista em casa, ou aqui para ler as edições completas online.


Revista Dia from De Turista a Viajante


13 de janeiro de 2015

Batata diferente

Batata diferente

         Uma receitinha de microondas pra quando a fome estiver aliada àquela vontade de comer algo diferente e gostoso.

Ingredientes
Batatas grandes descascadas na quantidade desejada.
Bacon fatiado
Cebola fatiada
Tomate em rodelas
Requeijão
Azeite
Sal

Batata recheada com bacon e cebola

Modo de fazer

                  Fatie as batatas sem chegar até o final, ou seja, sem separar as rodelas. Em cada um dos vãos que se formarão coloque as fatias de cebola e de bacon. Acomode em uma forma refratária sobre as rodelas de tomate. Sobre cada uma salpique o sal e regue com um fio de azeite. Acrescente requeijão sobre cada uma e leve ao microondas até ficarem macias.

Substituições

- Também podem ser enroladas em papel alumínio e levadas ao forno convencional, porém demoram muito a ficar prontas;
- Troque o requeijão por molho brando e polvilhe com queijo ralado grosso;
- Troque o bacon por linguiça calabresa.

Bom apetite!
mala



9 de janeiro de 2015

Proteção aos direitos do turista

        Férias!! Não deixe que nada estrague o prazer de sua viagem. Para guardar apenas boas recordações, conheça seus direitos. O guia abaixo foi preparado pelo Procon. Folheie a publicação ou baixe em .PDF pelo link.

Guia de orientações sobre os direitos do turista



Publish at Calameo or read more publications.

logo mala


5 de janeiro de 2015

Curso Viajar Barato

Consegui me diplomar, agora sou comprovadamente turista. Ou viajante? 

Brincadeiras à parte, o atestado abaixo é de um dos minicursos online e gratuitos oferecidos pelo programa Acessa São Paulo . Além do Viajar Barato, também está disponível o Empreender no Turismo, Turismo Receptivo, Como arrumar uma mala de viagem e, entre outros, o mais importante para quem quer viajar muito: Controle suas finanças pessoais. 
Os certificados gerados não habilitam ninguém a se apresentar como turismólogo, mas há boas dicas para quem quer viajar muito em 2015, 2016, 2017...

Certificado do curso
Veja outros cursos sobre turismo aqui.
logo mala

1 de janeiro de 2015

Minhas pequenas felicidades

     Em junho de 2012, foi criado pela ONU o "Dia Internacional da Felicidade". A ideia é promover a felicidade entre os povos do mundo e assim evitar as gerras e os conflitos. Mas para ser feliz não existe dia certo, concorda? Se não for possível a felicidade plena em todos os dias do ano, que a vida nos presenteie com 'pequenas felicidades' que possam tornar todos os nossos dias mais agradáveis.
     Inspirada em Martha Medeiros, que escreveu sobre "Pequenas Felicidades", e para chamar as boas energias para o ano que se inicia, fiz a listinha de minhas pequenas felicidades. Aqui não entraram as viagens, pois esta felicidade é obvia e grande, assim como os vínculos afetivos, as bênçãos divinas, a saúde, a harmonia em família que sempre vêm em primeiro lugar.

- Dormir com minha Minnie cor-de-rosa
Pelúcia da Minnie



    






- Maratona de The Big Bang Theory
Capas dos DVDs da série The Big Bang Theory









   





- Colecionar bichinhos de vidro

Bichinhos de Vidro de Poços de Caldas
















    

- Guardar as rolhas dos vinhos que bebemos em viagens.
Rolhas












- Happy hour com os amigos
Cerveja com os amigos















- Lençóis coloridos e perfumados
Lençóis de malha














- Ver meu time campeão
Estádio do Morumbi









- Ipê florido para alegrar o dia de trabalho
Ipê da escola Anna Passamonti Balardin












- Comida japonesa pedida em casa
Comida japonesa











- Comer chocolate sem culpa
Chocolates de Gramado












- Livros, livros e livros. 
De preferência em feiras cheias de descontos
Livros










- Sabonetes artesanais 
que perfumam até a alma
Sabonetes artesanais





- DIY - Fazer algo com suas próprias mãos e gostar do resultado
Tapete medusa















- Feirinha de artesanato
Objetos de feira de artesanato



- Uma receita que deu certo
Cestinhas de frango com catupiry














E você?
Já pensou em suas pequenas felicidades?
logo mala