Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 de julho de 2016

Museu itinerante sobre as Olimpíadas

Museu Itinerante Se prepara Brasil
Caminhão da Bradesco Seguros, no Quarteirão Paulista, em Ribeirão Preto
     Para preparar a torcida brasileira para receber o maior evento esportivo do mundo, realizado na América latina pela primeira vez na história, a Bradesco Seguros, patrocinadora oficial dos jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, está rodando o país de norte a sul com duas carretas que levam cidade a cidade o museu itinerante 'Se prepara Brasil'. O final dessa jornada será o Rio de Janeiro onde as duas carretas se encontram e permanecem de 05 de agosto a 18 de setembro de 2016.


Museu Itinerante Se prepara Brasil
Os mascotes Vinícius e Tom em pelúcia e Tom inflável

    Entre vídeos, fotos, cartazes, objetos esportivos, tochas, mascotes, medalhas, etc conta-se um pouco da história das Olimpíadas que começaram na Grécia, em 776a.C.. Por isso, o fogo olímpico sai de Olímpia, na Grécia, a cada quatro anos e dá a volta ao mundo até chegar a cidade sede dos jogos, que em 2016 será o Rio de Janeiro. O revezamento da tocha olímpica é o símbolo mais tradicional dos jogos, por isso, o nome de quem acenderá a pira no estádio olímpico é um segredo revelado apenas minutos antes da cerimônia acontecer.  A exposição tem as tochas de Londres/2012, Atenas/2004 e do Brasil/2016 com a qual é possível fotografar bem de perto.
       No Brasil, a torcida e a expectativa tem nomes como Pelé, Oscar Schmidt, Gabriel Medina, Vanderlei Cordeiro de Lima, Hortência, Gustavo Kuerten, entre outros. Em quem você aposta?
         

Museu Itinerante Se prepara Brasil
No pódio com os mascotes Vinícius e Tom
        E por falar em atletas brasileiros, sua história nos jogos olímpicos começa com uma delegação de 19 atletas homens, na Antuérpia (Bélgica), em 1920, onde ganhamos nosso primeiro ouro olímpico. Ao todo conquistamos, entre 1920 e 2012, o total de 108 medalhas: 23 de ouro, 30 de prata e 55 de bronze. Treze esportes já subiram ao pódio dos jogos olímpicos representando o Brasil, cinco deles em destaque por trazerem 83 medalhas brasileiras: vôlei, iatismo, atletismo, judô e natação. Os atletas brasileiros com mais medalhas olímpicas são os velejadores Robert Scheid (2 de ouro, 2 de prata e 1 de bronze) e Torben Grael (2 de ouro, 1 de prata e 2 de bronze). O esporte que mais deu medalhas ao Brasil foi o vôlei com 20 medalhas nas modalidades quadra e praia juntas.

Museu Itinerante Se prepara Brasil
A estrutura externa do museu itinerante e objetos de seu Interior:
cartazes das olimpíadas de 1920 e 1924, raquete antiga e comparação entre sapatilhas de atletismo do século 20 e atuais.
        Entre os objetos expostos no museu itinerante estão cartazes das primeiras Olimpíadas com atletas brasileiros (1920 e 1924), uma antiga raquete de badminton e calçados usados no atletismo, permitindo uma comparação entre a rusticidade do couro com pregos de metal de 1920, com a tecnologia das atuais sapatilhas feitas de nailon, EVA e couro sintético.

Museu Itinerante Se prepara Brasil
No interior do caminhão: mascotes da Olimpíada de Sidney, em 2000, medalhas
e a coleção de moedas comemorativas de R$1,00 lançada no Brasil, em 2015.
     A exposição remete ao passado, eu a resumiria na palavra 'recordações', pois mesmo aos não-esportistas será impossível não se lembrar de já ter visto os fofíssimos mascotes de cada edição, os logotipos tão mostrados a cada quatro anos, a emoção das competições registradas em vídeos e reviver um pouco das emoções de uma Olimpíada. 
     Passeando pelas telas interativas dos totens no interior da carreta, minha memória afetiva identificou a primeira Olimpíada de que guardo recordações: a de Moscou, em 1980. O urso-mascote com cinto dos arcos olímpicos me pareceu muito familiar, mesmo tendo mais de três décadas. Já pensou nisso: Qual é a Olimpíada mais antiga de que você se lembra? Quando os cinco aros coloridos passaram a fazer parte de seu cotidiano?
Museu Itinerante Se prepara Brasil
Tocha Olímpica de Londres - 2012
        Os cinco aros olímpicos também estão presentes nas tochas e em outros símbolos e objetos utilizados dos jogos. Eles simbolizam a união entre os cinco continentes e cada cor representa um continente, sendo o anel azul correspondente à Europa, o anel amarelo à Ásia, o preto à África, o verde à Oceania e o vermelho às Américas. 
Museu Itinerante Se prepara Brasil
Tocha Olímpica de Atenas - 2004
Museu Itinerante Se prepara Brasil
Tocha Olímpica do Brasil - 2016
         Entre abril e junho, as carretas passaram por Vitória-ES, Porto Seguro-BA, Itabuna-BA, Salvador-BA, Feira de Santana-BA, Aracaju-SE, Maceió-AL, Recife-PE, João Pessoa-PB, Natal-RN, Fortaleza-CE, Teresina-PI, Campo Grande-MS, Londrina-PR, Cascavel-PR, Santa Maria-RS, Caxias do Sul-RS (Carreta 1). 
     A Carreta 2 passou no mesmo período por Goiânia-GO, Brasília-DF, Palmas-TO, São Luiz-MA, Belém-PA, Cuiabá-MT, Porto Velho-RO, Rio Branco-AC, São Paulo-SP, Osasco-SP, Campinas-SP, Ribeirão Preto-SP, ficando de 2 a quatro dias em cada cidade.

Museu Itinerante Se prepara Brasil 
Museu Itinerante montado em frente ao Quarteirão Paulista

     Até o encontro das duas carretas no Rio de Janeiro, em agosto/2016, elas ainda passarão por:

* Carreta 1 - azul
- Porto Alegre-RS - 02/07 a 04/07
- Florianópolis-SC - 06/07 a 07/07
- Joinvile-SC - 09/07 a 10/07
- Curitiba-PR - 12/07 a 13/07
- Barueri-SP - 15/-7 a 19/07
- Sorocaba-SP - 21/07 a 23/07
- Santos-SP - 25/07 a 27/07
- S. J. dos Campos-SP - 29/07 a 31/07

* Carreta 2 - vermelha
- Franca-SP - 03/07 a 04/07
- S. J. Do Rio Preto-SP - 06/07 a 08/07
- Uberlândia-MG - 10/07 a 13/07
- Montes Claros-MG - 15/07 a 17/07
- Gov. Valadares-MG - 19/07 a 21/07
- Belo Horizonte-MG - 23/07 a 27/07
- Juiz de Fora-MG - 29/07 a 31/07
   
         E então? Não vai perder, não é?

Museu Itinerante Se prepara Brasil
Ginga, a mascote do Time Brasil
          Além dos mascotes Olímpicos de 2016, Vinícius e Tom, a delegação brasileira de atletas olímpicos também tem sua própria mascote - Ginga - uma onça pintada cheia de habilidades, veja no vídeo abaixo. Tomara que nossos atletas sejam inspirados por ela e sintam a magia de ser campeões dentro de seu próprio país. Estamos na torcida!
logo mala


3 comentários:

  1. Eu vou perder porque moro na "roça", Sil, mas achei bem legal a ideia desse museu itinerante para animar a torcida que, a par de tudo que está acontecendo no país, tem razões de sobra para não se animar com coisa alguma.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Orgulho de ter participado desse grande evento. Tendas + Infláveis Orvalho do Sol.

    ResponderExcluir

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.