Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 de outubro de 2017

Viajando no Brasil: Quais áreas possuem maior risco de Malária?

Image de Portal Saúde
Fonte: http//portalsaude.saude.gov.br 
       A malária é considerada uma das doenças mais perigosas atualmente, também designada de paludismo. Esse é um dos maiores riscos para aqueles que viajam para o exterior, e para lugares onde a malária é predominante. Todos os anos morrem milhões de pessoas infetadas com malária, por isso, é importante se precaver.

       O Brasil é um dos países com grande risco de exposição à malária. Se está de viagem pelo país, é bom se informar em quais regiões a doença está mais presente. Caso viaje para uma delas, é importante se consultar com seu médico para iniciar tratamentos antimalários, os quais variam de acordo com o fator de risco.

Malária no Brasil 

          O Brasil apresenta aproximadamente 42% dos casos registrados de malária na América. No ano de 2015 se confirmaram cerca de 143 mil casos no país, que diminuíram em 2016 com o menor número registrado em 35 anos. Infelizmente, em 2017, os números de infectados voltaram a subir, com casos registrados em Rondônia, Tocantins, Piauí, Roraima e até no Rio de Janeiro, entre outros Estados
     Marcelo Urbano Ferreira, especialista na doença, revela que a grande dificuldade na eliminação da malária reside precisamente no tamanho do país. Isso requer uma grande complexidade logística, além da necessidade de lidar com o isolamento das várias centenas de comunidades da Amazônia, onde a malária é endêmica.

Mosquito transmissor da malária
Anopheles gambiae: mosquito transmissor da malária
Zonas de Maior Risco

        Antes os garimpos eram o que mais preocupavam, apesar de continuarem importantes focos de transmissão, especialmente na fronteira, já não são o principal foco da doença. Atualmente, a região onde se observa o maior número de casos de Malária é no vale do rio Juruá, Acre. São 120 mil pessoas, onde em 2014 se registraram 1/3 dos casos de malária do Brasil.
    No país, os casos de malária se concentram na região da Amazônia. O Acre é um dos estados mais afetados, mas também se registram milhares de casos no Maranhão, Amapá, Mato Grosso, Rondônia, Pará, Tocatins e Roraima.
    Saindo da região amazônica, é quase inexistente o risco de transmissão local, sendo que a maior parte dos casos registrados de Malária se devem à importação da Amazônia Legal, ou de países africanos.


Precauções 

           Antes de viajar, é muito importante que se comece o ciclo de tratamento preventivo. O uso de repelentes são essenciais para se proteger contra as mordidas dos mosquitos transmissores da doença. Já existem também alguns protetores solares que previnem as mordidas dos insetos.
          O uso das redes mosquiteiras também é crucial. O ideal é que essa rede tenha sido tratada com inseticida. Isso evitará que os mosquitos o ataquem durante a noite. Lembre-se que é exatamente nessa altura que eles se encontram mais ativos e, por isso, é preciso redobrar os seus cuidados.


Fontes de pesquisa:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.