10 perguntas antes do primeiro intercâmbio

ESCRITO POR: quarta-feira, março 07, 2018

Folhetos de divulgação de intercâmbio.

       Já pensou em fazer um intercâmbio? Não? Mas seus filhos estão começando a pensar e você não sabe por onde começar a pesquisar sobre o assunto? Eu passei por isso e sei como é. Antes de começar a pedir orçamentos para diversas agências diferentes pense se já tem as respostas às seguintes perguntas que todas elas farão:

1- Qual a idade do intercambista?

Para adolescentes até 17 anos, as agências oferecem programas de intercâmbio em grupos e com guia acompanhando. Esses programas focam bastante no turismo, por isso, são oferecidos para destinos atrativos como Nova York e Orlando, já incluindo ingressos aos parques temáticos, o que encarece bastante o pacote. A partir dos 18 anos são oferecidos intercâmbios individuais, sem grupos e sem guias, com foco mais direcionado para a aprendizagem do idioma.

2- Para onde fazer seu primeiro intercâmbio?

Pode parecer um tanto óbvio que quem quer aprender inglês vá para a Inglaterra ou para os Estados Unidos, quem quer aprender francês vá para a França e assim por diante... Mas não é bem assim que acontece quando se pensa no valor dessas viagens. Se o foco for aprender inglês, por exemplo, o Canadá tem preços melhores que os Estados Unidos nos cursos e estadia, no entanto, passagens aéreas podem ser bem mais caras. Saber onde você pretende fazer seu intercâmbio é um ponto de partida importantíssimo para começar a fazer suas cotações e não basta decidir o país, a cidade também faz toda a diferença. Se escolheu o Canadá, agora pesquise as características de Toronto, Vancouver ou Montreal... e veja qual delas combina mais com seus anseios.

3- Quantas semanas de intercâmbio?

As agências oferecem programas de 2 a 52 semanas, claro que quanto mais tempo de intercâmbio, maior o custo para o contratante. Além disso, os orçamentos são passados geralmente sem a passagem aérea que pode alterar muito o valor do pacote. Dependendo da escola, o curso poderá ou não ser certificado dependendo do tempo, então é bom analisar o custo-benefício. Em uma escola que oferece certificado para o mínimo de 4 semanas, por exemplo, ficar apenas duas ou três semanas pode significar uma economia pequena, diante da possibilidade de certificação.

4- Hospedagem em alojamento ou casa de família?

A diferença de valores é pequena e não deve ser o principal fator a ser considerado nessa escolha. Alojamentos são mais próximos das escolas e haverá mais intercambistas com quem se comunicar no idioma materno, o que não é uma boa estratégia para quem quer aprender uma nova língua. Casas de família podem ficar a até 1h30min de distância da escola e o trajeto será feito com transporte público, mas ali ocorre realmente a imersão no idioma a ser aprendido.

5- Quando fazer seu intercâmbio?

Se quem fará o intercâmbio está em idade escolar, os meses mais procurados são os de férias (janeiro e julho) para não atrapalhar o rendimento desses alunos na escola regular. Entre esses dois principais períodos há diferença de preços dependendo do destino escolhido e também no valor das passagens aéreas. No Canadá, por exemplo, o mês de julho é considerado alta temporada e, por isso, há um acréscimo de USD50 por semana de uma taxa chamada de 'suplemento de verão'.

6- Por qual agência de intercâmbio?

São várias e se diferenciam pouco no que oferecem, mas 'sim' há diferenças entre elas, por isso, analise com calma as opções, busque opiniões de quem já foi, compare preços e serviços oferecidos para escolher o melhor custo-benefício para os seus interesses específicos. O que todas têm em comum: a partir do momento em que você pedir informações não vão mais esquecê-lo, vão ligar, mandar e-mail, chamar no Whats App... prepare-se. Por e-mail, por exemplo, é comum receber oferta de e-books com dicas de inglês para viagem e para baixá-lo é preciso preencher um cadastro com seus dados. Acredite: meu telefone tocou 20 minutos após o 'enviar' do cadastro. Dê preferência àquela que tem escritório acessível, em sua própria cidade, onde você poderá tirar suas dúvidas pessoalmente. Algumas agências que oferecem intercâmbio: 2Be Study, World Study, Egali Intercâmbio, EF - Escolas Internacionais de Idiomas, Canadá Intercâmbio, 2Easy, STB, CI - Intercâmbio e Viagens... entre outras.

7- Quantas horas diárias de estudo?

Sim, é preciso pensar nisso também. Existem cargas horárias semanais diferentes que serão oferecidas e se o foco é aprender o idioma quanto mais tempo na escola melhor. Mais uma vez é hora de calcular o custo-benefício, pois o mais caro são as passagens aéreas e a hospedagem e esse valor não se altera seja o tempo de aula menor ou maior. Então, é bom pesquisar várias cargas horárias.

8- Qual escola no exterior?

Cada cidade do mundo tem suas opções e a mesma escola será oferecida por diferentes agências, como quando compramos um pacote de viagem na qual existe uma operadora oferecendo o serviço que pode ser adquirido em várias agências diferentes. No entanto, existem operadoras de intercâmbio que possuem escolas próprias pelo mundo e isso pode fazer a diferença na assistência que o intercambista receberá enquanto estiver no exterior. Faça essa pergunta quando estiver pesquisando.

9- Já providenciou os documentos para a viagem?

É claro que ninguém começa a pesquisar um intercâmbio com planos de viajar na semana seguinte, mas diante de tanta coisa para se pensar, lembre-se de providenciar os documentos essenciais para a viagem: passaporte e visto. O passaporte brasileiro de tempos em tempos começa a ter atrasos, então providencie logo o seu. O visto depende do país para onde se vai viajar, uns demoram mais, outros menos, uns custam mais outros menos... organize-se. A carteira de vacinação internacional geralmente também é solicitada, ela pode ser feita em alguns aeroportos  e nas agências da Anvisa, que não existem em todas as cidades.

10- Quanto custa um intercâmbio?

Cada pacote de intercâmbio pode ter tantas variações, que a primeira coisa que a agência consultada vai propor é uma conversa, pessoalmente ou por telefone, para entender quais os interesses para esse intercâmbio. Essa conversa é realmente necessária, a dica é já ter em mente suas dúvidas para não estendê-la demais com as agências de intercâmbio que não são prioridade. Vamos a um exemplo de pacote de intercâmbio:
Idade: 19 anos 
Local: Vancouver - Canadá
Duração: 4 semanas
Hospedagem: casa de família
Data: julho/2018
Carga horária: 32 aulas por semana (programa intensivo)
Escola: EF
Valor: 3.510 dólares (R$11.512)
Passagens aéreas: R$5382,81

Leia também:
logo mala

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

0 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.