Maple - sabor do Canadá

ESCRITO POR: sexta-feira, agosto 24, 2018 ,

Produtos a base de maple

        Na foto acima, só os vinhos não têm maple, embora sejam canadenses; já biscoitos, chocolates, iogurtes... tudo tem o sabor daquela calda que vemos nos cafés da manhã de filmes se derramando sobre panquecas e waffles. O principal ingrediente dessas delícias é o maple, a seiva retirada da árvore típica do país, aquela mesma representada na bandeira canadense pela folha vermelha estilizada (maple leaf). O maple syrup (xarope de bordo) é um dos sabores mais famosos da cultura canadense e um dos principais produtos de exportação do país. Então se seu destino é Vancouver, Montreal, Toronto, Quebec, Ottawa... ou qualquer outra cidade canadense, já sabe o que experimentar por lá e o que trazer na bagagem.       
Origem do maple syrup

          O maple syrup tem cor e consistência parecidas com o mel (um pouco mais ralo) e o sabor também é bem adocicado, como benefício nutritivo de possuir pouca frutose, ou seja, é mais saudável que outros adoçantes. O processo de retirada do maple é parecido com a extração da borracha: são feitos furos no caule das árvores por onde a seiva escorre. O processo acontece sempre no início da primavera e tem a aprovação dos ambientalistas, pois já se comprovou que não há prejuízos para a planta. Ou seja, o maple é um produto natural, saudável e ecologicamente correto. Tudo de bom, não é? Sim, mas consuma com moderação, não é um alimento indicado para quem tem diabetes, por exemplo.
Produtos a base de maple
        
    Para os iniciantes, o maple syrup pode parecer sempre ter o mesmo gosto, mas os especialistas no assunto descrevem 91 sabores, identificados por meio de uma análise criteriosa, ao estilo sommelier: baunilha, queimado, leitoso, picante... A mim tanto o sabor quanto o aroma é amadeirado, lembra os vinhos envelhecidos em barris de carvalho que ficam com o aroma característico da árvore.
       E não é só nos pratos doces que o maple faz sucesso, misturado a limão e condimentos se transforma em saborosos molhos e ainda pode ajudar a caramelar e dar a cor douradinha a outros pratos. Como o maple é retirado no início da primavera, os bosques ainda estão nevados (final do inverno) e faz sucesso o Maple Taffy, um picolé bem natural: basta esparramar o maple syrup sobre a neve, depois enrolar o caramelo que se forma em um palito e saborear. As crianças amam!
Folha estilizada da árvore símbolo do Canadá

          Como se vê nas fotos não é só na alimentação que a maple tree é celebrada; no Canadá a folhinha vermelha está em todas as lembranças possíveis de se trazer do país: bonés, botons, camisetas, meias, canecas, garrafas, moletons... em tudo ela é exaltada e durante o ano inteiro, não somente nas datas cívicas do país: 15 de fevereiro - Dia da Bandeira Canadense; 1º/07 - Dia do Canadá. A mim chama a atenção porque no Brasil não temos todo esse patriotismo, ou você já viu esses mesmos produtos das fotos nas cores verde e amarelo, mesmo que seja apenas para atender aos turistas? E montes de camisetas verde-amarelas nas lojas porque está se aproximando 7 de setembro (Independência do Brasil) ou 19 de novembro (Dia da Bandeira Brasileira)? Tá certo que nossas cores não ajudam muito, mas em época de Copa do Mundo, está todo mundo lá com sua camiseta canarinho, não é?
Folha estilizada da árvore símbolo do Canadá

           Ficou com vontade de experimentar o maple? Se o Canadá não está nos seus planos, fique de olho nas viagens dos amigos e já sabe o que pedir como lembrança.
 

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

0 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.