Maracanã Tour - RJ

ESCRITO POR: quarta-feira, agosto 29, 2018 ,

Estádio do Maracanã - RJ
 
           Para os fanáticos por futebol, o Maracanã é um templo. Quem não gosta tanto assim, mas está visitando o Rio de Janeiro, precisa conhecer para entender a emoção de estar no único estádio a sediar duas finais de Copas do Mundo de Futebol (1950 e 2014), além da abertura e encerramento das Olimpíadas de 2016 e dos jogos Pan-Americanos de 2007 e da final da Copa das Confederações (2013). O Estádio Jornalista Mário Filho foi também palco do milésimo gol do Rei Pelé (19-11-1969) e de shows memoráveis, entre outros, como o de Frank Sinatra (1980), Kiss (1983) e de Tina Turner (1988) que está no Guinness Book como o maior público pagante de um único artistas: mais de 188 mil pessoas. São todos esses superlativos que colocam o Maracanã nos roteiros de viagem de visitantes com as mais variadas preferências culturais.
Maracanã - RJ
            Algumas lembranças não são tão felizes, também foi no Maracanã que o Brasil sofreu o Maracanazo, a derrota para o Uruguai na final da Copa de 1950, diante de 200 mil pessoas, público que hoje o estádio não comporta mais, pois após sua última reforma, para se adequar ao padrão Fifa e receber os jogos da Copa 2014, a capacidade foi reduzida para 78,8 mil pessoas. As fotos acima mostram a parte externa do estádio, a obra do artista norte-americano Scott Gundersen que recria o estádio com 11.373 rolhas de cortiça, a maquete do estádio na atualidade e um pedacinho do gramado exposto em um pedestal, já que não é possível pisar no mesmo durante o tour. Mas dá para visitar os vestiários, área de aquecimento, sala de imprensa e até atravessar o mesmo túnel por onde passam os atletas e se sentar nas cadeiras da arquibancada.
Copa do Mundo e Olimpíadas no Maracanã
           Durante o Maracanã Tour, os visitantes passam por um pequeno museu com peças que contam as histórias de seus quase 70 anos de existência: a camisa autografada da final que deu à Seleção brasileira sua primeira medalha de ouro olímpica (2016), as moedas com edição especial das Olimpíadas que viraram febre entre colecionadores, uma miniatura da Taça Fifa para cada jogo disputado no Maracanã na Copa de 2014 (sete jogos no total), as bolas de todas as copas, os uniformes da Seleção Canarinho e homenagens aos grandes nomes do futebol carioca e brasileiro. Ali se encontram camisas usadas por Zico, as marcas dos pés de Pelé, as chuteiras de Kaká e de Ronaldo Fenômeno, bustos de Zagalo e Garrinha, o púlpito usado pelo Papa João Paulo II e a cadeira onde se sentou a Rainha Elizabeth II.
Tour guiado
             O tour pode ser guiado ou não. A diferença entre um e outro,  no valor, é de R$10 e na prática é o acompanhamento do guia que lidera um grupo repetindo as informações, que estão nas placas e podem ser complementadas com QR Codes, em dois idiomas Português e Espanhol. Apesar da simpatia do guia, achei um tanto tedioso andar em grupo ouvindo todas as explicações duas vezes e esperando, por exemplo, todos tirarem foto ao lado da camisa de seu time do coração no vestiário para então seguir a outro ponto do tour.
           No espaço que se percorre há uma cabine fotográfica que cria um gif em 360º como se a pessoa estivesse girando dentro do Maracanã embrulhado em sua bandeira preferida, que pode ser a de seu país ou a de seu time do coração. As bandeiras ficam todas lá, à disposição do visitante (veja na foto acima). O fotógrafo ajuda a compor as poses e o resultado pode ser visto em um monitor ao lado da cabine, fica bem legal. Custa R$20 para uma pessoa e R$10 reais para cada pessoa adicional, ou seja, se dez pessoas fotografarem juntas na cabine, o valor pago será de R$110 para receber a imagem virtual por e-mail.
Maracanã - sala de imprensa
              Nesse ponto perde-se muito tempo esperando todos que queiram fotografar e confesso que fiquei um tanto impaciente, principalmente porque fui tirar uma foto do equipamento para postar aqui no blog (essa aí de cima) e guia, fotógrafo e auxiliar disseram "NÃO PODE!!" ao mesmo tempo, balançando o dedo indicador em riste na minha direção, como se eu estivesse cometendo o pecado mortal de calçar as chuteiras do Kaká que estão lá expostas. Detalhe: não vi nenhum aviso de que 'apenas ali' era proibido fotografar e, enquanto ficaram de olho 'em mim', outros visitantes fotografaram até dentro da cabine com seus celulares.
Vestiário e flâmulas
              No vestiário visitado, estão representados os grandes times brasileiros e é hora de cada visitante buscar a melhor pose tendo o manto de sua equipe como plano de fundo. Olha lá a camisa do meu São Paulo e a flâmula mais linda entre tantas outras. Do vestiário passa-se para a área de aquecimento e nesse ponto perguntei ao guia se a visita guiada levava a algum lugar que sozinho o visitante não pudesse entrar, como a resposta foi que os lugares abertos à visitação são os mesmos com ou sem guia, me separei do grupo e fui visitar a arquibancada e a sala de imprensa. Enfim, com guia você não precisa ler as informações sobre os objetos expostos e sem guia você faz o tour na metade do tempo, de 30min a 40 min são suficientes.
            Ainda há uma parte interativa do tour que fica por conta de jogos de tabuleiro do tipo pinball e chutes ao gol. Como na maioria dos pontos turísticos, há uma lojinha com produtos personalizados e por ali eu vi, pela segunda vez no Brasil, uma máquina de moedas prensadas. Essas máquinas de souvenirs são muito comuns nos pontos turísticos dos EUA, mas em terras brasileiras eu só havia visto no Museu Pelé, em Santos.
            O Maracanã foi o segundo estádio sede dos jogos da Copa 2014 que visitamos, também já fomos conhecer a Arena Castelão, em Fortaleza. Sim!!! Eu gosto muito de futebol, e você?
Serviço
Site: https://www.tourmaracana.com.br/
Horários: diariamente, das 9h às 16:30h (em dias de jogos no Maracanã, o tour se encerra três horas antes do início da partida)
Endereço: Avenida Presidente Castelo Branco (Radial Oeste) s/n – Portão 2
Valores: Tour guiado R$60 e tour não-guiado R$50 (meia entrada para estudantes, crianças de 6 a 10 anos, maiores de 60 anos e portadores de necessidades especiais).

Nossa passagem pelo Rio de Janeiro foi de um único dia, a caminho de Petrópolis. Quem nos acompanhou foi o guia Márcio Pizzi (24 99314-7447) que também nos prestou os serviços de transfer até a serra fluminense. Fica a dica.

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

1 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.