Palácio de Cristal, em Petrópolis

ESCRITO POR: quinta-feira, setembro 27, 2018 ,

Palácio de Cristal, Petrópolis

       Petrópolis é repleta de construções tombadas como patrimônio histórico, algumas estão abertas à visitação interior, outras podem ser apreciadas apenas em seu exterior, com suas características arquitetônicas que mesclam o estilo europeu, principalmente o alemão, com as possibilidades que o Brasil apresentava na época das construções. O Palácio de Cristal é uma das construções mais fotografadas de Petrópolis, dificilmente quem visita a cidade deixa de dar uma passadinha por lá; mesmo que não esteja acontecendo nenhum evento, as fotos tanto da construção quanto dos jardins, são muito apreciadas pelos turistas (e também por noivas, grávidas, debutates...). Sem nenhum evento aberto ao público acontecendo por lá, será uma visita rápida, no caminho entre a Cervejaria Bohemia e a Catedral São Pedro de Alcântara, dê uma paradinha.
Palácios de Cristal
           Além de lindo, o Palácio de Cristal de Petrópolis é repleto de história(s), assim como tudo o mais na cidade. Foi inaugurado em 1884 com a função de abrigar exposições de flores, produtos agrícolas e pássaros. O Conde D'Eu (marido da Princesa Isabel) era então presidente da Associação Agrícola de Petrópolis e encomendou na França a estrutura em ferro que foi remontada no Brasil e completada com placas de vidro importadas da Bélgica. 
      O projeto foi inspirado no Palácio de Cristal do Porto, em Portugal, que por sua vez teve como inspiração o Cristal Palace do Hyde Park, em Londres. Ambos os palácios, que serviram de inspiração ao de Petrópolis, também eram utilizados como local de exposições e ambos já não existem mais: o palácio de Londres foi destruído em um incêndio em 1936 e o do Porto foi 'desconstruído' em 1950, para em seu lugar ser erguido um recinto desportivo que tem como nome oficial 'Pavilhão Rosa Mota', mas até hoje é chamado de Palácio de Cristal mesmo não se parecendo nada como tal. Além do Palácio de Cristal de Petrópolis, ainda temos no Brasil as estufas do Jardim Botânico de Curitiba inspiradas no palácio inglês (veja as fotos acima).
Eventos no Palácio de Cristal de Petrópolis
       Há quem diga que o real motivo da construção do Palácio de Cristal foram as festas da corte. Isso nunca saberemos com certeza, mas sabe-se que muitos bailes foram realizados ali, inclusive a festa pela assinatura da Lei Áurea (1888) que comemorou a concessão de Títulos de Alforria aos 103 últimos escravos que ainda existiam em Petrópolis. Entre 1938 e 1940, o espaço abrigou o Museu Histórico de Petrópolis, cujo acervo foi transferido para o Museu Imperial quando foi inaugurado.
      Hoje o Palácio de Cristal retomou suas funções originais de  recinto para exposições, como a 'Exposição de Orquídeas e Bromélias' que acontece anualmente entre fevereiro e março, além de servir de palco a vários eventos da cidade, entre eles, a principal festa do calendário de eventos de Petrópolis, - Bauernfest - a festa em homenagem aos imigrantes alemães que acontece todo ano em junho e dura 10 dias. Também acontece no Palácio de Cristal, totalmente ou em parte, a programação de vários outros eventos, entre eles, a Agro Serra (julho), o Festival de Inverno (julho), a festa japonesa Bunka-Sai (agosto), a festa italiana Serra Serata (setembro), a decoração do Natal Imperial (dezembro). Nós estivemos em Petrópolis durante o I Festival Internacional de Corais que aconteceu em agosto/2018 e a junção entre belas vozes em um belo ambiente é perfeito.

Palácio de Cristal, Petrópolis

         Quer escolher sua festa preferida para visitar em Petrópolis? Consulte o calendário de eventos aqui e boa viagem!

Serviço
- Endereço: Rua Alfredo Pachá, s/nº - Centro Histórico
- Visitação: terça-feira à domingo 9h às 18h
- Entrada gratuita
logo mala
Nós exploramos Petrópolis acompanhados pelo guia Márcio Pizzi (24 99314-7447) que tem dicas incríveis para ajudar a organizar seu roteiro na cidade.

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

0 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.