City Tour em São Paulo

ESCRITO POR: quarta-feira, abril 24, 2019

Vista desde o Farol Santander

         Está de passagem por São Paulo e quer conhecer o melhor da capital paulista? Se seu tempo for curto faça um city tour para ver o essencial. Se há mais tempo para se aprofundar na selva de asfalto, vidro e concreto, faça um city tour e depois volte com calma aos pontos de maior interesse.
         Nós experimentamos (e aprovamos) o city tour oferecido pela Relax Turismo e nosso guia foi o Sr. Napoleão, profundo conhecedor da cidade de São Paulo e de seus caminhos em um trânsito classificado entre os sete piores do mundo, o que faz a duração de 4 horas do passeio ser aproveitada o máximo possível.      Shopping Light
         A ideia é um city tour panorâmico partindo de um roteiro pré-definido com algumas opções de paradas para fotos. A ordem dos pontos a serem vistos depende do local inicial do passeio (geralmente o hotel) a partir do qual a agência cuidará da logística que permitirá que um passeio agradável e proveitoso.
       Só vamos lembrar que estamos falando de 'São Paulo' - a cidade mais populosa do continente americano - por isso, alguns desvios podem surgir pelo caminho, seja por uma rua interditada (por exemplo, a Av. Paulista aos domingos), ou um museu fechado (a maioria deles fecha às segundas-feiras), mas a cada desvio pode surgir uma surpresa agradável como atravessar a Rua Avanhandava, onde se localiza a Pizzaria da Famiglia Mancini. É como se transportar para outro lugar e outra época. Um presente para os olhos, um bônus imprevisto no passeio.

Pizzaria Famiglia Mancini

            Enfim, deixe por conta dos guias da Relax Turismo que, se  não for possível executar na íntegra o roteiro previsto, eles encontrarão opções tão satisfatórias quanto o que você havia imaginado. O roteiro pré-definido inclui:



-Teatro Municipal ou Instituto Butantan (parada para fotos);
Fachada do Teatro Municipal de São Paulo
         A visita guiada ao prédio histórico do teatro é gratuita, porém, é preciso fazer a inscrição uma hora antes da visita agendada. Por isso, além de fotografar a fachada e o hall de entrada, aproveite para informar-se sobre os horários de visita e programe-se para voltar em outro dia. Em alta temporada geralmente as visitas acontecem diariamente, nos demais períodos acontecem de quarta-feira a sábado.
Instituto Butantan
          Se sua opção for pelo Instituto Butantan, além do contato com a natureza há a opção de quatro museus para visitar: Museu Biológico, Museu de Microbiologia, Museu Histórico e Museu Emílio Ribas. Nem todos poderão ser visitados durante o city tour e algum pode estar fechado para manutenção. No site do Instituto Butantan é possível verificar as informações sobre atrações abertas à visitação.

-Viaduto do Chá (Vale do Anhangabaú, Prefeitura e Shopping Light);
Prefeitura de São Paulo e Shopping Light ao fundo
          Olhos atentos para observar detalhes dos prédios históricos de São Paulo, aqueles mesmos que já vimos tantas vezes pela TV, nos telejornais, nas novelas, nos filmes... O centro de São Paulo conserva a arquitetura original de sua fundação, contrastando com a modernidade dos edifícios de outros pontos da cidade. A grandiosidade da arquitetura dos prédios históricos impressiona.

-Largo São Francisco (igrejas e Faculdade de Direito);
Faculdade de Direito do Largo São Francisco
         Uma das faculdades de Direito mais antigas do país (junto com a Faculdade de Recife), ambas fundadas em 1827. Hoje é parte da Universidade de São Paulo (USP) e está entre as faculdades de Direito melhores conceituadas no país. A arquitetura do prédio é neocolonial caracterizada por suas "Arcadas", nome pelo qual a faculdade é chamada por seus alunos e ex-alunos.

-Praça da Sé (Catedral da Sé);
Cúpula da Catedral da Sé
          Na Praça da Sé encontra-se o monumento que representa o ponto zero de São Paulo, a partir do qual são calculadas todas as distâncias até São Paulo e numeradas as rodovias. A Catedral Metropolitana da Sé é a maior igreja de São Paulo e uma das cinco  maiores construções góticas do mundo. Seria maravilhoso parar para fotografar por ali, mas infelizmente não é um local seguro. Melhor ficar mesmo com as fotos panorâmicas.

-Bairro da Liberdade (colônia japonesa);
Feirinha da Liberdade
       A-do-ro!! É como se sentir estrangeiro no próprio país. O Bairro da Liberdade é a maior comunidade japonesa do mundo, fora do Japão. Aos sábados e domingos acontece a tradicional Feira da Liberdade, com produtos de decoração e culinária típicos. De passagem, você perceberá o clima estrangeiro na quantidade de orientais pelas ruas e nas lanternas vermelhas e brancas que caracterizam o bairro. Volte com calma para algumas comprinhas e para visitar o Museu da Imigração Japonesa.

-Mercado Municipal (parada de 15 minutos);
Frutas do Mercadão de São Paulo
        É no Mercadão de São Paulo que você vai experimentar o famoso sanduíche de mortadela, ou o bolinho de bacalhau ou então o pastel de camarão (entre vários outros sabores), todos igualmente saborosos (e um tantinho salgados no preço). As frutas são as mais lindas, suculentas e caras que você já viu, em média R$85, o quilo. Mesmo assim, não deixe de conhecer um dos principais pontos turísticos de São Paulo e nem de experimentar ao menos uma de suas delícias.

-Pateo do Collegio (fundação de SP) - parada de 10 minutos.
            A cidade de São Paulo cresceu ao redor de uma escola e o símbolo dessa origem é o Pateo do Collegio. A construção atualmente aberta à visitação de terça à domingo foi construída entre 1954 e 1979. Entre vidraças está conservada uma parede original de 1585, remanescente do antigo colégio de jesuítas. O acervo do Museu Anchieta abriga cerca de 700 peças distribuídas em seis salas. Para quem gosta de história o tempo de parada de 10 minutos certamente não será suficiente, volte em outro dia.

-Rua Boa Vista (Bovespa);
Impostômetro
            A Rua Boa Vista fica bem pertinho do Pateo do Collegio, nela está o Impostômetro, instalado no prédio da Associação Comercial de São Paulo para medir a quantidade de impostos que pagamos no país. A velocidade com que os números se alteram é tristemente impressionante de ser, mas não há como fugir de nossa realidade.

-Mosteiro de São Bento;
Mosteiro de São Bento
          Mais um dos prédios históricos do centro de São Paulo, construído entre 1910 e 1912. De segunda à sexta-feira, a missa das 7h tem canto gregoriano. Aos domingos acontece a tradicional Missa dos Monges, às 10h, e no último domingo de cada mês o Brunch no Mosteiro com gastronomia de grandes chefs de São Paulo. Faça uma visita virtual no site do Mosteiro.

-Edifício Martinelli, Farol Santander (antigo Banespa);
Edifício Martilnelli, visto do mirante do Farol Santander
         Os dois prédios estão muito próximos e ambos possuem mirantes em seus andares mais altos, de onde é possível ter uma visão privilegiada do centro de São Paulo. No Edifício Martinelli, a visita gratuita acontece diariamente entre 11h e 18:30h, com 15 visitantes por tour; é necessário inscrever-se no local 30 min antes da visita. No Farol Santander as visitas são pagas e, além do mirante, possui exposições fixas e temporárias em vários andares, como a visitadíssima Hebe Eterna que expôs objetos pessoais da dama da TV brasileira entre fevereiro e junho/2019.

-Av. Ipiranga (Edifício Itália e Copan)
Edifício Joelma
          Entre tantos arranha-céus, muitos têm seu valor histórico ou sua história entrelaçada à história da cidade. O Edifício Itália é o segundo mais alto de São Paulo com 46 andares (o maior é o Edifício Mirante do Vale, com 51 andares e  170 metros de altura). O sinuoso Edifício Copan foi projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1966. Tem 120 mil metros quadrados construídos e 1160 apartamentos. Menos ilustre, mas muito marcante na história de São Paulo é o Edifício Praça da Bandeira (foto) que antigamente se chamava Joelma e foi protagonista de uma tragédia, um grande incêndio que o tornou internacionalmente conhecido em 1974.

- Bairro Higienópolis e Pacaembu (parada de 5min no Estádio);
Estádio do Pacaembu
             O Estádio do Pacaembu é um estádio municipal que por anos foi a casa dos jogos do Corínthians e atualmente recebe muitos jogos do Santos. Ele abriga o Museu do Futebol , que exige um tempo maior para usufruir de suas atrações. Nessa parada é possível visualizar e fotografar o campo, as arquibancadas, a entrada do Museu e a lojinha com produtos esportivos de todas as equipes de futebol paulistas.


-Av. Paulista (MASP)


          O MASP é o principal cartão postal de São Paulo. Com certeza você já ouviu pela TV as notícias das manifestações que ocorrem em frente ao Museu e o famoso 'vão do Masp', um espaço livre de 74 metros que aos domingos recebe uma feira de antiguidades. Em frente fica o Parque Trianon. Passe pela Av. Paulista para descobrir sua grandiosidade e depois volte com calma para visitar suas tantas atrações.

- Rua Oscar Freire (Bairro Jardins);

Havaianas, na Rua Oscar Freire
          A Rua Oscar Freire está entre as mais fashion e caras do mundo. Mesmo que seja só para uma voltinha (sem compras) ela é incrível com suas lojas conceito como a da Havaianas e da Melissa (imperdíveis), seus famosos murais de grafite, suas confeitarias cheias de delícias. Na região (quase esquina com a Oscar Freire) fica a única loja Carlo's Bakery fora dos Estados Unidos. Não deixe de experimentar os canollis, são maravilhosos!

- Paróquia Nossa Senhora do Brasil (parada de 05 min. );

Paróquia Nossa Senhora do Brasil
        São Paulo tem muitas igrejas históricas e a Paróquia de Nossa Senhora do Brasil nem é assim tão antiga, data de 1940. Mas a riqueza de detalhes de sua arquitetura neobarroca e decoração são motivos mais que suficientes para merecer uma visita, mesmo para quem não é católico. Externamente lembra a igreja de São Francisco, em Ouro Preto. Internamente a Via Sacra é pintada em tons de azul sob fundo branco. Até mesmo os banheiros merecem uma visita. É a igreja mais concorrida pelos noivos de São Paulo. Nela se casaram, entre vários outros, os casais Fernanda Souza e Thiaguinho, Anna Rafaela Bassi e Filipe Massa, Juju Salimeni e Felipe Franco.

-Parque Ibirapuera;

Parque do Ibirapuera
            O Parque do Ibirapuera é o Central Park de São Paulo é o respiro para os paulistanos se desafogarem da correria, do trânsito, da poluição... lugar para relaxar passeando entre as trilhas arborizadas, o lago e as esculturas e os museus localizados dentro do parque. Roteiro para várias horas para quem quiser conhecer tudo. Ás segundas-feiras os museus estão fechados, mas dá para visitar o Obelisco que é um monumento funerário em homenagem aos heróis da Revolução de 1932.


          Nós fizemos o tour em uma segunda-feira de Carnaval e, além dos museus fechados, pegamos várias ruas interditadas por conta dos blocos carnavalescos. Não foi possível, por exemplo, contornar o Parque do Ibirapuera e nem atravessar a Avenida Paulista (que nós já conhecíamos). Como substituição, o guia Napoleão nos levou ao Hotel Unique e pudemos subir até seu último andar. A vista é maravilhosa.

Hotel Unique
             O tour tem duração de 04 horas, com início às 09h ou às 14h . Outros horários e adequações no roteiro podem ser combinados com a Relax Turismo conforme disponibilidade dos guias e veículos. Sim é possível relaxar em São Paulo. Divirta-se!

Serviço
Site: Relax Turismo
Endereço: Rua Avaré, 235 - São Paulo - SP
E-mail: contato@relaxturismo.com.br 
Fones: (11) 3663-0638 / 99177-6644 / 99658-5193
logo mala
Leia também:
9 atrações gratuitas em São Paulo

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

0 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.