Nascer - a luz do parto

ESCRITO POR: sábado, janeiro 23, 2021 , ,


         O momento mais lindo da vida é o nascimento. Eu não tenho lembranças registradas em foto e vídeo do nascimento de minhas filhas gêmeas porque foram prematuras (28 semanas de gestação) e esse tipo de registro não é permitido em partos de risco, pelo menos não era há 22 anos quando nasceram minhas 'meninas'. Mesmo sem os registros, o momento foi inesquecível. Comecei o dia de meu aniversário na sala de cirurgia e partir dessa data deixei de ser identificada pelo nome e passei a ser a "mãe das gêmeas", deixei de comemorar meu aniversário para preparar as festinhas delas... e esses passaram a ser os momentos mais felizes de minha vida.
      Outras mães conseguem a proeza de terem registros fotográficos lindos e emocionantes mesmo em uma situação de tanta dor, nervosismo, ansiedade... A exposição virtual "Nascer -  a luz do parto", da fotógrafa Mirella Rabaioli, é um presente sensível e emotivo para todas as mães que se verão representadas nas fotos, vídeos e relatos de quatro delas que optaram pelo parto domiciliar. Em comum, as histórias têm o fato dessas quatros mulheres preferirem um parto humanizado com o acompanhamento seguro de doulas e de enfermeiras obstétricas (EO), porém, cada nascimento é único, as emoções são diferentes e nem sempre tudo acontece como o planejado. Também esses momentos inesperados estão narrados pelas mães que aceitaram compartilhar nessa exposição os registros feitos por Mirella, que é especialista em fotos de família e de partos domiciliares.
     Intencionalmente a postagem aqui no blog tem apenas uma imagem da exposição, para não estragar a emoção das narrativas fotográficas. Ao final de cada uma delas está a opção de acesso para o relato completo da mãe, que vale muito a pena ser lido, assim como na seção "Reencontro com o parir" estão os depoimentos em vídeo da própria fotógrafa, de uma doula e de uma EO. 
        Ao acessar a exposição "Nascer -  a luz do parto" surge o aviso de imagens sensíveis e desaconselháveis para menores de 18 anos. Com exceção dessa advertência, é uma exposição repleta de sensibilidade que certamente vai agradar às mulheres que são mães, planejam ser mães, preparam-se para ser mães, têm mães... ou seja, a todas. Imperdível.

Outras exposições virtuais imperdíveis! #fiqueemcasa

Poderá gostar também de:

Poderá também gostar de:

0 comentários

E você? O que pensa sobre isso?
Os comentários anônimos estão sujeitos à moderação.